Connect with us

POLÍTICA

Município de Assis Brasil completa 45 anos, faz grande festa e recebe governador Gladson Cameli

Publicado

em

A cidade de Assis Brasil estava pequena na tarde desta sexta-feira, 14, por causa da festa de aniversário de 45 anos de sua emancipação política. Um evento na avenida Raimundo Chaar, a principal via do município, estava marcando a data, contando com a presença das famílias, além de muitos índios das etnias Manchineri e Jaminawa.

O prefeito Jerry Correia (PT) e o governador Gladson Cameli (Progressistas) conduziram a cerimônia, prestigiada pelos deputados federais Alan Rick (DEM) e Vanda Milani (SD), além de secretários de Estado.

A chegada do governador Gladson Cameli foi um evento. Sob fortes aplausos, ele encontrou o prefeito Jerry e uma multidão de assisenses. Cameli parabenizou o município e, ao lado do prefeito, e anunciou obras, principalmente no setor de água e esgoto. Também falou sobre a pandemia.

Para o governador, “se Deus quiser não haverá terceira onda de Covid”. Ele disse que tem pressa de abraçar as pessoas e tocar as obras que precisam ser feitas. Voltou a falar, por exemplo, do anel viário em Brasileia e sobre a melhora na BR-317.

Gladson foi até à multidão e cumprimentou algumas pessoas cumprindo protocolos sanitários, apenas de punho fechado e usando máscara. “Eu vou ao povo que é meu patrão. Sou empregado deles”, disse, ao ser perguntado sobre os motivos que levam sempre a entrar no meio das pessoas.

O prefeito de Assis Brasil, mesmo sendo do PT, rasgou elogios ao governador. “Pedi socorro a ele e ele nem pensou. Já está nos ajudando e muito”, afirmou. Jerry recebeu das mãos do governador um maquinário moderno para ser usado na agricultura, além de uma caçamba. “Assim Brasil está feliz”, disse o prefeito ao Acrenews.

Antigo seringal Paraguaçu

Foto: Reprodução

Assis Brasil, localizado a 350km de Rio Branco, pela BR-317, é o último município do Acre ao sul. Está na fronteira com Bolívia e Peru. Era, antes de virar cidade, a sede do Seringal Paraguaçu, de muitas histórias, banhada pelo rio Acre.

Terra de clássicos futebolísticas entre Ladeira VS Cascata, da deliciosa tapioca da Maria do Toco e das histórias do Seu Valdir. Hoje, Assis Brasil comemora seus 45 anos de uma bela história.

QUEM FOI ASSIS BRASIL

Foto: Reprodução

Joaquim Francisco de Assis Brasil (São Gabriel, 29 de julho de 1857 — 24 de dezembro de 1938) foi um advogado, político orador, escritor, poeta, prosador, diplomata e estadista brasileiro; propagandista da República. Foi fundador do Partido Libertador, deputado e membro da junta governativa gaúcha de 1891.

Introduziu no Brasil o gado jersey e o gado devon, tendo participação importante na introdução do cavalo árabe e da ovelha karakul.

Juntamente com o Barão do Rio Branco, assinou o Tratado de Petrópolis, que assegurou ao Brasil a posse do atual Estado do Acre. Neste estado foi criado, em sua homenagem, o município de Assis Brasil.

BIOGRAFIA

Assis Brasil nasceu na estância de São Gonçalo, município de São Gabriel, no Rio Grande do Sul. Filho do estancieiro Francisco de Assis Brasil, de quem herdou extensas propriedades no interior gaúcho, e de Joaquina Teodora de Bem Salinas, ambos descendentes de açorianos.

Aos oito anos entrou na escola de primeiras letras do mestre Custódio José de Miranda. Em 1870 transferiu-se para o Colégio São Gabriel, na cidade de mesmo nome. No primeiro ano ganhou a medalha de prata e no ano seguinte a de ouro. Estas medalhas ainda existem, guardadas no Castelo de Pedras Altas, no município de Pedras Altas.

Em 1872, já órfão de pai, partiu para Pelotas, ficando interno no Colégio Taveira Júnior. Em 1874 frequentou, em Porto Alegre, o Colégio Gomes, onde estudou os preparatórios.

Em 1876 matriculou-se na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, passando a integrar o grupo de estudantes rio-grandenses que ali se formara. Fundaram o Clube 20 de Setembro, com o compromisso de pregar e propagar o sistema republicano de governo e de apressar a mudança de regime político do país.

Em 1877, Assis Brasil publicou seu primeiro livro, Chispas, com versos da adolescência. A seguir publicou História da República Rio-grandense, onde fez uma defesa ardorosa da Revolução Farroupilha de 1835. Neste livro já estão presentes os princípios básicos de seu pensamento. Seguiram-se outros trabalhos inspirados no puro ideal de suas convicções. Sua obra é vasta. Destacam-se nela tanto trabalhos de propaganda, como obras de profunda relevância do ponto de vista da teoria política. A defesa ardorosa do sistema presidencial de governo e da representação proporcional são a marca principal de seu pensamento.

Em 1879, com um grupo de rapazes que marcaram época na Academia de São Paulo, fundou o “Clube Republicano Acadêmico” e o jornal “Evolução”.

Em 1882 formou-se em direito e voltou para o Rio Grande do Sul, onde foi um dos fundadores do Partido Republicano Rio-grandense. Durante meses, percorreu a província a cavalo, pregando a liberdade e a república com que tanto sonhava.

Foi eleito deputado provincial (hoje seria estadual) em dois biênios: 1884 — 1886 e 1886 — 1888. Na tribuna enfrentou Gaspar Silveira Martins, merecendo deste seu digno adversário as maiores considerações.

Em 1889, proclamada a República, foi eleito deputado à Assembleia Nacional Constituinte. Promulgada a constituição, renunciou ao seu mandato. Convidado pelo Marechal Deodoro da Fonseca para fazer parte do primeiro ministério constitucional, recusou o convite por divergência de ideais.

Em consequência do golpe de estado de Deodoro, a situação no Rio Grande do Sul tornou-se anormal, tendo o presidente do estado Júlio de Castilhos abandonado o poder. Foi constituída então uma Junta Governativa, da qual Assis Brasil fez parte. Como único membro presente da junta, assumiu o governo do estado.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

INTERIOR

Gladson e Zequinha falam dos 117 anos de Cruzeiro do Sul: ‘Quem não conhece está perdendo’, diz o governador

Publicado

em

Por

O ato solene da manhã desta terça-feira, 28, com hasteamento da bandeira na praça principal de Cruzeiro do Sul foi o ápice da festa de aniversário do município: 117 anos. As principais autoridades da festa, o governador Gladson Cameli e o prefeito Zequinha Lima, ambos do Progressistas, falaram sobre a data. O Acrenews destaca a fala de cada um:

Prefeito Zequinha: “Quero agradecer a Deus por tudo está aqui vivo inteiro depois de tudo que nós passamos, segundo dizer que é um privilégio muito grande poder ter sido eleito como prefeito de minha cidade, da princesinha do Juruá. Isso é um privilégio para poucos. Então eu tenho que honrar os compromissos.

É uma alegria muito grande poder estar festejando esses 117 anos aqui ao lado do governador, ao lado do presidente da Assembleia Legislativa, ao lado dos nossos vereadores, infelizmente com algumas limitações ainda em relação aquelas festas que nós gostaríamos de realizar, mas é um privilégio saber que o que eu faço eu faço com amor, eu faço com muito carinho, eu gosto do que eu faço. Parabenizar todos os cruzeirenses e desejar a cada um deles muita saúde nesse momento tão difícil que nós estamos atravessando”.

Governador Gladson: “Relembro nossos momentos de criança, de adolescente nas ladeiras, do banho de chuva, do quibezinho ali, quebrando o gelo, quebrando a rotina, para que a gente possa relembrar Cruzeiro do Sul, Juruá, tem as suas diferenças, é um povo determinado e aqui eu quero aproveitar, além de parabenizar, agradecer a todos os brasileiros, acreanos, que moram aqui, que escolheram aqui para trabalhar, para viver e as pessoas para poder cuidar, ter cuidado, e tá cuidando da nossa terra.

O que eu digo não é só o sistema público, não é só o poder público, é todo mundo, um cuidando do outro, que a gente vai vencer com união, prosperidade e principalmente com Deus no coração e muita saúde para que a gente possa vencer os desafios que vem pela frente. Parabéns Cruzeiro do Sul 117 anos e você que não conhece essa região pode ter certeza que está perdendo, até porque só tem um único Rio Croa, uma Serra do Divisor, as belezas naturais e temos que valorizar, cuidar para que a gente não possa ir jamais deixar de ter oportunidade de voltar nesses lugares.

Cada dia mais condições para que a gente possa ter a segurança da vida, de viver e vida para mim é o que é mais importante. Eu agradeço por estar aqui nesse momento participando da solenidade de 117 anos, recebendo aqui o nosso prefeito de Cruzeiro do Sul, que tem sido um baluarte que tá fazendo o que pode pela nossa cidade, para valorizar um compromisso que é a oportunidade que a população deu para ele. As parcerias com o Estado estão funcionando e vamos lembrar que a pandemia tá passando e quero pedir o apoio da imprensa.

Eu não quero soltar decreto, mas eu quero fazer um apelo aos donos de restaurantes, a todos que recebem a população por algum evento: cobrem a carteira de vacina porque é inadmissível você ver pessoas que ainda não foram vacinadas, deixando para amanhã o que se pode fazer hoje. Porque que não apressa? Tempo é dinheiro, tempo é vida, tempo é essencial para que possamos melhorar a vida das pessoas e as condições de trabalho. Então, as pessoas têm que pelo menos se vacinar, para que depois não chore o leite derramado”.

Continue lendo

POLÍTICA

Gladson Cameli completa mil dias sendo um dos governadores mais aprovados do país

Apesar dos desafios impostos pela pandemia de Covid-19, os avanços são altamente significativos nas mais diversas pastas, credenciando Cameli como um dos gestores mais bem avaliados hoje no Brasil

Publicado

em

Por

Agência AC | Foto: Marcos Vicentti/Secom

Gladson Cameli completou mil dias de governo nesta segunda-feira, 27, laureado por uma pesquisa de opinião pública, divulgada recentemente, que o aponta como o governador com maior índice de aprovação entre todos do país. No levantamento, ele tem ao menos 83,3% da aceitação dos entrevistados, estando no topo do ranking dos 13 governadores mais bem avaliados do Brasil.

Governador Gladson Cameli em 2020, em solenidade de entrega de ônibus escolares na região de Porto Acre. Foto: Diego Gurgel/Secom

Na prática, esse cenário favorável se deve, em muito, à seriedade com que sua administração vem trabalhando, mesmo com todos os desafios que a pandemia de Covid-19 impôs, não só aos acreanos, como a todos os setores públicos brasileiros.

Desde que a doença começou a se disseminar no Acre, em março de 2020, o modo simples de trabalhar, muito responsável, humanizado e focado em soluções para reduzir ao máximo os efeitos nefastos do novo coronavírus contribuiu consideravelmente para que o governador conquistasse a confiança da população. Abaixo, o registro de alguns dos principais êxitos nesses mil dias de administração.

No dia 14 de maio do ano passado, o governador esteve em videoconferência com a bancada federal acreana, para participar aos parlamentares as estratégias do governo para o enfrentamento da pandemia de Covid-19. Foto: Marcos Vicentti/Secom

Saúde

Em um dos setores mais nevrálgicos da administração pública, o feito mais recente foi a valorização dos profissionais do Serviço Móvel de Urgência e Emergência (Samu), com a renovação completa da frota de ambulâncias. Recursos de mais de R$ 7 milhões, originários do Banco Mundial, permitiram a compra de ao menos 28 novas ambulâncias e equipamentos embarcados de última geração.

Parte da frota de ambulâncias do Samu e do Complexo Regulador da Central de Leitos; veículos foram entregues no dia 23 de agosto deste ano, pelo governo do Estado do Acre. Foto: Diego Gurgel/Secom

Alguns dos veículos também estão sendo usados pelos profissionais do Complexo Regulador da Central de Leitos, outro setor estratégico da Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre).

Vista aérea da solenidade de entrega pelo governo das ambulâncias para os 22 municípios do Acre, no dia 23 de agosto. Foto: Luciano Sales/Asscom Deracre

Tanto em Rio Branco quanto em Cruzeiro do Sul, o retorno das cirurgias eletivas, que estavam paradas por conta da pandemia, devolvem a saúde para pacientes que há anos esperam pelos procedimentos. No Hospital da Mulher e da Criança, no Vale do Juruá, desde o último dia 4 de setembro, pelo menos 16 mulheres estão passando por cirurgias ginecológicas.

Cirurgia no Pronto-Socorro de Rio Branco; unidade se estruturou para fazer procedimentos. Foto: Odair Leal/Secom

Já em Rio Branco, as cirurgias na área de ortopedia também foram retomadas. Mesmo diante de um cenário que ainda exige cautela, a gestão governamental se empenhou para garantir que pacientes oncológicos e cardíacos tivessem suas cirurgias realizadas, mesmo aqueles que não estavam inseridos na categoria de urgência, desde o último dia 15 de setembro.

Equipe do ginecologista Luis Guillermo Perez realiza cirurgia de retirada de útero. Procedimento faz parte de mutirão que atendeu 16 pacientes no Hospital da Mulher e no Hospital da Criança, em Cruzeiro do Sul, nos dias 4 e 7 de setembro. Foto: Marcos Santos/Secom

Os números da vacinação contra a Covid-19 também são dignos de menção. O trabalho da Coordenadoria do Programa Nacional de Imunização no âmbito da Sesacre, já permitiu imunizar 773.409 acreanos, das 948.317 doses distribuídas a todos os 22 municípios. Pelo menos 81,56% das vacinas já foram aplicadas com dose única ou primeira e segunda dose.

Renata Quiles, coordenadora do Programa Nacional de Imunização da Secretaria de Estado de Saúde, prepara-se para aplicar dose da vacina contra a Covid-19. Foto: Odair Leal/Secom

Planejamento e Gestão

Em 2020, o destaque foi para a contratação de novos servidores públicos, entre agentes, delegados, escrivães e legistas da Polícia Civil e professores da Educação. E agora, em 2021, são os pagamentos de retroativos, os prêmios de valorização e as verbas rescisórias.

Para isso, o governo anunciou um calendário de pagamentos que contempla 60% da força de trabalho do Estado, além de ex-servidores que possuem verbas rescisórias a receber.

Parlamentares, representantes da Indústria e do Comércio e secretários de Estado com o governador Gladson Cameli na assinatura de medidas econômicas e tributárias. Foto: Marcos Vicentti/Secom

O cronograma começou com o pagamento do prêmio de valorização, que desde 2016 não era repassado ao servidor público. Ao todo, 19 mil servidores foram contemplados, e juntos receberam R$ 41 milhões.

Foi pago também o Prêmio de Valorização Anual do funcionalismo da Secretaria da Fazenda do Acre e dos gestores de políticas públicas. Ao todo, 719 servidores estão recebendo o prêmio, que ajuda a contribuir com a qualidade de vida de suas famílias e, consequentemente, garante a melhoria dos serviços prestados ao cidadão. O investimento é de quase R$ R$ 6,8 milhões e leva em consideração o cumprimento de diversas metas.

Atividade em escola rural da Estrada Transacreana, antes da pandemia. Foto: Mardilson Gomes/SEE

Em junho, o prêmio de valorização dos servidores da Educação contemplou ao menos 9.727 servidores, num aporte de recursos de R$ 17,4 milhões. Bombeiros, policiais militares e agentes do Instituto de Administração Penitenciária também foram beneficiados em agosto. Somente com profissionais da Segurança Pública, a valorização o investimento foi de mais de R$ 7,6 milhões.

Governador Gladson Camlei com a Corte eleitoral do TRE/AC e convidados, na foto oficial da solenidade que marcou a inauguração do prédio do TRE/AC. Foto: Asscom

Em uma ação inédita, a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão criou um Portal de Acompanhamento do Plano de Governo. O objetivo é o de oferecer, para a sociedade, a evolução da execução das ações registradas no Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC), apresentadas e pactuadas no decorrer da campanha eleitoral pelo governador Gladson Cameli. Outra ferramenta detalha convênios públicos e emendas parlamentares. É o do Sistema de Gerenciamento de Convênios.

Antecipação de metade do 13º salário

Neste ano, o governo antecipou o pagamento dos servidores públicos referente ao mês de junho e a primeira parcela do décimo terceiro também foi paga, no dia 28. No total foram 48.745 servidores estaduais, entre ativos, inativos e pensionistas, beneficiados diretamente com a medida, que injetou na economia acreana um montante de R$ 251.063.703,51, com o pagamento em dia do salário dos servidores, e R$ 93.906.100,01, com a antecipação de metade do 13º salário. Já a segunda parcela do décimo será paga em dezembro próximo.

Comércio popular de Rio Branco em dia de bastante movimento; pagamento em dia e antecipação do décimo permitem aumentar vendas. Foto: Odair Leal/Secom

Educação

Retorno às aulas

A Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes está nos preparativos do retorno às aulas presenciais, que será gradual e com alternância dos estudantes. A distribuição dos produtos da merenda escolar e dos insumos sanitários também já começou.

Professor Carlos Lima em preparação para aulas com o tema Consciência Negra, no estúdio do programa Escola em Casa; abnegação ao ensino-aprendizagem. Foto: Mardilson Gomes/SEE

Os ajustes finais, como limpeza e manutenção da estrutura física, também estão sendo encaminhados. Nem todas as escolas terão condições de retorno no dia 4 de outubro e continuarão em sistema remoto até que possam retomar as aulas presenciais com segurança.

Professora grava para a rádio; conteúdos escolares podem ser ouvidos pelos alunos pelas rádios AM e FM de todo o estado. Foto: Mardilson Gomes/SEE

O desafio do ensino a distância

O desafio de se fazer educação de forma remota foi um grande aprendizado e fez-se o que foi possível, considerando as dificuldades de conectividade em um estado da região amazônica.

Por isso, a importância de agradecer e parabenizar a todos os professores e gestores da rede de ensino estadual, que não mediram esforços para levar o conhecimento aos alunos, seja pelo celular – por meio das redes sociais –, seja pela TV Escola ou por material impresso.

Profissionais gravam programas de vídeo destinados aos estudantes da rede pública; gravações têm a participação de intérpretes de Libras. Foto: Mardilson Gomes/SEE

As equipes enfrentaram desafios imensuráveis nesses quase dois anos. Agora, faz-se necessário que as condições sanitárias permitam avançar para o ensino híbrido, promovendo o retorno gradual dos estudantes e respeitando o distanciamento de um metro entre eles, até que se possa retornar totalmente em 2022.

A rede estadual possui 149.650 estudantes, conforme o Censo Escolar 2020. Desse total, a secretaria, a partir dos relatos, evidências e informações repassadas pelas escolas, calcula que 80% do público foram alcançados com as diferentes ferramentas de acesso ao ensino remoto no período da pandemia.

Inclusão como prioridade

Para atender aos estudantes sem acesso à internet, a secretaria criou o Programa Escola em Casa, que compreende: videoaulas – gravadas por professores da rede e veiculadas em canal aberto de televisão pelo AmazonSat.

Estudante da zona rural às margens do Rio Acre, em Porto Acre, recebe de professor o conteúdo a ser estudado. Foto: Mardilson Gomes/Secom

Além disso, foram produzidas audioaulas – produzidas por professores da rede e transmitidas pelo Sistema Público de Rádio por meio da Aldeia FM e da Difusora AM. No Vale do Juruá, as transmissões foram pela Rádio Verdes Florestas, numa parceria com a Diocese de Cruzeiro do Sul, alcançando toda a região. O material impresso foi preparado pelas equipes escolares e produzido pela gráfica da Secretaria de Educação.

Educadores de Porto Acre encontraram um jeito novo de chamar a atenção de seus estudantes. Eles chegaram à comunidade rural onde estão as escolas Santa Fé e Nossa Senhora Auxiliadora, na zona rural de Porto Acre, usando roupas de super-heróis. Foto: Mardilson Gomes/SEE

Secretaria de Fazenda

Aumento do emprego

Levantamento do Cadastro-Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostra que o emprego no Acre segue em rota de crescimento e foram oferecidas, em junho deste ano, ao menos 967 novas vagas com carteira assinada. Seguindo na contramão da tendência nacional, no Acre as informações são de que foram contratados 3.109 novos trabalhadores ante a demissão de 2.142, gerando saldo positivo no período.

Máquinas novos, compradas com dentro de um montante de investimentos de R$ 40 milhões, permitem gerar emprego e renda nas obras de infraestrutura Foto: Jean Lopes/Asscom Deracre

Apesar da crise sanitária imposta pela pandemia da Covid-19, o Acre apresentou saldo acumulado de 4.793 novos postos de trabalho formais em 2021, registrando crescimento de 5,68% entre janeiro e junho. Para o governador Gladson Cameli, os trabalhos que estão sendo desenvolvidos na área econômica foram essenciais para o crescimento do estado.

Segurança Pública

Nos 117 anos de Cruzeiro do Sul, o maior investimento no setor: R$ 6,9 milhões

Pelo menos R$ 6,9 milhões foram investidos este ano em segurança pública na segunda maior cidade do Acre, Cruzeiro do Sul. O município celebra hoje 117 anos história, comemorando esse aporte tão relevante para os profissionais locais.

Grafiteiro faz desenhos com motivações policiais, durante a reforma de uma das unidades das forças de Segurança em Cruzeiro do Sul Foto: Marcos Santos/Secom

Desse montante, R$ 2,4 milhões foram destinados para a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública para reformas da Delegacia da Mulher (Deam), do Centro Integrado de Comando e Controle, da Companhia de Operações Especiais (COE) e do Centro Socioeducativo.

Governo recebeu da Secretaria Nacional de Segurança Pública um helicóptero modelo Esquilo Foto: Marcos Vicentti/Secom

A nova sede da COE, na região central de Cruzeiro do Sul, também tem 99% das obras finalizadas. A execução custou R$ 175 mil e será entregue no primeiro dia de outubro.

Na unidade da Deam, localizada na Avenida 25 de Agosto, os serviços avançam e já foram finalizados cerca de 85% dos trabalhos. Um total de R$ 290 mil estão sendo usados para reestruturar toda a parte interna da delegacia.

Nova sede da Companhia de Operações Especiais, da Polícia Militar do Estado do Acre em Cruzeiro do Sul. Foto: Edson Fernandes/Secom

A outra parcela do investimento, em torno de R$ 4,5 milhões, será usada para aquisição de equipamentos que prometem revolucionar a ação dos operadores de segurança no Juruá.

Armas, munição, equipamentos e veículos

Em 2020, a Segurança Pública recebeu 50 fuzis calibre 762, 100 mil munições, 400 coletes balísticos, 80 pistolas ponto 40 e mais 50 radiocomunicadores; 127 novas caminhonetes para a Segurança Pública do Acre foram adquiridas, num investimento superior a R$ 15 milhões; Outras 65 motocicletas foram compradas para a Polícia Militar; no Instituto de Administração Penitenciária do Estado do Acre (Iapen), foram 4 furgões e um ônibus para transporte de presos, como resultado da doação do Departamento Penitenciário Nacional, no valor de R$ 1,1 milhão.

Centenas de equipamentos foram distribuídos para as forças policiais dos 22 municípios acreanos Foto: Diego Gurgel/Secom

Os equipamentos não se resumiram a armamentos. Foram comprados ainda 282 computadores de última geração, 280 nobreaks e 72 escaneadores, numa soma de R$ 3,4 milhões de emenda parlamentar para as forças policiais. Na Cidade do Povo, em Rio Branco, Gladson Cameli entregou 37 veículos e 14 motocicletas para as polícias; em 2020, também nesse conjunto habitacional, foi inaugurada a Base Integrada Integrada de Segurança Pública, que passa a funcionar dentro da delegacia da 2ª Regional Dr. Ilzomar Pontes do Rosário.

Base Integrada de Segurança Pública da Cidade do Povo Foto: Diego Gurgel/Secom

Nove aparelhos de escaneamento corporal foram adquiridos, sendo que um com recursos, no valor de R$ 219 mil, além de 210 rádios portáteis digitais, e de outros 100 para viaturas. Os rádios marcam uma nova era na radiocomunicação entre as polícias, com muito mais alcance, rapidez e precisão nas mensagens enviadas.

Novos policiais foram convocados para compor o quadro efetivo da Polícia Civil Foto: Marcos Vicentti/Secom

Valorização profissional

Pelo menos 202 candidatos aprovados no concurso da Polícia Civil foram convocados. Desses, 29 ocuparão as vagas de delegados; 22, as vagas de escrivães; 131, de agentes de polícia e outros 20 de auxiliares de necropsia;

Foram convocados 17 peritos criminais e peritos médicos-legistas para Polícia Civil e foi recebido da Secretaria Nacional de Segurança Pública um helicóptero modelo Esquilo;

Sede da Polícia Civil em Rio Branco Foto: Diego Gurgel/Secom

Pelo menos 287 praças e oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros foram promovidos; e como parte do programa de valorização, R$ 2.294.820 foram investidos no prêmio de valorização da atividade penitenciária. O valor para cada membro do Iapen é de R$ 1,8 mil.

Novos policiais foram convocados para compor o quadro efetivo da Polícia Civil Foto: Marcos Vicentti/Secom

Investir na capacitação profissional dos agentes de segurança também foi uma preocupação. Nesse sentido, ao menos 300 vagas de pós-graduação foram concedidas aos profissionais que optarem por se aperfeiçoar na formação superior, num investimento de R$ 400 mil.

Um centro de treinamento de Policiais Penais foi inaugurado no presídio de Senador Guiomard, assim como também foram inaugurados a Unidade de Monitoramento Eletrônico e o Núcleo de Atendimento à Família, também em Senador Guiomard.

Um dos efeitos desses investimentos foi a redução dos índices de mortes violentas intencionais desde o início deste ano, fechando o  primeiro semestre de 2021 com um decréscimo de 21% no número de assassinatos. É o melhor índice do País, já que o Brasil teve uma queda de 8% no número de assassinatos.

Isso foi possível graças a três pilares estratégicos:

Imposição de disciplina e procedimentos operacionais padrões nos Sistema Prisional e Socioeducativo;

Priorização do combate aos crimes transfronteiriços;

Integração das ações, operações e produção de conhecimento das Forças Estaduais e Federais para o combate as Organizações Criminosas. (Com informações das assessorias de Comunicação das secretarias)

Continue lendo

POLÍTICA

Tião Bocalom pede a Gladson que prorrogue para janeiro a reversão do Saerb; governador concorda

Prefeito de Rio Branco justificou a necessidade de contratação de mais 300 funcionários e a aquisição de insumos e equipamentos, mas somente com o orçamento do próximo ano; impacto pode chegar a R$ 100 milhões para o Município

Publicado

em

Por

Agência AC | Foto: Marcos Vicentti/Secom

A Prefeitura de Rio Branco deverá assumir, a partir do dia 1º de janeiro de 2022, o sistema de saneamento e abastecimento d’água na capital acreana, que hoje é responsabilidade do governo do Estado do Acre. O pedido foi feito pelo prefeito Tião Bocalom, nesta segunda-feira, 27, em encontro com o governador Gladson Cameli no Palácio Rio Branco.

Governador Gladson Cameli com sua equipe e o prefeito Tião Bocalom e seus assessores em reunião no Palácio Rio Branco; cumprindo solicitação do prefeito, Estado repassa Saerb no dia 1º de janeiro de 2022. Foto: Marcos Vicentti/Secom

Desse modo, Cameli e Bocalom assinaram um termo que prorroga o retorno do Serviço de Água e Esgoto de Rio Branco (Saerb) para a Prefeitura de Rio Branco apenas para o primeiro mês de 2022. O termo será publicado no Diário Oficial do dia 30 deste mês.

Governador Gladson Cameli assina termo de prorrogação para reversão do Saerb; a pedido do prefeito Tião Bocalom, procedimento só será efetivado em janeiro de 2022. Foto: Marcos Vicentti/Secom

A reversão, como é chamado o procedimento, está em andamento porque em 2012, a administração estadual – cujo alinhamento político era igual ao da administração municipal –, incorporou o Saerb ao Departamento Estadual de Água e Saneamento do Acre (Depasa).

Prefeito Tião Bocalom assina termo de prorrogação da devolução do Saerb pelo Estado em janeiro de 2022. Foto: Marcos Vicentti/Secom

A razão pela qual Bocalom decidiu pelo decreto de reversão somente para janeiro de 2022 é o fato de que o Município se encontra impedido legalmente de fazer novas contratações e promover outros gastos, como, por exemplo, com insumos, segundo a Lei Complementar (LC) 173/2020.

A LC ficou conhecida nesta pandemia da Covid-19 por Lei de Socorro aos Estados. O dispositivo proíbe, entre outras práticas, a contratação e o reajuste de servidores federais, estaduais e municipais até o dia 31 de dezembro de 2021.

“O que deve ficar claro para a população e para todos os segmentos políticos e institucionais é que não estamos transferindo problemas. O que estamos fazendo é o que tem de ser feito em consonância com a lei. E como a prefeitura entende que façamos esta reversão em janeiro, assim o faremos sem nenhuma problema”, afirmou o governador Gladson Cameli.

Governador Gladson Cameli com sua equipe e o prefeito Tião Bocalom e seus assessores em reunião no Palácio Rio Branco; cumprindo solicitação do prefeito, estado repassa Saerb no dia 1º de janeiro de 2022. Foto: Marcos Vicentti/Secom

Por parte da Prefeitura de Rio Branco, a equipe do governo ouviu do prefeito Tião Bocalom que todos estão engajados no processo de reversão. “Essa é uma questão de todos nós. Tanto o governo quanto a prefeitura estão empenhados, mas a princípio pensamos que teríamos uma saída orçamentária para ainda este ano receber o Saerb de volta. No entanto, não encontramos um caminho em 2021. Então, no dia 1º de janeiro de 2022, abre-se um outro orçamento, que nos permitirá, então, a contratação de pessoas e a aquisição de equipamentos e insumos para o Saerb”, ressaltou Bocalom.

De acordo com a secretária municipal de Planejamento, Neiva Tessinari, hoje ao menos 138 servidores do Saerb estão distribuídos em funções nos mais diversos setores do Depasa. Eles continuam recebendo seus salários da prefeitura, que repassa os proventos ao Depasa, a cada fim de mês.

Governador Gladson Cameli com sua equipe e o prefeito Tião Bocalom e seus assessores em reunião no Palácio Rio Branco; cumprindo solicitação do prefeito, estado repassa Saerb no dia 1º de janeiro de 2022. Foto: Marcos Vicentti/Secom

Com o retorno para o Município de Rio Branco, o Saerb precisará contratar pelo menos mais 300 novos funcionários. Além disso, novos equipamentos e instalações prediais fazem parte da restruturação, gerando custos à prefeitura.

“Tudo isso deve impactar num orçamento que pode ir de R$ 80 milhões a R$ 100 milhões. São recursos que poderão vir de operações de crédito, de repasses do governo federal e do próprio caixa da prefeitura”, explica Tessinari.

Imac e Semeia

Participaram também da assinatura do termo de prorrogação o procurador-geral do Estado do Acre, João Paulo Setti; o procurador do Município, Joseney Cordeiro da Costa; o secretário de Governo, Alysson Bestene; a diretora-presidente do Saerb, Pollyana Souza; a diretora-presidente do Depasa, Waleska Bezerra; o secretário municipal de Meio Ambiente, Normando Sales; e o secretário de Estado de Planejamento, Ricardo Brandão.

Normando Sales também fez um pedido para que o governo do Estado repasse a competência para expedir licenças ambientais do Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac) à Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

Governador Gladson Cameli com sua equipe e o prefeito Tião Bocalom e seus assessores em reunião no Palácio Rio Branco; cumprindo solicitação do prefeito, estado repassa Saerb no dia 1º de janeiro de 2022. Foto: Marcos Vicentti/Secom

“Nós temos todo um escopo que vai de geógrafos, biólogos, engenheiros ambientais, assessores jurídicos e outros mais, mas estamos impedidos de fiscalizar porque quem faz isso é o Imac”, ressalta Normando Sales. Em síntese, segundo Sales, o que acontece é que “o Imac licencia mas na hora da fiscalização do Ministério Público a cobrança recai sobre a Semeia”.

O secretário entende que no campo administrativo o entrave já não existe, mas falta o componente político, algo que ele julga ser de extrema importância para a atividade econômica do município.

Normando Sales ouviu do governador Gladson Cameli e do procurador João Paulo Setti que a administração estadual atenderá ao pedido.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia