Connect with us

SAÚDE

Prefeitura de Rio Branco lança campanha de combate ao Aedes aegypti na parte alta da cidade

Publicado

em

Dircom

A prefeitura de Rio Branco lançou nesta segunda-feira, 22, a campanha de combate ao Aedes aegypti na capital acreana. A ação é desencadeada por várias secretarias do município, lideradas pelas secretarias Municipais de Saúde (Semsa) e Zeladoria da Cidade (SMZC).

A Zeladoria está entrando com a limpeza das ruas e coleta de entulhos. A Semsa colocou suas equipes de agentes de saúde nos bairros Tancredo Neves, Jorge Lavocat e Montanhês para conscientizar os moradores sobre a limpeza dos quintais e destruição dos focos do mosquito.

A união das secretarias é uma determinação do prefeito Tião Bocalom, que participou da cerimônia de lançamento da campanha e pediu empenho de todos para vencer o zika vírus, a chikungunya e a dengue.

A Zeladoria está com 20 equipes nas ruas. “Hoje nós já atingimos 207 bairros de Rio Branco com retirada de entulhos, capina, roçagem e limpeza das praças e dos parques. Até o fim do ano vamos concluir 100% dos bairros e, com certeza, essa ação de limpeza tem contribuído para que o mosquito não se prolifere”, enfatizou Joabe Lira, secretário da Zeladoria.

De acordo com a secretária da Semsa, Sheila Andrade, essa campanha de prevenção inicia em novembro quando as chuvas já começam a se intensificar. “Dentro dos estudos que fizemos, detectamos que nos bairros da parte alta da cidade se concentram a maior proliferação do mosquito Aedes Aegypti.  Por isso pedidos a participação da população contra esse mosquito. Nós precisamos que todos se conscientizem e se juntem a nós nesse mutirão de combate a esse mosquito”, disse Sheila Andrade.

O prefeito Tião Bocalom enalteceu o trabalho que a Semsa e Zeladoria estão fazendo para evitar uma epidemia de dengue, zika e chikungunya. “Queremos evitar o que aconteceu, no início deste ano, quando assumimos a prefeitura. Foram mais de 1.700 casos, em uma seman,a com três óbitos e não queremos mais que isso se repita. Não podemos correr o risco de deixar as pessoas ficarem doentes. Pedimos a população que nos ajude a combater esse mosquito porque a dengue, mata”, concluiu Bocalom.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SAÚDE

Rio Branco está em alto risco de epidemia pela Dengue, Zika e Chikingunya, diz levantamento

Publicado

em

Por

Entre os dias 29/11 e 03/12 de 2021 a Prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), realizou o 4° Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti – LIRA’a, com o objetivo de verificar o Índice de Infestação Predial pelo vetor no município (IIP).

O resultado apontou Infestação de 8,97%, indicando que Rio Branco está em situação de ALTO RISCO para ocorrência de surto ou epidemia pelas arbovirores Dengue, Zika e Chikingunya.

Os reservatórios de água considerados úteis, como caixas d’água ao nível do solo e os pequenos depósitos (prato do vaso de planta, baldes, bebedouro de animais…) se mostram como os principais criadouros para o vetor.

Durante o período em que há o aumento das chuvas os cuidados devem ser redobrados e todos os esforços devem ser somados para lidar com a problemática das arboviroses.

Nesse contexto, o controle da infestação pelo vetor é o carro-chefe e deve ser visto como ação primordial para prevenir e conter a transmissão das referidas doenças.

A equipe de controle de vetores da Semsa, formada pelos agentes de Endemias, já vem adotando estratégia de trabalho voltada para diminuir a infestação pelo vetor e conter a transmissão, evitando novos casos, o que envolve tanto o uso de inseticidas, como também o manejo ambiental e a educação em saúde, pautada no repasse de orientações à comunidade sobre as medidas de controle que devem ser adotadas por todos.

A mensagem no momento é para que a população faça a sua parte, através da prática do autocuidado, eliminando os locais que acumulam água, principalmente aqueles expostos à chuva, mantendo reservatórios de água sempre limpos e tampados, o que contribuirá diretamente para que o índice diminua e possamos evitar surto/epidemia. O trabalho, nesse momento, deve ser de TODOS, comentou Socorro Martins, diretora do Departamento de Vigilância Epidemiológica e Ambiental.

Continue lendo

SAÚDE

Plano de contingência à Covid-19 conta com apoio da PF, municípios e Anvisa

Publicado

em

Por

Agência AC

Para resguardar e garantir a segurança dos acreanos, o Plano de Contingência à Covid-19 do Estado conta uma forte parceria entre Polícia Federal, Municípios, Agência Nacional de Vigilância Sanitária e Vigilância Sanitária Estadual, sendo as suas atribuições, monitoramento, fiscalização e interceptação.

Exemplo disso foi o caso ocorrido na última segunda-feira, 6, em que um homem, morador de Manaus, testado positivo para Covid-19, estava internado no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-AC), onde assinou o termo para sair da unidade.

“O hospital não pode segurar o paciente, se ele quiser sair, ele assina o termo de responsabilidade e vai embora. Entretanto, o rapaz ainda estava com complicações, e tentou embarcar de volta para Manaus”, relatou o chefe do Núcleo de Serviços da Vigilância Sanitária, Advagner Prado.

As ações de vigilância sanitária continuam sendo executadas. Foto: Taís Nascimento

A tentativa do homem não teve êxito, pois a equipe de vigilância sanitária do município de Rio Branco entrou em contato com o Estado, que realizou a articulação junto à Anvisa, Polícia Federal e Infraero, para evitar que o paciente ficasse transitando, oferecendo risco à população e a si.

“O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também foi acionado para prestar a assistência necessária ao paciente que ainda não estava bem de saúde. O homem encontra-se em tratamento no Into-AC”, contou Advagner Prado.

Continue lendo

SAÚDE

Acre participa de formação sobre rastreamento e monitoramento de contatos da Covid-19

Publicado

em

Por

Na última semana, a equipe técnica do Departamento de Vigilância em Saúde, da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), esteve participando, em Brasília, de uma formação para multiplicadores da estratégia de rastreamento e monitoramento de contatos da Covid-19 e do plano nacional de expansão da testagem.

A formação foi ofertada pela Organização Pan-Americana da Saúde e Ministério da Saúde. Foto: Cedida

A formação foi ofertada pela Organização Pan-Americana da Saúde e Ministério da Saúde e tem como objetivo identificar, isolar e monitorar os contatos próximos de casos confirmados de Covid-19. 

“Nos possibilita identificar oportunamente possíveis casos em indivíduos assintomáticos, orientando-os a buscar o atendimento médico precoce e interromper as cadeias de transmissão”, explicou o chefe do Departamento de Vigilância em Saúde, Gabriel Mesquita.

Outra importante questão discutida durante a formação foi sobre a expansão da testagem por meio de teste rápido de antígeno, incluindo também a testagem de indivíduos assintomáticos.

O Acre foi representado por 4 técnicos da vigilância epidemiológica estadual, sendo estes os responsáveis pela elaboração do plano de ação para implantação dessa estratégia dentro do estado, garantindo assim o alcance dos objetivos propostos.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia