Connect with us

POLÍTICA

Há 29 anos, família Almeida e o Acre choravam pela morte do Governador Edmundo Pinto

Publicado

em

O crime que parou e chocou o Estado, segue com a narrativa de controvérsias e mistérios

Wanglézio Braga, Especial para o Acre News/ Foto: Arquivo Pessoal de Rodrigo Pinto

A família Almeida-Pinto continua enlutada. O Acre ainda almeja o desfecho de um crime que chocou desde o cidadão mais comum ao aristocrata. Há 29 anos, o advogado e Governador Edmundo Pinto de Almeida Neto, foi assassinado, bem próximo de completar 40 anos de idade. O Acre News relembra breves aspectos dessa triste história que parou e chocou o estado, que virou manchetes de jornais do país, serviu como objeto de estudo de investigadores renomados, de documentário na Netflix, porém, sem responder a infinitas indagações.  

UM DOMINGO DE CHORO

Era manhã de domingo – 17 de maio de 1992-, Edmundo Pinto descansava num quarto de hotel onde posteriormente se encontraria com diretores da construtora Norberto Odebrecht. A pauta do encontro consistia em averiguar denúncias de que o então ministro do Trabalho, Antônio Rogério Magri, havia recebido a quantia de US$ 30 mil dólares para superfaturar a construção de um canal na capital acreana. Antes disso, porém, Edmundo também se preparava para comparecer à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Congresso Nacional que investigaria supostos atos de corrupção em verbas, leia-se malversação, para a construção do que chamamos hoje de “Parque da Maternidade”.

O relógio marcava pouco mais de 5h30m quando três homens invadiram o apartamento 704 do luxuoso Hotel Dell Volpe Garden, centro de São Paulo (SP), e atiraram por três vezes. Dois tiros acertaram o executivo que ainda tentou se defender, mas sem chances. Edmundo morreu.

INVESTIGAÇÕES, CPI’S

Pinto tornou-se alvo ainda da CPI da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) e com uma morte precoce, cruel, coube ao Congresso iniciar também uma investigação paralela para apurar a causa central do assassinato. A grande maioria já prognosticava durante a “CPI da Pistolagem”: foi sob encomenda. O deputado e relator da CPI à época, Edmundo Galdino, bem que palpitou, mas o entendimento da Polícia e do Judiciário de São Paulo, narraram outra tese: latrocínio (roubo seguido de morte).

LATROCÍNIO?

Para chegar a hipóteses de latrocínio, a Polícia paulistana investigou que os criminosos roubaram Cr$ 500 mil cruzeiros do apartamento que o governador ocupava no hotel. Os mesmos criminosos teriam roubado US$ 1.500 dólares de John Franklin Jones, hóspede do apartamento 714 e funcionário do banco norte-americano Northeast. Jones acabou sendo chamado para depor. “Três mulatos”, como ele classificou, teriam entrado nas dependências do hotel. Posteriormente, os acusados foram presos. Um deles foi chamado para depor no Congresso, Gilson José dos Santos, informou que recebeu dinheiro para cometer o crime.

CRIME POLÍTICO?

Em 1993, o governador de São Paulo, à época, Luís Antônio Fleury Filho mandou reabrir o inquérito a pedido da viúva, Fátima Barbosa e da bancada acreana no Senado. Por hora, a tese de crime político reacendeu sobre o caso.

Em um documentário de uma plataforma internacional, o filho de Edmundo, Rodrigo Pinto, que tinha apenas 12 anos quando o pai foi assassinado, deu detalhes do que se lembra à época. Ele citou que o laudo do Instituto Médico Legal (IML) apontou violência e sinais de tortura no corpo do governador acreano. “Embalsamaram o corpo do meu pai, blindaram o corpo dele, impossibilitando que víssemos as atrocidades que fizeram com ele”, descreveu Rodrigo.

Edmundo Pinto deixou Fátima Barbosa de Almeida, viúva, e três filhos: Rodrigo, Pedro e Nuana.

VITÓRIA DE EDMUNDO SOBRE JORGE

O bom desempenho de Edmundo Pinto no legislativo chancelou o credenciamento à disputa do Governo. A homologação do seu nome na convenção do PSD, em 1990, possibilitou a disputa contra Jorge Viana (PT). Edmundo obteve a primeira colocação no 1° turno e respectivamente no 2° turno. Pinto foi eleito com quase 72 mil votos, sendo o 12° governador eleito do Acre. Ele foi o único candidato do PSD candidato ao cargo entre os Estados. De fato, ele assumiu o Palácio Rio Branco no dia 15 de março de 1991. Antes dele, Flaviano Melo era governador.

UM GOVERNO ‘METEÓRICO’

O Governo Edmundo Pinto não foi marcado apenas por questões políticas ou da tragédia em si. Enquanto esteve no comando do executivo, Edmundo assinou a emancipação de 11 municípios, criou o Tribunal de Contas do Estado do Acre (TCE), concluiu o asfaltamento da BR-364 (Rio Branco – Porto Velho), deu início ao Aeroporto Internacional de Rio Branco, investiu em Estações de Tratamento de Esgoto e inaugurou e expediu obras em Escolas Públicas.

MEMÓRIA VIVA

Nas redes sociais, existem perfis que relembram a trajetória política e de vida de Edmundo Pinto. Um dos editores da página no Facebook – Edmundo Pinto – é o próprio ex-vereador de Rio Branco, Rodrigo Pinto, que vive atualmente no exterior. Recentemente, alguns registros únicos do governador foram republicados no espaço, que é um memorial.

Concluindo esse resgate histórico, tomamos a iniciativa para republicar uma legenda inserida em uma das fotos de Edmundo Pinto ao desembarcar de um avião, e que resume muito bem todo o caso: “O grande erro do Edmundo, foi confiar demais. Ele fazia questão de estar presente com o povo sem segurança, fazer caminhadas, viajar como uma pessoa comum. Na noite do seu assassinato, ele foi ao shopping assistir um filme e voltou para o Hotel onde foi assassinado”.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

POLÍTICA

Pedro Longo luta para ampliar atuação de fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais nas UTIs e CTIs do AC

Publicado

em

Por

O deputado Pedro Longo recebeu no seu gabinete, na manhã desta quarta-feira (29), o presidente do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional do Acre (CREFITO 18), Rodrigo Campos, para tratar da ampliação do número de profissionais nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e Centros de Terapia Intensiva (CTIs) dos hospitais públicos e privados do Estado.

A pauta, que é tem sido uma das prioridades do líder do Governo, será levada para o executivo acreano, no sentido de garantir um atendimento especial à categoria dos terapeutas ocupacionais.

“Estamos sensibilizados com essa luta que não é apenas de interesse da categoria de fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais, mas de toda a população acreana que depende de uma saúde de qualidade, especialmente as pessoas que estão internadas nas UTIs e CTIs e precisam desses profissionais que são indispensáveis para a evolução positiva dos casos”, destacou o político, elencando comprovações científicas que atestam a importância dos serviços desempenhados pelos especialistas.

Um projeto de lei de autoria do deputado que trata da permanência do profissional fisioterapeuta nos CTIs e UTIs já está em tramitação na Casa do Povo. Se aprovado e sancionado, em cada 10 leitos (adulto, pediátrico e neonatal) será obrigatória a presença ininterrupta de um fisioterapeuta, por tempo integral – nos turnos matutino, vespertino e noturno, de forma a perfazer o total de 24 (vinte e quatro) horas.

“Vamos levar a demanda ao governador Gladson Cameli para que o Executivo abra a possibilidade de novas contratações e amplie as vagas para os terapeutas ocupacionais”, acrescentou Longo.

Rodrigo Campos afirmou que há uma defasagem no quadro de profissionais das unidades de saúde e que a iniciativa de Longo atende o pedido das categorias.

“A iniciativa do deputado Pedro Longo é de extrema importância para a sociedade e pode ser vista como um reconhecimento necessário para essa categoria que exerce um trabalho tão importante no cuidado das pessoas que estão internadas nos CTIs e nas UTIs. A pandemia da COVID-19 foi uma prova de que somos imprescindíveis para o fortalecimento da oferta de saúde. Nosso agradecimento por apoiar essa causa”, afirmou Campos.

Continue lendo

ELEIÇÕES

Governador Gladson Cameli assume a presidência do PP nesta quarta, para entrar em campo de vez pela reeleição

Publicado

em

Por

Evandro Cordeiro

O governador Gladson Cameli assume nesta quarta-feira, 29, a presidência do PP, depois de um longo período meio afastado da parte orgânica da sigla por onde se elegeu deputado federal, Senador e Governador. Segundo a fonte do site AcreNews, Cameli deverá assumir em grande estilo para iniciar ele mesmo as tratativas relacionadas a reeleição, com alguma parecida com o que ele fez agora há pouco ao se reunir com maioria dos vereadores da capital.

Ainda segundo a fonte, ao invés de chegar espalhando, a ideia do governador é voltar a reunir a velha guarda e a atual configuração do partido.

Continue lendo

POLÍTICA

Em carta aberta, executiva do PP admite divergências internas, mas todas superadas para focar na reeleição de Cameli

Publicado

em

Por

Alencar e Rutenio: PP se prepara pra reeleição do governador Gladson Cameli

CARTA ABERTA

EXECUTIVA MUNICIPAL DO PARTIDO PROGRESSISTAS DE RIO BRANCO

A Executiva Municipal do Partido Progressista de Rio Branco, entende que o próximo pleito eleitoral que se avizinha, é de responsabilidade de TODOS os Progressistas, principalmente, da Executiva Estadual, que será a responsável pela condução do Processo Eleitoral. Todavia, o partido não está parado. Há um grupo de lideranças que fazem parte da Executiva Municipal e que vem recebendo na sede do partido, todos os dias a partir das 14:30 horas, seus filiados e simpatizantes, especialmente, nossos pré-candidatos a Deputados Federais e Estaduais. A idéia é de fato, contribuir cada vez mais, com o crescimento e fortalecimento do partido no Acre, haja vista, sermos o maior Partido do Estado.
O PP como qualquer outro partido político, tem suas divergências internas. Mas, acreditamos que em breve, esses entraves serão superados e toda nossa equipe já está em campo de forma coesa, visando a manutenção e o aperfeiçoamento do nosso atual projeto. Nesse cenário político, precisamos estar mais ATENTOS e UNIDOS para que possamos trabalhar em prol da reeleição do nosso governador GLADSON CAMELI; que por sinal, encontra-se muito bem avaliado perante a opinião pública.

PROFº ALENCAR
PRESIDENTE

VEREADOR RUTÊNIO SÁ
VICE-PRESIDENTE

Rio Branco-Ac, 29 de junho de 2022

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Soluções Tecnológicas