Connect with us

SAÚDE

No Acre, aumentaram em 27% as vendas de medicamentos para tratar do Diabetes

Publicado

em

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

A plataforma InterPlayers publicou, hoje (26), um dado importante sobre a venda e consequentemente o consumo de medicamentos para tratar do diabetes, no Acre e em alguns estados do país. O AcreNews teve acesso aos números onde aponta aumento considerado de 27%, correspondente ao mês de maio de 2020 e 2021.

Segundo a empresa, o Acre compõe a lista dos cinco estados que elevaram as vendas dos medicamentos para tratar da doença nos últimos meses. Além do nosso estado, também foi incluído o Tocantins, Rio Grande do Norte, Roraima e Minas Gerais.

Em todo o país, houve registro de aumento de 19% na compra dos medicamentos, nos últimos doze meses. A diretora da plataforma, Bruna Silvestro, ressalta que os dados apresentam 21% dos volumes dos medicamentos distribuídos no Brasil. Ela acredita que a demanda por esse tipo de remédios ocorreu por reflexo da Pandemia do novo coronavírus.

“Curiosamente, os maiores aumentos percentuais dos últimos seis meses ocorreram nos meses de abril e maio deste ano, quando a segunda onda da pandemia estava no auge. Sendo assim, é provável que o crescimento da demanda seja reflexo dessa crise sanitária”, diz.

Restrição de mobilidade causada pela pandemia com aumento do sedentarismo, um dos fatores que contribuem para o surgimento da doença, o aumento do desemprego e à consequente queda na renda das pessoas que fazem uso de alimentação com altas taxas de carboidratos, e o fato hereditário podem contribuir para o desenvolvimento da doença.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) classifica o diabetes como uma doença causada pela produção insuficiente ou má absorção de insulina, hormônio que regula a glicose no sangue e que garante energia para o organismo, a condição pode causar aumento da glicemia e as altas taxas podem levar a complicações em diversos órgãos, em casos graves pode levar à morte.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

SAÚDE

Da testagem ao resultado, conheça como é feito o diagnóstico para monkeypox

Publicado

em

Por

Erupções cutâneas ou lesões de pele, ínguas, febre, dores no corpo, dor de cabeça, calafrio e fraqueza são sintomas comuns da infecção por monkeypox, também conhecida como varíola dos macacos. Porém, para confirmar ou descartar a doença, o único caminho é a testagem.

A orientação dada pelo Ministério da Saúde (MS) é de que o teste para diagnóstico laboratorial seja realizado em todos os pacientes com suspeita da doença. Os casos suspeitos, prováveis e confirmados devem ser imediatamente isolados, não sendo necessário aguardar o resultado positivo para iniciar o isolamento.

A amostra a ser analisada será coletada, preferencialmente, das secreções das lesões. O diagnóstico da varíola dos macacos é realizado de forma laboratorial, por teste molecular ou sequenciamento genético. O material é encaminhado pelos estados para a rede de referência laboratorial, com unidades no Distrito Federal e nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Amazonas. 

A previsão para o resultado do teste molecular é de até 72 horas após o recebimento da amostra no laboratório de referência. Para quem testou positivo, a conduta recomendada é a manutenção do isolamento até o desaparecimento das crostas e a completa cicatrização da pele, sem a necessidade de um novo teste.

Atualmente, a transmissão ocorre de forma diferente, principalmente pelo contato pessoal e direto com secreções respiratórias, lesões de pele de pessoas contaminadas ou objetos infectados. Gestantes também podem transmitir a doença para o bebê através da placenta.

[Ascom]

Continue lendo

SAÚDE

Prefeitura de Brasiléia realiza mais de mil atendimentos de saúde na zona rural

Publicado

em

Por

A Prefeitura Municipal de Brasiléia, através da Secretaria de Saúde, realizou no sábado, 13, mais uma edição do programa Saúde Itinerante. A ação aconteceu no seringal Paquara, colocação cinco irmãos, propriedade do Senhor Josemar Felix.

Foram realizados, simultaneamente, atendimentos ao público em geral, sendo ofertado atendimento médico, psicológico, vacinas de Covid, vacina de rotina, distribuição de medicamentos, teste rápido de hepatite, sífilis, HIV, PCCU, regulação de exames e atendimento do Auxilio Brasil.

O secretário de saúde, Francélio Barbosa, falou sobre as ações que estão sendo realizadas na comunidade.

´´Essa ação foi planejada com objetivo de levar atendimento em saúde às comunidades mais distantes, pois sabemos que é compromisso da gestão atender da melhor forma possível os munícipes de Brasiléia, levando o melhor atendimento em saúde, e desta vez estamos aqui na comunidade rural onde realizamos mais de 1.200 procedimentos em saúde.

A atividade também desenvolve ações na área da educação em saúde, com orientações sobre prevenção de doenças, saúde bucal para crianças e outros cuidados, o que fortalece os serviços na área da atenção básica nas comunidades rurais.

O Secretário de assistência social, Djahilson Américo fala sobre o atendimento do Programa Auxilio Brasil. ” Aproveitamos a oportunidade e o público para levarmos o atendimento do Auxilio Brasil para a comunidade que participou do itinerante, foi uma ação conjunta e que beneficiou a comunidade do quilômetro 59 e moradores do ramal, onde a equipe percorreu mais 55 quilômetros de ramal levando o atendimento àquela comunidade”, finalizou.

Continue lendo

SAÚDE

Fundhacre na Comunidade chega à 4ª edição com mais de 450 atendimentos em áreas distantes

Publicado

em

Por

A Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre) chegou à 4ª edição do Fundhacre na Comunidade no Seringal Cachoeira, localizado no município de Xapuri. Os serviços em saúde foram oferecidos no sábado, 13, e contaram com 52 atendimentos em pediatria, 35 em ortopedia, além da realização de 43 exames de eletrocardiograma, totalizando 130 atendimentos.

“Estamos levando essa ação às comunidades distantes, aproximando a população dos atendimentos. Esse é um trabalho de várias mãos em benefício daqueles que tanto precisam do serviço e têm dificuldades na locomoção e no acesso à saúde pública”, destacou a chefe do Ambulatório da Fundhacre, Rozangela Farias.

Toda a ação contou com a parceria da prefeitura municipal e da Secretaria de Saúde de Xapuri, por meio da equipe adjunta que esteve contribuindo na logística e nos atendimentos.

“Só tenho a agradecer por essa iniciativa. Toda a equipe está de parabéns, foi um atendimento de excelência, principalmente em nos trazer os serviços, pois muitas vezes não temos condições de sair daqui”, destaca a paciente Jocilene Almeida .

O Fundhacre na Comunidade é uma ação em saúde que tem como objetivo aproximar a unidade hospitalar da população por meio de atendimentos. O programa já realizou quatro edições, contemplando os municípios de Porto Acre, Bujari, Distrito Vila Campinas, localizado em Plácido de Castro, e agora, por último, Xapuri, atendendo mais de 450 pessoas nas comunidades.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Soluções Tecnológicas