Connect with us

POLÍTICA

Governo do Acre adere à campanha Maio Laranja

Publicado

em

Mês é nacionalmente dedicado a alertar o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes

Por Agência AC/Foto: Reprodução

O mês de maio também é conhecido nacionalmente como Maio Laranja. A campanha tem como data oficial o dia 18 de maio e foi inspirada na cor laranja por conta de uma flor muito conhecida no Brasil que simboliza a fragilidade e vulnerabilidade da criança, a gérbera. O objetivo é alertar, prevenir e conscientizar a sociedade sobre o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes no país. 

De acordo com o balanço do Disque 100, telefone para denúncias de abusos, e  com os dados sobre violência sexual contra crianças e adolescentes, divulgado pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) no último 18 de maio, dos 159 mil registros feitos pelo Disque Direitos Humanos ao longo de 2019, 86,8 mil são de violações de direitos de crianças ou adolescentes, um aumento de quase 14% em relação a 2018, que teve o total de 76,2 mil registros. 

Dia 18 de maio é o dia de combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes Foto: Divulgação

O levantamento da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos (ONDH) permitiu identificar que a violência sexual acontece, em 73% dos casos, na casa da própria vítima ou do suspeito, e é cometida por pai ou padrasto em 40% das denúncias. O suspeito é do sexo masculino em 87% dos registros e, igualmente, de idade adulta, entre 25 e 40 anos, para 62% dos casos. A vítima é adolescente, entre 12 e 17 anos, do sexo feminino em 46% das denúncias recebidas.

É importante ressaltar que devido à quarentena, os casos aumentaram. É preciso ficar alerta para esse tipo de situação e notificar os órgãos competentes. O crime é classificado em abuso ou exploração sexual, sendo a principal diferenciação o fator lucro. Enquanto o abuso sexual é a utilização da sexualidade de uma criança ou adolescente para a prática de qualquer ato de natureza sexual, a exploração é mediada por lucro, objetos de valor ou outros elementos de troca.

O MMFDH possui canais de atendimento que funcionam como “pronto-socorro” dos direitos humanos, pois atendem também graves situações de violações que acabaram de ocorrer ou que ainda estão em curso, acionando os órgãos competentes e possibilitando o flagrante.

O serviço de denúncia está disponível ligando para o Disque 100 ou pelo site ouvidoria.mdh.gov.br, aplicativo Direitos Humanos Brasil, Telegram ou WhatsApp no número (61) 99656 – 5008.

Crianças e adolescentes devem ter seus direitos preservados Foto: Lucas Oliveira/SEASDHM

Apoio e fiscalização do governo do Acre

O governo do Acre conta com a Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e Políticas Para as Mulheres (SEASDHM), que atua por meio da Divisão de Promoção dos Direitos Humanos da Criança e do Adolescente, para promover, estimular, acompanhar e zelar pelo cumprimento do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Além disso, a SEASDHM também recebe denúncias de ameaça ou violação, fiscaliza e dá apoio aos municípios no que se refere violar os direitos contra crianças e adolescentes e encaminha para os serviços de proteção.

A SEASDHM fiscaliza e dá apoio aos municípios para garantir os direitos das crianças e adolescentes. Foto: Cedida

O Acre também possui canais de atendimento. A Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA) recebe denúncias pelo número (68) 3221-4799. Além disso, há serviço de denúncia nos três conselhos tutelares do município:

1° Conselho Tutelar – (68) 99971-1850 ou primeiroconselhotutelar@gmail.com

2° Conselho Tutelar – (68) 99984-5387 ou ctutelar2@gmail.com

3° Conselho Tutelar – (68) 99952-3933 ou 3conselhotutelar@gmail.com

O estado possui quatro casas de abrigo sendo duas femininas, uma masculina e uma infantil.  

Para a chefe da Divisão de Promoção dos Direitos Humanos da Criança e do Adolescente, Joelma Barbosa, enquanto profissional, seu pensamento é de que as campanhas voltadas à prevenção e ao combate à violência contra crianças e adolescentes são de grande importância. Mesmo com o envolvimento dos poderes públicos é necessário uma comoção maior partindo também da sociedade. 

Mesmo com o envolvimento dos poderes públicos é necessário uma comoção maior partindo também da sociedade Foto: Cedida

“Quando falo de uma comoção maior, me refiro não somente à SEASDHM, Ministério Público, Conselhos Tutelares e outros órgãos, mas também da sociedade em geral, principalmente da categoria de profissionais de comunicação, saúde e educação. Antes da pandemia já tínhamos um número elevado de crianças e adolescentes vítimas de violência, agora esse número só cresce. O isolamento social é um fator preponderante para o aumento dos números”, afirma Joelma. 

A chefe da divisão enfatiza que a omissão é crime e mesmo com todas as políticas voltadas à garantia de direitos das crianças e adolescentes, é nítido se deparar com os crimes mais cruéis contra quem não tem condições de se defender, tomando como exemplo crimes que chocaram o país, desde o caso Araceli, há 48 anos, até o de Isabella Nardoni, Bernardo Boldrini, Ágatha Félix, Henry Borel e entre tantos outros anônimos com diferentes histórias que resultaram em trágicas mortes.

A titular da SEASDHM, Ana Paula Lima, conta que a campanha, além de informar, é uma maneira de conscientizar a sociedade, mostrando que este é um compromisso coletivo onde é preciso ficar atento para que as crianças e adolescentes tenham uma vida plena e com a garantia do direito ao desenvolvimento saudável.

“Diariamente nós recebemos denúncias de casos de crianças e adolescentes que são expostas a diferentes formas de violência nos mais diversos ambientes em que elas frequentam, isso nos faz entender a importância do envolvimento da família, da sociedade e do poder público nas discussões e nas atividades propostas em relação à prevenção ao abuso e exploração sexual, alertando principalmente que as vítimas, em sua grande maioria, não tem a percepção do que estão passando”, explica a secretária. 

“É muito importante o envolvimento da família, da sociedade e do poder público, nas discussões e nas atividades propostas em relação à prevenção ao abuso e exploração sexual” Foto: Lucas Oliveira/SEASDHM

A secretária ressalta a importância do trabalho em rede, principalmente dos Centros de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS), que são unidades públicas que funcionam como porta de entrada para o atendimento de pessoas em situação de risco social ou que tiveram seus direitos violados, reafirmando que é de grande importância que a população fique sempre atenta à situações de abuso e exploração e, principalmente, denuncie.

Titular da SEASDHM, Ana Paula Lima, ressalta a importância do trabalho em rede Foto: Lucas Oliveira/SEASDHM

O 18 de maio

Esta data foi instituída oficialmente pela Lei 9.970/2000 como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, para lembrar um caso bárbaro que aconteceu em 1973. Araceli Cabrera Sanchez Crespo, aos 8 anos de idade, foi raptada, drogada, estuprada, morta e carbonizada, no Espírito Santo. O corpo foi deixado desfigurado e em avançado estado de decomposição. Isso aconteceu enquanto Araceli ia para a Escola São Pedro, na Praia do Suá.

Por conta do horário do ônibus que a levaria de volta para casa, a mãe, Lola Cabrera Crespo, pediu para que Araceli saísse da escola mais cedo.

Ao sair da escola, ela foi vista por um adolescente em um bar entre o cruzamento das avenidas Ferreira Coelho e César Hilal, em Vitória, que fica a poucos minutos da escola onde a menina estudava.

Essa testemunha disse à polícia, na época, que a menina não tinha entrado no coletivo e ficou brincando com um gato no estabelecimento. Depois disso, Araceli não foi mais vista. Quando a noite chegou, seu pai, Gabriel Sanchez Crespo, iniciou as buscas. O seu corpo foi encontrado no dia 28 de maio. 

São muitas as versões do crime que foram analisadas pela polícia. No entanto, há três principais suspeitos do assassinato de Araceli: Dante de Barros Michelini (o Dantinho), Dante de Brito Michelini (pai de Dantinho) e Paulo Constanteen Helal. Todos os suspeitos são membros de tradicionais e influentes famílias do Espírito Santo.

O assassinato de Araceli fez com que o Congresso Nacional instituísse o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. O crime permanece um mistério há 48 anos. O dia do desaparecimento de Araceli, com o passar dos anos, passou a marcar um lembrete para que a sociedade se atente à violência contra as crianças. A sua memória é lembrada todo dia 18 de maio. 

Foto: Divulgação

Continuar lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POLÍTICA

Pedro Longo parabeniza secretarias e sindicatos por diálogos e acordos que encerraram greves no AC

Publicado

em

Por

O deputado Pedro Longo usou o pequeno expediente da sessão desta terça-feira (22), na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), para parabenizar a Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre) e os sindicatos da área pelo acordo que chegaram sobre o fim da paralisação das atividades ambulatoriais no Estado.

A greve durou aproximadamente 72 horas. O secretário Alysson Bestene conseguiu dialogar com as categorias dos médicos, enfermeiros e demais técnicos e anunciou algumas medidas importantes que serão tomadas pelo Governo nos próximos meses, como o pagamento de insalubridade, realização de concurso público e correção de perdas inflacionárias.

“Quero aqui dizer que a atitude tomada pela Sesacre de dialogar com as categorias foi muito importante e merece todo reconhecimento, sobretudo nesse momento crítico que estamos vivendo. Ambas as partes optaram por um acordo pacífico e atendendo as necessidades dentro do que é possível e garantido pela lei. Precisamos desse diálogo”, explicou o líder do governo.

Longo fez questão de afirmar que o governador Gladson Cameli está empenhado em oferecer as melhores condições de trabalho aos profissionais da Saúde.

“A Saúde é uma prioridade do governo Gladson, assim como o bem-estar dos nossos profissionais que são tão importantes na manutenção desse Estado”, salientou.

O parlamentar destacou também o fim da greve da Educação, a partir de uma relação cordial criada entre a Secretaria Estadual de Educação, Esporte e Cultura (SEE) e o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (SEE).

“Chegamos também ao fim da greve da Educação, com anúncio de medidas importantes pelo Governo, observando os limites impostos pelos órgãos reguladores. Parabenizo aqui a secretária Socorro Neri pela condução desse processo”, finalizou.

Com informações Acre In Foco.

Continuar lendo

POLÍTICA

Gladson vai ao Sul buscar modelo de gestão administrativa do Governo de Santa Catarina

Publicado

em

Por

Da redação do AcreNews / Foto: Reprodução

O governador Gladson Cameli (PP) cumpre, hoje (22), agenda institucional em Santa Catarina (SC). Por lá, foi recebido pelo governador Carlos Moisés (PSL) onde participou de um almoço na residência oficial do anfitrião. A visita serve para que ambos troquem experiências sobre gestão principalmente na área administrativa e de saúde.

“O objetivo da nossa visita é trocar informações de modelos de gestão entre os dois Estados. O Acre deu saltos importantes na gestão ao longo de dois anos e seis meses, mas precisamos avançar ainda mais. Temos adquirido experiências importantes e que gostaríamos de partilhar e também aprendermos sobre o modelo de gestão de Santa Catarina”, comentou.

Cameli foi acompanhado do secretário de Estado de Saúde de Santa Catarina André Mota Ribeiro, o secretário de Estado de Saúde do Acre, Alysson Bestene, o subchefe do gabinete Militar do Acre, Carlos Negreiros, a secretária-adjunto da Secretaria de Planejamento e Gestão do Acre Kelly Lacerda e a coordenadora geral da Casa Civil no Acre, Silvânia Pinheiro.

Continuar lendo

POLÍTICA

Rodrigues Alves: prefeito Jailson Amorim recebe visita do Deputado Estadual Wagner Felipe

Publicado

em

Por

Nesta segunda-feira, 21, o prefeito Jailson Amorim recebeu a visita do Deputado Estadual Wagner Felipe, do Partido Liberal (PL), que está cumprindo agenda institucional na região do Juruá.

Em sua primeira vinda à cidade como parlamentar, o deputado se colocou à disposição do gestor municipal, se dispondo, inclusive, a destinar emendas do orçamento impositivo do estado através do seu gabinete.

Ao manifestar gratidão pela visita e disponibilidade, o prefeito afirmou ser sempre muito positivo para a municipalidade a disposição de novos colaboradores, em especial em se tratando da disponibilidade de um deputado estadual em enviar recursos, assim contribuindo para com o município.

Continuar lendo

Trending

www.acrenews.com.br é uma publicação da Acrenews Comunicação

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Endereço: Área rural, 204, Setor Barro Vermelho - CEP 69.923-899

Os artigos assinados não expressam a opinião deste site.

contato@acrenews.com.br

Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia