Connect with us

ACRE

Peru reforça turismo de fronteira com rota de carro pelo Acre

A Estrada do Pacífico começou a ser analisada pelo Peru ainda em 2015 e até 2019 já havia dobrado de fluxo de brasileiro

Publicado

em

Viajar de avião ficou caro. Seja por influencia do dólar, ICMS, petróleo ou o que seja, o fato é que as viagens aéreas deixaram de ser a alternativa de muitos turistas que querem economizar. Agora, se depender do Peru alternativas não faltam. A Promperú irá promover neste ano uma rota de estradas com cerca de 1,3 mil quilômetros de extensão, ligando Rio Branco (AC) a destinos peruanos como Cusco e Arequipa.

A chamada Estrada do Pacífico, no Brasil conhecida por BR-317 e no Peru Carretera 30C, ligando a capital do Acre com o país vizinho, é a maior aposta da Promperú que, além dos roteiros de ecoturismo, vai reforçar o chamado turismo de fronteira ao longo de 2022.

Segundo dados migratórios do Peru, em 2015, 15.043 brasileiros entraram no país pela fronteira da região de Madre de Dios, que engloba Inãpari, a primeira cidade peruana após atravessar o limite com o Brasil pelo Acre. Com os esforços da Promperú na promoção da rota, até 2019 o número subiu para 23.308, representando um salto de 54% no fluxo de viajantes.

Os índices positivos demonstram o potencial do turismo de fronteira entre os dois países. Contudo, infelizmente, o desenvolvimento da rota foi interrompido pela pandemia da covid-19. As fronteiras terrestres do Peru estavam fechadas até fevereiro deste ano, estagnando as ações.

Porém, o interesse dos operadores é o maior incentivo da Promperú para continuar investindo no segmento neste ano. “As operadoras tradicionais do Brasil estão interessados em desenvolver esses roteiros e mais experiências para os passageiros, com o turismo de aventura e ecoturismo em alta. Assim tivemos essas empresas nos procurando e perguntando como funciona. Ou seja, em breve teremos novos produtos desenvolvidos”, disse Milagros Ochoa, responsável pela promoção de Turismo do Peru no Brasil.

Milagros Ochoa, responsável pela promoção de Turismo do Peru no Brasil

Milagros Ochoa, responsável pela promoção de Turismo do Peru no Brasil (Foto – Promperu)

Durante o Expo Turismo Paraná de Curitiba, no próximo dia 9 às 16 horas, a executiva irá participar do primeiro Seminário Nacional sobre o Turismo de Fronteira, promovido pela FecomércioPR e com apoio da CNC. O encontro irá debater as oportunidades de viagem fronteiriça do Brasil, que faz divisa com dez dos 12 outros países da América Latina.

Peru: a Estrada do Pacífico

Com a possibilidade de fazer a rota de carro, moto ou motorhome, a viagem de Rio Branco até a fronteira peruana tem 340 quilômetros de distancia, em um trajeto de cerca de 4 horas e meia de estrada até Assis Brasil, última cidade brasileira antes de Iñapari.

De lá, a viagem no trecho peruano se inicia e os viajantes podem se aventurar pelas estradas até Cusco, Puno ou Arequipa, com paradas estratégicas em Puerto Maldonado, a capital de Madre de Dios, região peruana que engloba a fronteira com o Acre.

Sem paradas, é possível fazer o trajeto completo até Arequipa em cerca de 20 horas. Porém, o recomendado é tirar alguns dias para fazer a viagem e conhecer os destinos ficando nos hotéis no caminho.

Atualmente, seis operadoras receptivas do Acre e Rondônia prestam serviços e assistências para a rota: Tagino Adventure, Madeira Turismo, Amazônia Adventure (as três de Rondônia), EME Amazônia, Maanaim Turismo e a Higino’s Tur (as três do Acre). Essa última, inclusive, permite ao turista alugar uma moto de variadas marcas, entre elas Harley Davidson, em Rio Branco para fazer a rota.

“É uma rota que mescla a natureza exuberante, segurança na estrada, boa hotelaria no caminho, experiencias turísticas e boa receptividade, que faz muitos voltarem e comentarem como eles percebem a cordialidade dos peruanos durante o trajeto”, ressaltou Milagros Ochoa.

Mapa da Estrada do Pacífico, entre Brasil e Peru (Reprodução - Promperu)

Mapa da Estrada do Pacífico, entre Brasil e Peru (Reprodução – Promperu)

Para chegar até Rio Branco, o viajante de diferentes estados do Brasil pode optar por voar a partir do aeroporto com a rota mais próxima ou, para quem está mais acostumado com as estradas, pode encarar as rodovias. A partir de São Paulo, por exemplo, o trajeto até Rio Branco tem cerca de 3,5 mil quilômetros.

O que é preciso para entrar e dirigir no Peru

Os turistas brasileiros podem entrar e terão permissão para dirigir no Peru apresentando:

  • Documento de identidade (RG);
  • Passaporte válido;
  • Carteira de motoristas (CNH) válida.

Para menores de idade:

  • Documento de saída do Brasil, emitido pela migração
  • Documento de identidade (RG)
  • Deverá estar acompanhado por um adulto responsável ou
  • Autorização notarial do pai/mãe que não o acompanha.

Para Todos:

  • Uso obrigatório de mascara cirúrgica (não de tecido) e protetor facial.
  • A prova molecular PCR feita com, no máximo, 48 horas de antecedência de chegada; 
  • Preencher a “Declaración Jurada de Salud” para apresentar na imigração

Para crianças:

  • As provas moleculares PCR são obrigatórias a partir dos 12 anos;
  • Devem ter um atestado de saúde assinado por um médico.

Para recuperados da covid-19:

  • Apresentar um atestado da alta epidemiológica e clínica, com resultados do laboratório que o comprove.

[Brasil Turismo Jornal]

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

ACRE

Ieptec dispõe de 180 vagas em cursos para a população do Juruá

Publicado

em

Por

O Instituto de Educação Profissional e Tecnológica (Ieptec) Dom Moacyr torna pública a abertura de editais para seleção de pessoas interessadas em ingressar em cursos de qualificação profissional. São 180 vagas em nove cursos com requisitos variados e voltados para população de Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima e Rodrigues Alves.

Os cursos são em diferentes áreas de atuação. Para Cruzeiro do Sul, as vagas são para Operador de Supermercado, Assistente de Crédito e Cobrança, Assistente de Contabilidade, Operador de Caixa, Agente de Recepção em Meios de Hospedagem, Agente de Regularização Ambiental Rural e Balconista de Farmácia, sendo 20 vagas para cada curso.

Para o município de Mâncio Lima o curso escolhido foi o de Assistente de Recursos Humanos, com 20 vagas disponíveis. Já para Rodrigues Alves, a formação é de Assistente Administrativo e o número de vagas disponibilizadas também é 20.

O Centro de Formação e Tecnologia da Floresta (Ceflora) é o executor dos cursos. As ações resultam de pactuação do Estado, por meio do Ieptec, junto ao Programa de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), em sua nova ação denominada Novos Caminhos.

As inscrições estão abertas de 8 a 12 de agosto de 2022, e acontecem apenas de forma presencial (acesse os endereços no edital), pelo preenchimento de ficha de inscrição e apresentação da documentação exigida: RG, CPF, comprovante de endereço e de escolaridade (declaração ou histórico), e comprovante de inscrição no CadÚnico, caso tenha registro.

Os nomes dos selecionados e a relação do cadastro de reserva serão divulgados no dia 18/08/2022, no portal do Ieptec (ead.ieptec.ac.gov.br).

Continue lendo

ACRE

Motociclista que escorregou em canaleta de posto de gasolina deve ser indenizado em R$ 7 mil

Publicado

em

Por

Um motociclista que escorregou em canaleta de posto de gasolina deve receber R$7.637,50 de indenização por danos morais e estéticos. Na sentença da 5ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco foi considerado que o motorista teve parte da responsabilidade pelo acidente e ainda que o autor recebeu o seguro DPVAT (Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vida Terrestre).

O autor relatou que, em 2015, ao sair do posto de gasolina sofreu um acidente, quando passou com sua motocicleta por uma canaleta, escorreu e caiu, fraturando o cotovelo esquerdo. Mas, por causa de problemas cardíacos só pode fazer a cirurgia um mês depois, por isso, ficou com sequela definitiva e limitações do movimento. Ele disse que precisou fazer empréstimos para pagar as contas, pois ficou afastado do trabalho.

Ao debruçar-se sobre caso, a juíza de Direito Olívia Ribeiro, titular da unidade judiciária, discorreu sobre a comprovação dos danos estéticos sofridos pelo autor. “Em depoimento colhido em audiência, o autor relatou as dores e as dificuldades enfrentadas pela limitação dos movimentos, mesmo após longo lapso temporal desde o acidente. A limitação dos movimentos restou confirmada pela perícia médica, atestando os danos à personalidade do autor”.

A magistrada pode constatar que as grades de proteção foram providenciadas depois do acidente do autor. “Neste ponto, destaco que, em audiência de instrução, quando ouvido o represente da parte demandada, restou claro que a sinalização do local (para evitar acidentes) e as grades de proteção somente foram providenciadas após o acidente”.

Culpa concorrente

Contudo, a magistrada verificou que a conduta do motociclista contribuiu para o acidente, utilizando um caminho diferente do mais adequado para sair do estabelecimento.

“(…) observo que as canaletas são obrigatórias pela legislação e são visíveis a qualquer cidadão que ali transita. E, conforme restou assentado nos depoimentos da parte autora, do representante legal da empresa requerida e da testemunha (ouvida como informante), o autor utilizou caminho diverso domais adequado para a saída do estabelecimento (nos termos do depoimento da parte autora, utilizou-se de “desvio”). Logo, tivesse se utilizado do fluxo normal de veículos poderia evitar o acidente”, registrou Ribeiro.

Dessa forma, a magistrada fixou a indenização em danos morais e estéticos no valor de R$ 10 mil. Mas, como o autor recebeu R$ 2.362,50, do seguro DPVAT, o montante foi estabelecido nos R$ 7 mil.

Pedido negado

Além disso, o pedido de indenização por danos materiais também foi negado. Conforme, Olívia verificou, os empréstimos contraídos pelo motorista foram feitos antes do acidente. A juíza também explicou que o autor não apresentou comprovações dos rendimentos para mostrar os valores que deixou de receber com o afastamento do trabalho.

“Em análise do depoimento do autor foi possível identificar que os empréstimos foram contraídos para fazer frente às despesas que o autor tinha contraído antes do acidente e que o benefício do INSS não conseguiu cobrir”, anotou a magistrada

Continue lendo

ACRE

MPF/AC divulga lista de candidatos, data e local da prova para estágio em Rio Branco

Publicado

em

Por

O Ministério Público Federal no Acre divulgou nesta terça-feira, 9, o Edital nº 20/2022 com o local de prova e a lista dos candidatos habilitados a participarem do 1º Processo Seletivo Público de 2022 para preenchimento de vagas e formação de cadastro de reserva de estágio de nível superior e de pós-graduação em Direito em Rio Branco.

As provas objetivas e discursivas serão realizadas dia 14 de agosto, das 8h às 12 h ( horário local). Os candidatos que disputarão as vagas em Rio Branco realizarão as provas na Universidade Federal do Acre (Ufac), nos blocos Wanderley Dantas e Jorge Kalume .

Os candidatos deverão apresentar-se no local das provas com antecedência mínima de 30 minutos munidos do comprovante de inscrição, documento de identificação com foto e caneta esferográfica de tinta azul ou preta e usando máscara, seguindo recomendação da Ufac nos locais abertos e fechados do campus.

Mais informações poderão ser obtidas pelo telefone (68) 3214 – 1414, no endereço eletrônico prac-nugep@mpf.mp.br ou no site www.mpf.mp.br/ac/estagie-conosco.

Confira aqui a lista completa dos candidatos habilitados

Assessoria de Comunicação MPF/AC

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Soluções Tecnológicas