Connect with us

ACRE

Prefeitura de Rio Branco reabrirá Restaurante Popular para atender famílias de baixa renda

Publicado

em

A Prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH), reabrirá o Restaurante Popular de Rio Branco. O local, que está fechado há dois anos, está localizado na entrada do bairro Sobral.

A vice-prefeita e secretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Marfisa Galvão, esteve, nesta quinta-feira, 14, vistoriando os últimos ajustes para a reinauguração, que deve acontecer no próximo dia 18 de julho (segunda-feira).

“Toda a equipe da prefeitura está unida hoje e trabalharemos direto nesse final de semana, para que na segunda-feira a gente abra esse restaurante e possamos atender toda a população que está inscrita no Cadastramento Único, na Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos”, afirmou.

De acordo com a vice-prefeita, nas gestões anteriores a administração do restaurante ficava sob a responsabilidade de uma empresa particular. A partir de agora, com a decisão de reabertura do local, a Prefeitura de Rio Branco assume a gestão. Porém, neste primeiro momento o restaurante atenderá somente pessoas em vulnerabilidade social, devidamente cadastradas.

Uma das novidades, que foi determinação do prefeito, Tião Bocalom, é a climatização do refeitório.

(Foto: Val Fernandes/Assecom)

“Nós podemos contar com um ambiente climatizado. É importante lembrar que nós iremos cobrar uma taxa de manutenção, no valor de dois reais, por cada pessoa que estiver cadastrada no cad único. Esse cadastro é feito pelo CRAS ou diretamente na Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos. Nós temos em torno de 55 mil famílias cadastradas, essas famílias são as que serão beneficiadas com essa alimentação”, explicou a vice-prefeita.

(Foto: Val Fernandes/Assecom)

A chefe da Divisão de Segurança Alimentar e Nutricional, Sergiane Costa, ressaltou que intuito do Restaurante Popular é o atendimento à população em vulnerabilidade social.

Sergiane Costa (Foto: Val Fernandes/Assecom)

“Nós estamos fazendo essa logística para atender primeiro os que estão inscritos no Cadastro Único, que são beneficiários. Temos o intuito de atender inicialmente 500 refeições diárias, e com a meta de chegar até mil refeições”, finalizou.

[Dircom]

ACRE

Aluna de medicina cria projeto para comunidades carentes sem envolvimento com política

Publicado

em

Por

A acreana estudante de medicina Ranna Aguiar, 24, que lidera um projeto chamado Sobre Ações de Amor, está mobilizando a sociedade para um evento no dia 17 de setembro no bairro Taquari. O objetivo é levar atendimento médico, odontológico, jurídico, fisioterapêutico, além de cestas básicas, roupas, sapatos, livros e brinquedos. “Se as pessoas tiverem interesse em ajudar a gente serão bem-vindas”, diz ela, que faz questão de avisar: não tem política em meio a esse negócio.

Para levar o bem a comunidade do Taquari, Ranna pede auxílio. “Que as pessoas possam doar, se voluntariar, compartilhar, tudo é de extremo valor”, diz a aluna de medicina, cujo contato é (68) 99603-0611.

Continue lendo

ACRE

Prefeitura de Rio Branco realiza ação em alusão ao Agosto Lilás na Cidade do Povo

Ação levou informações e orientações aos moradores no combate à violência contra a mulher

Publicado

em

Por

A prefeitura de Rio Branco, por meio da secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH), em parceria com a Unidade de Referência em Atenção Primária (URAP) da Cidade do Povo, realizou na tarde de quarta-feira (17), uma panfletagem em alusão ao Agosto Lilás, levando informações e orientações aos moradores do bairro.

(Foto: Evandro Derze/Assecom)

A campanha é realizada em todas as regionais, por meio das Unidades de Saúde, CRAS, CREAS e escolas, com atividades de conscientização. Durante a caminhada a diretora de Direitos Humanos da SASDH, Rila Freze, reforçou a importância da ação que visa reduzir a violência contra a mulher no município.

(Foto: Evandro Derze/Assecom)

“O prefeito Tião Bocalom sempre está nos dando essa liberdade de trabalhar, assim como a nossa secretária Marfisa Galvão. Então estamos todos os meses, não só em agosto. É uma ação contínua dentro do município de Rio Branco”, disse.

Gerusa Souza é uma das moradoras da Cidade do Povo que recebeu as orientações da equipe.

(Foto: Evandro Derze/Assecom)

“Às vezes a mulher sofre violência dentro de casa calada e não tem coragem de denunciar o agressor, porque às vezes é ameaçada psicologicamente. Eu acho que essa campanha é muito importante para que a mulher venha ter força para denunciar”, expressou.

(Foto: Evandro Derze/Assecom)

O combate à violência contra a mulher deve ser diário. Por isso é necessário reforçar os canais de denúncia. Caso você ou alguém próximo esteja sofrendo algum tipo de violência, se dirija a delegacia mais próxima ou ligue para 180 ou 190. A prefeitura de Rio Branco dispõe de uma rede de proteção dando assistência e orientações para que essa mulher seja protegida.

Francisco de Oliveira é casado com dona Maria Francisca há mais de 40 anos. Ele falou como a campanha é importante e como os homens devem ter respeito pelas mulheres.

“Mulher é para ser respeitada e não judiada, até porque nós somos filhos de mulher. Então não podemos judiar delas. Estou casado com a minha esposa há 48 anos. Graças a Deus, eu amo muito ela e, até hoje, não tenho o que dizer”, expressou.

[Dircom]

Continue lendo

ACRE

Gestores conhecem ações para o monitoramento e controle das queimadas ilegais no Mato Grosso

Publicado

em

Por

Dando prosseguimento às agendas da comitiva acreana em Cuiabá, o secretário executivo de Meio Ambiente do Mato Grosso, Alex Marega, apresentou, na quarta-feira, 17, as estratégias das ações integradas para o controle do desmatamento e regularização ambiental implementadas pelo Programa REM no estado.

Marega agradeceu ao Estado do Acre pela contribuição quando Cuiabá deu início à fase inicial de implementação do REM em Mato Grosso. Ao longo de sua apresentação, o secretário destacou as ações prioritárias previstas no plano de trabalho para o combate ao desmatamento ilegal e incêndios florestais.

Os gestores acreanos tiveram a oportunidade de coletar informações detalhadas acerca da responsabilização, prevenção e aprimoramento das bases para o monitoramento e controle das queimadas ilegais e incêndios florestais. Em seguida, conheceram o trabalho integrado desenvolvido pela equipe da sala de situação.

A comitiva do Acre contou com a participação da gerente da Unidade do Programa REM Acre na Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), Rose Sena; do diretor executivo do Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac), Cristhyan Carcia; do chefe da Divisão de Uso do Solo do Imac, Kassem Quintela; do subdiretor de Planejamento do Corpo de Bombeiros Militar do Acre (CBMAC), Matheus Bertholdi; da coordenadora da Divisão de Áreas Naturais Protegidas e Biodiversidade da Semapi (Dapbio), Mirna Caniso; da coordenadora da Comunicação do REM Acre,  Ângela Rodrigues; os consultores internacionais  Dan Pasca e   Elsa Mendoza; do assessor técnico da Cooperação Técnica Alemã – GIZ no Acre, Jânio Aquino; e da diretora do Projeto REM-GIZ-Brasil, Alicia Spengler; de Gina Timoteo e Renata Costa, assessoras técnicas da GIZ.

[Ascom]

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Soluções Tecnológicas