Connect with us

SAÚDE

No Acre, aumentaram em 27% as vendas de medicamentos para tratar do Diabetes

Publicado

em

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

A plataforma InterPlayers publicou, hoje (26), um dado importante sobre a venda e consequentemente o consumo de medicamentos para tratar do diabetes, no Acre e em alguns estados do país. O AcreNews teve acesso aos números onde aponta aumento considerado de 27%, correspondente ao mês de maio de 2020 e 2021.

Segundo a empresa, o Acre compõe a lista dos cinco estados que elevaram as vendas dos medicamentos para tratar da doença nos últimos meses. Além do nosso estado, também foi incluído o Tocantins, Rio Grande do Norte, Roraima e Minas Gerais.

Em todo o país, houve registro de aumento de 19% na compra dos medicamentos, nos últimos doze meses. A diretora da plataforma, Bruna Silvestro, ressalta que os dados apresentam 21% dos volumes dos medicamentos distribuídos no Brasil. Ela acredita que a demanda por esse tipo de remédios ocorreu por reflexo da Pandemia do novo coronavírus.

“Curiosamente, os maiores aumentos percentuais dos últimos seis meses ocorreram nos meses de abril e maio deste ano, quando a segunda onda da pandemia estava no auge. Sendo assim, é provável que o crescimento da demanda seja reflexo dessa crise sanitária”, diz.

Restrição de mobilidade causada pela pandemia com aumento do sedentarismo, um dos fatores que contribuem para o surgimento da doença, o aumento do desemprego e à consequente queda na renda das pessoas que fazem uso de alimentação com altas taxas de carboidratos, e o fato hereditário podem contribuir para o desenvolvimento da doença.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) classifica o diabetes como uma doença causada pela produção insuficiente ou má absorção de insulina, hormônio que regula a glicose no sangue e que garante energia para o organismo, a condição pode causar aumento da glicemia e as altas taxas podem levar a complicações em diversos órgãos, em casos graves pode levar à morte.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

SAÚDE

Gladson e Ana Paula levam o menino Guilherme para imunizar contra a Covid-19

Publicado

em

Por

Foto: Reprodução

O governador Gladson Cameli (PP) e a primeira-dama Ana Paula estiveram hoje (28) num posto de vacinação para iniciar o processo de imunização do único filho do casal, Guilherme. O garoto recebeu uma dose da vacina disponível na rede do Sistema Único de Saúde (SUS) no Acre. A iniciativa dos pais, além de proteger a criança também foi encarada como uma forma de incentivar os pais a levarem os pequenos aos postos de vacinação.

“Hoje foi dia de levar nosso Guilherme, que já é um rapazinho, para vacinar. Quero aqui incentivar você a também levar o seu filho (…) Ele acabou de tomar a vacina, o motivo é de fazer esse vídeo é para incentivar os pais, não deixem para amanhã o que o se pode fazer hoje. Estamos nessa luta, vamos proteger as pessoas e vamos cuidar de proteger os nossos filhos. Vamos tomar a vacina, vamos dar um basta no que essa pandemia provocou”, disse em vídeo Gladson.

A primeira-dama também registrou o momento da vacinação em Guilherme e enfatizou a importância da imunização dos menores, classificando como um ato de amor. “Esperança, fé e gratidão! Quem vacina um filho prova todo o seu amor em forma de um único gesto. Vacinar é um gesto de amor (…) Gui é um rapaz forte e inteligente, cheio de vida, sou grata a Deus por esse presente tão lindo que ele me deu. Se você ainda não levou seu filho, irmão, mãe, pai ou avós para vacinar não perca tempo. Vacinas salvam vidas!”, concluiu Ana.

Continue lendo

SAÚDE

Boletim da Fiocruz coloca Rio Branco no grupo de alerta crítico para Covid-19

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Wanglézio Braga

Com 80% de aumento no número de casos de Covid-19, Rio Branco é uma das nove capitais do Brasil que apresentaram altos índices e, portanto, está incluída no grupo de alerta crítico para a doença, segundo Boletim da Fiocruz publicado, hoje (26), no seu portal.

Além de Rio Branco, foram citadas ainda as cidades de Porto Velho (89%), Macapá (82%), Fortaleza (93%), Natal (percentual estimado de 89%), Belo Horizonte (95%), Rio de Janeiro (98%), Cuiabá (89%) e Brasília (98%).

Já Manaus (75%), Boa Vista (70%), Palmas (69%), São Luís (64%), Teresina (percentual estimado em 79%), Maceió (65%), Salvador (67%), Vitória (77%), São Paulo (71%), Curitiba (71%), Florianópolis (69%), Porto Alegre (60%), Campo Grande (79%) e Goiânia (75%) estão na zona de alerta intermediário.

Para chegar a esses números, a Fiocruz avalia os indicadores de leitos de UTI para adultos no Sistema Único de Saúde (SUS). A Nota Técnica reforça a importância de avançar na vacinação e endurecer a obrigatoriedade do uso de máscaras e do passaporte vacinal em locais públicos. Os pesquisadores também sugerem a promoção de campanhas de orientação à população e o autoisolamento quando do aparecimento de sintomas.

Continue lendo

SAÚDE

Governo realiza imunização de crianças do Educandário Santa Margarida contra a Covid-19

Publicado

em

Por

O governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado Saúde (Sesacre), realizou nesta terça-feira, 25,  uma ação de vacinação contra a covid-19  no Educandário Santa Margarida, em Rio Branco. Foram vacinadas 17 crianças com idades entre 5 e 11 anos.

Crianças do Educandário Santa Margarida são imunizadas contra a covid-19. Foto: Odair Leal/Secom

A atividade foi organizada por meio da equipe estadual do Plano Nacional de Imunização (PNI), que, em parceria com a coordenação do Educandário, disponibilizou as doses pediátricas, imunizantes que têm composição e frasco diferentes daqueles destinados a adultos e adolescentes.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou em dezembro o uso da vacina da Pfizer contra covid-19 em crianças, por isso o Ministério da Saúde incluiu a faixa etária de 5 a 11 anos no PNI.

Faixa etária dos 5 aos 11 anos foi adicionada ao Plano Nacional de Imunização. Foto: Odair Leal/Secom

Quanto a possíveis reações da vacina, Renata Quiles, coordenadora do PNI estadual, explicou que as mais comuns são semelhantes aos sintomas da gripe, como febre, dor de cabeça e mal-estar físico.

A coordenadora afirmou ainda que eventuais reações diferentes dessas devem ser comunicadas às equipes da Saúde para notificação, acompanhamento e tratamento da criança, até o desaparecimento dos sintomas.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Soluções Tecnológicas