Connect with us

POLÍCIA

Pistola com numeração raspada e 58 munições são apreendidas em Rio Branco

Publicado

em

PRF

No início da noite da última sexta-feira (27), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) efetuou a apreensão de uma arma calibre .380 ACP e deteve 4 homens que estavam no veículo. O fato se deu na BR-364, km 115, em frente à Unidade Operacional da PRF em Rio Branco/AC.

Durante fiscalizações rotineiras de trânsito, uma caminhonete S10, de cor preta, foi parada pela equipe de policiais. No veículo haviam 4 homens que diziam estar indo para Boca do Acre/AM. Diante do nervosismo do condutor do veículo, os policiais solicitaram o desembarque de todos os ocupantes do veículo e iniciaram uma busca pessoal e no interior do veículo. Nas buscas, uma arma municiada (8 munições) foi localizada embaixo do banco do motorista.

Dentre os ocupantes do veículo nenhum tinha licença de porte de arma de fogo e nenhuma documentação (Certificado de Registro de Arma de Fogo – CRAF) de legalização da arma foi encontrada. Ainda, nenhum dos homens assumiu a propriedade da arma em questão.

A arma era uma pistola Taurus modelo 838C, calibre .380 ACP, que é considerada uma arma de calibre de uso permitido como definido pelo Exército Brasileiro. Assim, o seu porte ilegal seria definido no artigo 14 da lei 10.826/03, com pena cominada de reclusão de 2 a 4 anos mais multa. Entretanto, como a arma encontrada tinha a sua numeração suprimida o crime é considerado muito mais grave segundo a lei, sendo a pena cominada de reclusão de 3 a 6 anos mais multa, igual à de porte de arma de uso restrito das forças de segurança, e sendo, ainda, considerado crime inafiançável.

Ainda na ocorrência, foram encontradas 50 munições de mesmo calibre da arma dentro de uma mala que era transportada na carroceria da caminhonete.

Diante dos fatos, os quatro homens que estavam no veículo, a arma e as munições foram apresentados na Delegacia de Flagrantes da capital acreana para os procedimentos cabíveis.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

POLÍCIA

Indígena morre afogada no Rio Purus em Santa Rosa

Publicado

em

Por

A indígena Fátima Raquira Kulina de 35 anos, foi vítima de afogamento. O caso ocorreu na tarde desta quarta-feira, 26, na zona rural do município de Santa Rosa do Purus.

Segundo informações Fátima Kulina tinha saído de casa para tomar banho no Rio Purus, mas como a mulher demorou para retornar a residência, o marido Luiz Moura decidiu ir a margem do rio. No local mergulhou e encontrou o corpo da mulher.

Na sequência o marido da vítima entrou em contato com o Prefeito de Santa Rosa que acionou a Policia Militar. O cadáver foi resgatado e levado ao Hospital da cidade. O médico plantonista confirmou o óbito e liberou o corpo de Fátima para a família.

Continue lendo

POLÍCIA

Feijó: R$ 14 mil e mais de 1 kg de cocaína são apreendidos em área de mata

Publicado

em

Por

Ascom/PCAC

Na tarde desta quarta-feira, 26, a Polícia Civil no município de Feijó, apreendeu em uma região floresta 1,180 kg de cocaína e R$14.000,00 (quatorze mil reais). O trabalho investigativo da equipe da Polícia Civil de Feijó em parceria com a Divisão Especializada em Investigação Criminal (Deic), localizou o entorpecente e o dinheiro que estavam enterrados em uma região de mata, na zona rural da cidade.

“A droga era embalada dentro da mata, longe dos olhos da polícia, mas pautando as ações num trabalho de inteligência, a polícia civil não mediu esforços para retirar de circulação a cocaína apreendida, que de acordo com a média de preço, causou um prejuízo de mais de R$ 41.000,00 (quarenta e um mil reais) aos criminosos”, destaca o Delegado de Feijó, Railson Ferreira.

A Polícia Civil segue com as investigações para identificar o proprietário da droga e consequentemente sua responsabilização.

Continue lendo

POLÍCIA

Assassinato de tia em Feijó não tem relação com rituais satânicos

Publicado

em

Por

A morte da lojista Maria Antonieta de Souza Abreu, de 39 anos, não está relacionada a rituais satânicos. A confirmação foi dada pelo delegado responsável pelo inquérito, Railson Ferreira. “A Polícia Civil fez um levantamento minucioso deste caso. Não existe um único indicio de rituais. O crime foi passional”, disse o delegado.

Na tarde desta quarta-feira, 26, a adolescente de 14 anos chegou na Pousada Mocinha Magalhães, localizada no Bairro Florestal Sul, em Rio Branco. O mandado de internação provisória foi decretado no período da manhã pela Justiça.

A partir de agora a Polícia Civil terá o prazo de 10 dias para finalizar o inquérito. Só após a conclusão do procedimento a Justiça vai decidir qual será o tempo de internação da adolescente.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia