Connect with us

ACRE

Presidente da Fundação Hospitalar fala em entrevista ao AcreNews que tipo de mudanças estão sendo processadas para humanizar mais a unidade

Publicado

em

Evandro Cordeiro para o Acrenews

Quando foi idealizada e construída pelo então governador Flaviano Melo, entre 1986 e 1999, a Fundação Hospitalar do Acre era o que havia de mais vanguarda na saúde da região Norte. A explosão populacional daquela década elevou a demanda no setor de saúde nas mesmas proporções. Foi um achado administrativo, diziam a época aliados e até críticos do governo. Passado o tempo, como é natural, tudo vai ficando deficitário e a velha Fundação não seria diferente. Ao invés de solução, chegou um dado momento em que essa unidade de saúde virou problema. Suas filas intermináveis e o mal atendimento passaram a ser marca registrada. Eleito governador, o engenheiro civil Gladson Cameli, cujo coração mole a população já conhece, tratou de buscar uma solução para mudar esse quadro. Aos poucos, em dois anos, mesmo com a surpreendente pandemia algumas coisas mudaram.

Com o atual presidente, João Paulo Silva, um administrador serelepe, daqueles que chegam as quatro da manhã e só sai da Fundação tarde da noite, pintou um choque de mudanças. Ainda não está nem perto do que querem alcançar ele e o governador, mas a trilha está sendo feita. O foco é humanizar o tratamento para superar aquilo que ainda falta em termos de espaço físico e material. É com esse comandante João Paulo que o AcreNews bateu um papo, na “entrevista de fim de semana” do site, uma marca registrada nossa.

Vamos conhecer um pouco sobre o que João Paulo e sua equipe vem fazendo na Fundação?

AcreNews – A Fundação Hospitalar volta a assumir seu papel 100% depois do arrefecimento da pandemia do coronavírus?

João Paulo – É interessante notar que a Fundhacre tem se esforçado para reestabelecer os atendimentos clínicos desde abril, tendo em vista a necessidade de acolher o usuário do SUS e prestar assistência médica e de qualidade.

AcreNews – Presidente, houve e ainda existem algumas críticas sobre o serviço prestado pela fundação. Sua gestão está enfrentando isso de que forma?

João Paulo – A direção da presidência e os colaboradores internos respondem prontamente toda e quaisquer sugestão ou critica a respeito do trabalhado desenvolvido, pois esta gestão tem a ênfase em escutar e contribuir com a saúde e isso se faz mostrando o trabalho e os processos do trabalho, sobretudo neste mês de setembro, com a retomada dos mutirões no interior.

AcreNews – As cirurgias voltaram a todo vapor. Como o senhor reorganizou isso?

João Paulo – A Fundhacre e a Sesacre são parceiras, alinhamos propostas, e a organização foi sendo realizada com os esforços de cada instituição, a partir de um planejamento estratégico para atender os pacientes.

Equipes da Sesacre e Fundhacre durante recebimento de ambulância com suporte avançado

AcreNews – O governador Gladson Cameli andou elogiando a Fundação essa semana, após o mutirão organizado por sua gestão. O que ele viu por aqui?

João Paulo – Nossa gestão é trabalho, nosso sobrenome é atenção ao paciente, estamos atentos as necessidades dos pacientes do SUS. O governador observou isso, a nossa dinâmica de trabalho é focada na união e resiliência.

AcreNews – Como tem sido o tratamento com os pacientes, principalmente esses que vem para ser atendidos no mutirão?

João Paulo – O atendimento é caracterizado pela escuta, o processo de acolhimento diz muito sobre a saúde humanizada, isto é, aquela que está voltada para um atendimento com empatia e solidariedade com o sentir e sofrer do outro, e é desta forma que recepcionamos os pacientes, com cuidado e atenção.

AcreNews – Qual seu objetivo na presidência da Fundação?

João Paulo – A gestão tem trabalhado conforme preconiza a lei, sobretudo as normas elencadas na Constituição Federal. Os colaboradores na Fundhacre trabalham de modo respeitoso, com ênfase no trato humanístico, destacando também ações e projetos para beneficiar a população Acreana.

Nosso foco é o respeito a vida humana, e para isso trabalhamos com união e zelo. Nosso dever é servir a população, e administrar conforme dita a lei, os recursos e bens que nos é posto para atender os pacientes da saúde Acreana.

AcreNews – O senhor está convidando deputado a deputado a vir aqui, visitar a Fundação. O que tem sido mostrado para a eles?

João Paulo – A pedido do Governador estamos recebendo a Assembleia Legislativa, o parlamento para abordar e falar sobre os serviços que a Fundhacre disponibiliza para a sociedade, e apresentamos nossas ações e atuações na unidade hospitalar.

Nesse sentido, a gestão atual também pede o apoio do parlamento, pois esse tem um papel fundamental na construção de políticas públicas para o povo, além de que os deputados são fiscalizadores das ações de gestão de cada servidor público.

Presidente João Paulo, equipe da Sesacre e funcionários da Fundhacre

O que é a Fundação Hospital Estadual do Acre e quais suas demandas

A Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre) conta com uma estrutura de aproximadamente 106.293,89 m², dados de 2019.  O hospital foi criado a partir da Lei nº 930, assinada pelo então governador Flaviano Flávio Baptista de Melo, hoje, deputado federal do Acre, previu a fundação composta por um Conselho Consultivo, um Conselho Deliberativo e uma Superintendência, além de órgãos internos como as Diretorias Clínica, Financeira, Administrativa e do Centro de Medicina Tropical. 

E o que a Fundação oferece de forma geral, entre cirurgias, atendimento ambulatorial? (Principais)

A Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre) é responsável pela atenção especializada aos povos indígenas, tendo como meios os serviços assistenciais, clínicos e cirúrgicos da unidade hospitalar.

Dentre os serviços cadastrados/habilitados no Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (SCNES), destacam-se: o Serviço de Nefrologia, que realiza procedimentos de hemodiálise, diálise peritoneal e tratamento em nefrologia; o Serviço de Transplantes, que realiza captação de órgãos e transplantes de córnea, rim e fígado, entre outros”.

(Serviço com maior índice de atendimento) A Ortopedia Clínica na Fundhacre objetiva avaliar e diagnosticar as disfunções relacionadas ao sistema musculoesquelético, formado por ossos, ligamentos, nervos, articulações e músculos. Além disso, a especialidade pretende tratar e recuperar as funções laborais do paciente.

O leito de internação hospitalar é destinado a acomodar pacientes de qualquer especialidade cirúrgica, sendo possível a sua subclassificação por especialidade tais como: Buco Maxilo Facial, Cardiologia, Cirurgia Geral, Endocrinologia, Gastroenterologia, Ginecologia, Nefrologiaurologia, Neurocirurgia, Oftalmologia, Oncologia, Ortopediatraumatologia, Otorrinolaringologia, Plástica, Torácica, Transplante e outros.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ACRE

Em ação conjunta, PM, PC e Secretaria Municipal de Saúde visitam comunidade rural em Feijó

Publicado

em

Por

Ascom PMAC

As forças de segurança do Estado, representadas pela Polícia Militar e Polícia Civil, juntamente com a Secretaria Municipal de Saúde de Feijó, realizaram nesta quinta-feira, 23, uma atividade conjunta na Comunidade Paraíba, no Km 40 do Ramal Maravilha, em Feijó.

Na oportunidade as forças policiais desenvolveram ações de polícia comunitária, conversando, debatendo e interagindo com moradores da região, sobre temas relacionados a segurança pública. Os profissionais da Secretaria Municipal de Saúde, levaram atendimento básico, além de vacinação contra a COVID-19.

O 1° Tenente PM Mendonça, agradeceu a participação dos envolvidos na ação. “Agradeço a todos os envolvidos (Polícia Militar, Polícia Civil e Prefeitura de Feijó) pelo empenho em levar dignidade aos moradores e deixar claro que nós, Forças de Segurança, não estamos alheios aos problemas de nossa cidade e muito menos de nossa Zona Rural. Mais ações como essa virão e alcançaremos a todos, levando segurança para as pessoas de bem e combatendo com rigor a criminalidade”, finalizou.

Continue lendo

ACRE

Presidente da OAB reclama de ‘campanha sórdida’ na disputa pela Ordem, que acontecerá em novembro

Erick Venâncio recebeu hoje o advogado Luiz Saraiva, referência do Direito no Acre

Publicado

em

Por

A campanha para a eleição que escolherá o próximo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, seção Acre, marcada para a segura quinzena de novembro, está pegando fogo. A diferença para as campanhas políticas só é melhor em relação ao palavreado, bem mais erudito. No mais, a composição é a mesma. O atual presidente, Erick Venâncio, oficialmente decidido a buscar a reeleição, alegando que, apesar dos muitos avanços, ainda tem muitos projetos para colocar em prática, fez denúncia grave em sua rede social sobre os concorrentes, a quem chamou de covardes, responsáveis por uma campanha sórdida.

VEJA O QUE ELE ESCREVEU

A covardia é o escudo daqueles que não tem coragem.

Temos sido vítimas de uma sórdida campanha que ao invés de discutir ideias, propósitos e intenções tem se restringido a atacar covardemente pessoas e até mesmo a nossa instituição.

Por meio de contas clandestinas, perfis falsos e outras ferramentas próprias a quem vive no submundo, na clandestinidade, os mensageiros da renovação ofendem até mesmo nossas famílias. Distorcem fatos e criam fake news a fim de ofender e macular a nossa honra. Tudo parece valer a pena.

Quem age dessa forma não merece o respeito da advocacia, pois não ostenta condições, seja de coragem, seja de honradez, para se pretender representante de ninguém, a não ser de si mesmo, do ódio e do desprezo pelo próximo que carrega consigo.

Não iremos enveredar por esse caminho.

Continuaremos a discutir e trabalhar pelo presente e pelo futuro da advocacia.

Agradecemos, eu e Nayara, pelas inúmeras manifestações de solidariedade.

Quem tem trabalho, não precisa de perfis falsos;

Quem tem história, não precisa da clandestinidade;

Quem foi forjado na luta, não se esconde na covardia;

Quem tem Deus no coração, não age com ódio, mas sim com amor.

Continue lendo

ACRE

Receita abre amanhã 5° lote da restituição do IRPF: 700 contribuintes terão direito no Acre

Publicado

em

Por

Assessoria

A partir das 10 horas de quinta-feira (23), o quinto lote de restituição do IRPF 2021 estará disponível para consulta. Esse lote contempla também restituições residuais de exercícios anteriores.

O crédito bancário para 358.162 contribuintes será realizado no dia 30 de setembro, no valor total de RS 562 milhões. Desse total, R$ 200.372.033,20 referem-se ao quantitativo de contribuintes que têm prioridade legal, sendo 4.955 contribuintes idosos acima de 80 anos, 47.465 contribuintes entre 60 e 79 anos, 4.927 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave e 19.211 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

Foram contemplados ainda 281.604 contribuintes não prioritários que entregaram a declaração até o dia 15. No estado do Acre, o valor total de R$ 1.120.285,09 será distribuído entre 762 contribuintes. Já na 2ª Região Fiscal, composta pelos estados do AC, AM, AP, PA, RO e RR, 15.904 contribuintes terão direito a créditos no valor total de R$ 27.823.677,46.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na Internet. Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nesta hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

A Receita disponibiliza, ainda, aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF. Com ele será possível consultar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre liberação das restituições do IRPF e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia