Connect with us

GOSPEL

Igreja ocidental é motivo de “piada” para cristãos perseguidos na China, conta pastor

Publicado

em

Guia Me

Depois que deixou de liderar uma megaigreja na Califórnia para iniciar um movimento de discipulado nos lares, o pastor Francis Chan mudou drasticamente sua visão sobre o Corpo de Cristo.

Com os anos de ministério, ele entendeu que se a presença de Deus não for o principal atrativo na igreja, a liderança sempre terá que criar outros artifícios para atrair as pessoas.

“Em vez de criar nossas próprias reuniões, nosso chamado é simplesmente colocar Deus em evidência e observar como Ele atrai as pessoas para Si mesmo”, disse Chan em entrevista ao The Christian Post. “Caso contrário, corremos o risco das pessoas que frequentam nossos cultos se apaixonarem apenas por nós”.

Filho de chineses nativos, Chan notou que este é o segredo de mais de 100 milhões de pessoas que hoje fazem parte das igrejas clandestinas na China — “todas foram atraídas por um grupo dedicado à presença de Deus”, observa.

“Me lembro quando eu e minha filha fomos a um culto clandestino na China anos atrás. Os jovens oravam com tanta paixão, clamando a Deus para enviá-los para lugares mais perigosos. Eles estavam realmente esperando morrer como mártires. Eu nunca tinha visto nada assim. Eu ainda não consigo superar a paixão por Jesus que aquela igreja tinha”, o pastor relata.

Chan ficou espantado quando ouviu as histórias de perseguição dos chineses e explicou a eles por que estava tão intrigado. “Eu disse a eles que a igreja [no Ocidente] não era nada daquilo. Não consigo expressar o quanto foi constrangedor tentar explicar que as pessoas frequentam cultos de 90 minutos uma vez por semana em edifícios, e que é isso que chamamos de ‘igreja’”, ele lembra.

“Eu contei como as pessoas mudam de igreja se encontram uma pregação melhor, ou uma música mais emocionante, ou programas mais desenvolvidos para seus filhos. Quando descrevi a vida da nossa igreja, eles começaram a rir. Não foram pequenas risadas — eram gargalhadas. Eu me senti um comediante, mas eu só estava descrevendo a nossa igreja. Eles acharam ridículo que pudéssemos ler a mesma Bíblia e vivêssemos algo tão incompatível”, continua Chan.


Cristãos têm reagido com fé à crescente perseguição na China. (Foto: Reprodução)

O pastor sentiu o mesmo constrangimento quando levou seu amigo da Índia para uma conferência em Dallas, no Texas. “Quando ele ouviu a música e viu as luzes, ele disse: ‘Vocês, americanos, são engraçados. Vocês não aparecem sem um bom pregador ou banda. Na Índia, as pessoas ficam animadas só para orar’”, relata.

“Ele começou a me contar como os cristãos amam a comunhão e como se reúnem em simples reuniões de oração. Eu imaginei Deus olhando para baixo na terra, vendo pessoas de um lado do planeta se reunindo com expectativa sempre que havia oração. Enquanto isso, do outro lado do planeta, as pessoas só aparecem quando há pessoas mais talentosas e uma ‘atmosfera’”, o pastor lamenta.

“É constrangedor. Deveríamos ser melhores do que ‘precisar de uma atmosfera’ em nossas igrejas. Devemos desejar nos encontrar com Deus acima de tudo”, Chan alerta.

Um olhar de esperança

Embora Chan não seja um proclamador do “avivamento”, ele acredita que a igreja está tomando a direção certa e a mentalidade do “cristão consumidor” está desaparecendo através da comunhão.

“Minha intimidade com Deus tem sido ligada à minha conexão com a igreja. Isso é estranho para mim, porque durante anos me senti mais próximo de Deus quando estava longe das pessoas e sozinho na sala de oração. Pela primeira vez, eu me sinto mais perto de Deus enquanto oro com a minha família da igreja. É como se eu pudesse sentir a presença real Dele na sala conosco”, afirma o pastor.

Em mais de 30 anos de ministério, Chan se arrepende por ter priorizado suas próprias tradições e métodos para crescimento da igreja. “A igreja é um assunto tão sagrado, mas nem sempre tratei a igreja assim. Passei anos fazendo ‘tudo o que funciona’ para chamar a atenção das pessoas. Nos últimos anos, passei tempo chorando na presença de Deus, confessando minha arrogância”, confessa.

“Vinte e cinco anos depois de fundar a primeira igreja (Cornerstone), fico me perguntando: ‘Quem se importa com o que o Francis Chan quer?’”, questiona. “Quanto mais envelheço, mais estou consciente de que o fim está próximo. Não há tempo para se importar com o que eu quero na igreja. Não há tempo para se preocupar com o que os outros estão procurando em uma igreja. As advertências no Apocalipse são reais e precisamos levá-las a sério. Mais e mais, sua mensagem tem sido ‘se arrependa’. Jesus está chegando. Nós devemos ser urgentes sobre as coisas eternas”.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

GOSPEL

Thalles Roberto está chegando na sexta para cantar no sábado na igreja Quadrangular

Publicado

em

Por

O cantor Thalles Roberto desembarca na próxima sexta-feira, primeiro de julho, em Rio Branco. Vai ser recebido pelo pastor Nilson Gusmão, presidente da Igreja do Evangelho Quadrangular do bairro Santa Inês, onde Thalles canta no sábado à noite.

Continue lendo

GOSPEL

Igreja Batista Capixaba faz festa de aniversário de sua primeira filial em Rio Branco

Publicado

em

Por

A Igreja Batista Capixaba, ministério presidido pelo pastor Josué Rodrigues, começou a se expandir e sua primeira filial, levantada em Rio Branco, passou o final de semana em festa, pelo seu aniversário de três anos. Conduzida pelo pastor Alef Sleick, a congregação da capital é estabelecida na rua Campo Grande, 410, bairro João Eduardo.

Pastor presidente, Josué Rodrigues (com o manto), com o dirigente da igreja em Rio Branco, Alef Sleick e as esposas

O último sábado, 25, foi o dia mais marcante da festa de três anos da filial. Um conjunto de festejos foi realizado, sobretudo com muita adoração a Deus. O presidente do ministério, Josué Rodrigues, esteve junto o tempo todo com os pastores locais.

O crescimento do ministério Batista Capixaba era previsível. Primeiro por ser um movimento criado sob as bênçãos da liderança do presidente Josué, a Convenção Batista Estadual. Segundo, pela figura do líder. Josué era um garoto filho de prósperos comerciantes que, em 2002 largou tudo para servir a Deus. Há 16 anos foi enviado para Capixaba, onde fundou esse ministério, cujos frutos começam a amadurecer, gerando a primeira filial em Rio Branco, que já faz seu aniversário de três anos.

Continue lendo

GOSPEL

Evento da Igreja Universal para combater a fome no Acre reúne lideranças políticas

Publicado

em

Por

O evento ‘Driblando a Fome’, idealizado pela Igreja Universal do Reino de Deus, foi realizado na tarde do último sábado (25) no estádio Florestão, em Rio Branco.

O ingresso para o evento foi 1kg de alimento, pois o objetivo da ação era arrecadar alimentos não-perecível para a montagem de cestas básicas, que serão entregues à famílias acreanas em situações de vulnerabilidade social.

Participaram do evento lideranças políticas do Acre, como o senador licenciado Marcio Bittar, Marcia Bittar, o presidente do Republicanos, João Paulo Bittar e a publicitária Charlene Lima.

[ContilNet]

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Soluções Tecnológicas