Connect with us

ACRE

Ponte sobre o Rio Madeira pode transformar o Acre em centro logístico e produtivo

Publicado

em

Com informações do Estadão/Imagem: Pedro Devani

Segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a interligação da região a portos do Pacífico, agora possível com a ponte do Abunã, inaugurada nesta sexta-feira (7), poderá tornar o Estado do Acre em um novo centro logístico e produtivo do país. Esta avaliação é apresentada em nota técnica preliminar publicada pelo Ipea que trata da obra recém-inaugurada. A ponte permitirá a interligação dos portos peruanos do Pacífico e ainda do território da Bolívia à hidrovia do Rio Madeira e aos Estados da região Norte e Centro-Oeste do Brasil.

“As obras de integração poderão possibilitar que os volumes de produção e de comércio do Acre, junto aos dos Estados vizinhos, acumulem ganhos de escala, fator fundamental para tornar viável a rota interoceânica rumo aos mercados regionais da costa do Pacífico das três Américas e da Ásia”, concluiu ainda o estudo do Ipea.

Desde 2010, o Acre é o único Estado brasileiro que tem dois vizinhos fronteiriços entre os cinco principais compradores externos. Juntos, Bolívia e Peru respondem por 25% do total das exportações acreanas.

Outros Estados brasileiros também tendem a ganhar com a interligação e o potencial aumento do fluxo comercial, como no caso de Rondônia que, nos últimos 20 anos, multiplicou em 23 vezes o valor das vendas ao comércio externo e registrou aumento das exportações de US$ 59 milhões para US$ 1,37 bilhão. As vendas rondonienses de carnes refrigeradas aumentaram mais de cinco vezes desde 2015 e alcançaram US$ 121,7 milhões em 2020. O principal destino dessas exportações, hoje, é o Chile com quase 70% do total (US$ 82 milhões), tendo, também, o Peru como mercado emergente, com US$ 6 milhões, sendo que estas exportações cresceram 28 vezes nos últimos cinco anos.

Os pesquisadores também destacam na nota as possibilidades de se promover novas vias de escoamento da produção agrícola da região Centro-Oeste, em especial do Mato Grosso. “Há 25 anos, pouco se questionava a quase exclusividade do transporte rodoviário em direção aos portos de Santos-SP e Paranaguá-PR. Apesar da desconfiança, vem prevalecendo o progressivo poder de atração da infraestrutura logística dos portos do Arco Norte”, avaliam. Em 2020, as exportações mato-grossenses foram escoadas por meio de portos localizados no oceano Atlântico, sendo 66% nas regiões Sul e Sudeste e 33% nos portos do Arco Norte.

ANEXO 1 – Mapa 1 – América do Sul – Portos da bacia Amazônica

O estudo ainda identificou situações em que pode haver ganhos logísticos com a interligação com os portos do Pacífico, como, por exemplo, para a aquisição de fertilizantes pelo Mato Grosso. Quase 90% do produto que o Estado importa do Canadá entra no Brasil pelos portos de Santos-SP e Paranaguá-PR e poderia chegar mais rapidamente pelo Pacífico. Em outro caso parecido, Rondônia importa azeitonas do Peru por aqueles mesmos portos do Sudeste e do Sul.

A PONTE SOBRE O RIO MADEIRA E A INTEGRAÇÃO DA AMACRO AO PACÍFICO

Pela primeira vez, por rodovia, o Acre está ligado a outras capitais do país sem a necessidade de balsa. Esse empreendimento completa a infraestrutura rodoviária entre Rondônia e o Pacífico, um esforço histórico que atravessou várias décadas e diferentes governos.

A ponte sobre o Rio Madeira será responsável por expandir as possibilidades para o comércio exterior e o desenvolvimento dos Estados da Amacro (Amazonas, Acre e Rondônia). Planejada como uma Zona de Desenvolvimento Sustentável, a Amacro envolve 32 municípios do sul do Amazonas, do leste Acre e o norte e oeste de Rondônia. A região nasce com o potencial de integrar-se com os países sul-americanos e com os dinâmicos mercados asiáticos, por meio de rotas bioceânicas e portos do Pacífico.

ANEXO 2 – Mapa 2 – América do Sul – Eixo de Integração – AMACRO e MATOPIBA

A Nota Técnica Preliminar também apresenta a evolução do comércio exterior dos Estados do Acre, Amazonas, Rondônia e Mato Grosso nos últimos 20 anos, analisa a dinâmica das exportações e importações de seus principais produtos, avalia as mudanças no ranking de principais parceiros comerciais, os meios de transporte e localização dos registros de entrada e saída dos bens negociados por esses quatro Estados entre 2000 e 2020.

REFERÊNCIAS

BARROS, P. SEVERO, L. W., RiBEIRO SILVA, C. H., CARNEIRO, H. C. A Ponte do Abunã e a Integração da Amacro ao Pacífico. Ipea: 2021. https://bit.ly/3uvZjS5

ACESSE A ÍNTEGRA DA NOTA TÉCNICA PRELIMINAR

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ACRE

Transição: Danilo Lovisaro faz reunião com Ouvidoria e Centro de Atendimento ao Cidadão

Publicado

em

Por

Dando prosseguimento ao calendário de reuniões da transição institucional no Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), na manhã desta terça-feira, 18, o procurador-geral de Justiça eleito, Danilo Lovisaro do Nascimento, esteve reunido com integrantes da Ouvidoria Geral e do Centro de Atendimento ao Cidadão (CAC).

O encontro ocorreu de forma virtual, como medida preventiva ao contágio pelo coronavírus e influenza. Participaram, além da procuradora-geral, Kátia Rejane de Araújo Rodrigues, o ouvidor-geral e ouvidor-geral substituto, promotores de Justiça Leandro Portela e Teotônio Soares Júnior, bem como a equipe de transição.

Na ocasião, Leandro Portela falou sobre o processo de criação da Ouvidoria no MPAC, as atribuições do órgão, entre as quais, o gerenciamento do Portal da Transparência e do Sistema de Informação ao Cidadão (SIC), de modo a fazer cumprir o que está disposto na Lei de Acesso à Informação (LAI).

Nos últimos dois anos, entre denúncias, solicitações, sugestões, reclamações, entre outras, foram registradas mais de 10 mil manifestações, sendo que grande parte delas está relacionada à pandemia da Covid-19.

Outro órgão auxiliar, o CAC, que também atua como elo entre o MPAC e a sociedade, apresentou relatório de suas atividades, bem como a equipe multidisciplinar que atua no atendimento, orientação e encaminhamento das pessoas que procuram o Ministério Público. Em 2016, o sistema de atendimento adotado pelo CAC foi reconhecido pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

Continue lendo

ACRE

DETRAN suspende atendimentos no Acre após servidores testarem positivo para Covid-19

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga

O Conselho Diretor do Detran-AC aprovou a suspensão do atendimento ao público em todas as suas unidades, tanto na capital quanto no interior, devido a necessidade de desinfecção dos prédios, após servidores de carreira e terceirizados testarem positivo para Covid-19.

Segundo a autarquia, “o procedimento integra as medidas de prevenção ao contágio pela Covid-19” e “se faz necessário diante do cenário epidemiológico atual”.

Os atendimentos ficarão suspensos a partir de quarta-feira (19), com isso as agendas ao público marcadas para amanhã, quinta-feira (19) e sexta-feira (20) vão ser remanejadas para semanas seguintes.

Em comunicado, o departamento confirma que o atendimento ao público volta a ser realizado, em suas unidades, somente na segunda-feira (24).

Continue lendo

ACRE

Gladson cancela o Carnaval no Acre e avalia retornar com auxílio aos trabalhadores da Saúde

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

Em coletiva realizada hoje (18), o governador Gladson Cameli (PP) anunciou oficialmente o Carnaval 2022 no Acre. Na ocasião, o chefe do executivo, manifestou intenção retornar com o um auxílio exclusivo para trabalhadores em saúde do estado tendo em vista que muitos estão “cansados, esgotados” por causa da pandemia.

“Sobre o carnaval, já pode cancelar e recolher o seu trem de pouso (…) Estamos preocupados com quem vai sofrer os impactos financeiros que esse cancelamento vai trazer, mas estamos também preocupados com a saúde da população e o trabalho das equipes médicas (…) não vamos politizar o assunto, levamos em consideração o que diz a ciência”, disse.

Segundo o executivo, um dos motivos para o cancelamento são as informações de um estudo sobre possível aumento dos casos de Covid-19. Também entram nessa cota de justificativa, os surtos de Influenza (H3N2) e de Dengue que tem ocasionado grandes índices na capital, Rio Branco. “Não temos condição de manter o carnaval, tendo em vista as informações que temos sobre o possível aumento dos casos de Covid-19 no mês de fevereiro no estado”, frisou.

Gladson acrescentou ainda que planeja retornar com o auxílio aos trabalhadores da saúde, uma espécie de compensação pelos trabalhos que vem executando durante a pandemia do novo coronavírus. Cameli não informou quando dará uma resposta oficial ou uma data para a liberação do benefício.

“Conversei com uns servidores e pude ver a situação deles. Realmente, merecem e precisam deste bônus, mas fique bem claro que é para a saúde e não para as demais categorias”, comentou.

A coletiva de imprensa foi acompanhada pela Secretária de Saúde, Paula Mariano. Embasada de um estudo, ela ressaltou que os próximos dias são de exponencial aumento no número de casos de Covid-19. Sem muitos detalhes, citou que a segunda quinzena de fevereiro foi o mês previsto para o aumento.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia