Connect with us

ACRE

Presidida por um acreano, Confederação Nacional das Associações Comerciais anuncia apoio ao movimento do povo neste 7 de setembro

Publicado

em

A Confederação Nacional das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil, presidida pelo empresário acreano George Teixeira Pinheiro, anunciou, na manhã desta segunda-feira, 6, total e irrestrito apoio a movimentação convocada pelo povo nesta terça, 7 de setembro.

VEJA A NOTA DA ENTIDADE

“7 de Setembro – Independência e Patriotismo

Enquanto representantes do setor produtivo e defensores da nossa democracia, a Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB) se coloca em posição de preocupação e responsabilidade, e reconhece a urgente necessidade de um pacto de governabilidade em favor do Brasil, em que os Três Poderes se unam para dialogar e agirem com respeito, dentro dos limites da nossa Constituição, apoiando a retomada e o desenvolvimento econômico do nosso país. Só assim, conseguiremos voltar a crescer, gerar empregos, atrair mais investimentos e fazer a roda da economia girar.

Acreditando nisso e na grande capacidade de trabalho do nosso Executivo, declaramos nosso apoio às manifestações cívicas, ordeiras, pacíficas e de patriotismo de 7 de setembro, dia tão emblemático para a nossa história, em que celebramos a Independência do nosso país. Que o debate que será aberto neste dia seja ampliado e afete, de forma positiva, nossos representantes, para que tomem decisões imediatas, mas que estejam em consonância com o desejo da maioria da população.

Nos uniremos a estas milhões de vozes e sairemos às ruas, vestidos de verde e amarelo, com paz e união, em favor do bem-estar social, da liberdade do nosso povo e do fortalecimento da nossa República. O povo brasileiro não quer mais que nossos representantes restrinjam seu ofício a discussões superficiais e que não trazem qualquer resultado positivo à nossa população.

Vamos fazer um grande pacto por nosso país e um coro uníssono pelo Brasil e pela nossa Independência.

Juntos, somos mais fortes. 

George Pinheiro

Presidente da CACB”

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ACRE

INMET havia alertado para chegada de temporal, mas chuva começa mansinha em Rio Branco

Publicado

em

Por

Com dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), o Relatório de Previsão do Tempo da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e das Políticas Indígenas (SEMAPI) emite um alerta de chuvas  intensas para todo o Estado do Acre, com início nesta segunda-feira (24) até próximo ao meio-dia desta terça-feira (25), com aviso de grau de severidade em perigo e fortes ventos de 60-100 km/h.

A previsão no relatório indica que a chuva será entre 30 a 60 mm/h ou 50 a 100 mm/dia e que a tempestade teria início às 11h desta segunda-feira, com previsão de término às 11h de terça-feira em todos os municípios. No Portal do INMET, o mapa do Acre se mantém na cor alaranjada, que indica perigo, principalmente nas mesorregiões do Vale do Acre e Vale do Juruá.

A SEMAPI divulga diariamente o relatório com a previsão do tempo, aviso meteorológico, nível dos rios e os números de chuva acumulada no Estado do Acre.  Para obter mais informações em caso de tempestade, busque a Defesa Civil (telefone 199) ou o Corpo de Bombeiros (telefone 193).

[ContilNet]

Continue lendo

ACRE

Graduado que não apareceu na transmissão da colação de grau deve ser indenizado em R$ 6 mil

Caso foi analisado na 1ª Turma Recursal dos Juizados Especiais, quando foi reconhecida a falha na prestação do serviço, por isso, a indenização por danos morais subiu de R$ 2 mil para R$ 6 mil

Publicado

em

Por

A 1ª Turma Recursal dos Juizados Especiais da Comarca de Rio Branco aumentou valor de indenização que deve ser paga a graduando que teve problemas durante cerimônia de colação de grau realizada por videoconferência. Assim, a empresa reclamada deverá pagar ao recém-formado R$ 6 mil de danos morais.

De acordo com os autos, o autor se formou em Engenharia e a colação de grau foi pela internet. Contudo, o graduando relatou que durante a cerimônia ocorreram vários problemas, entre eles, a tela de vídeo do autor não apareceu na transmissão do evento aberta ao público e convidados, enquanto o vídeo da maioria dos colegas aparecia.

O Juízo do 1º Grau acolheu os pedidos do autor e condenou a parte reclamada a pagar R$ 2 mil. Entretanto, o acadêmico entrou com Recurso Inominado, pedindo o aumento do valor fixado como indenização.

A relatora do caso foi a juíza de Direito Rogéria Epaminondas. Em seu voto, a magistrada considerou todos os transtornos e situações vivenciadas pelo graduando por causa da falha na prestação dos serviços. Por isso, votou por aumentar a indenização.

Continue lendo

ACRE

Concessionária de energia elétrica deve indenizar motociclista que colidiu com poste caído

Decisão registrou o descumprimento do dever de fiscalização e manutenção da rede de energia elétrica, dando causa, por sua conduta, ao evento danoso

Publicado

em

Por

A 1ª Turma Recursal dos Juizados Especiais negou provimento ao recurso apresentado pela concessionária de energia elétrica, mantendo a obrigação de indenizar moralmente um motociclista que colidiu com um poste caído na via pública. A decisão foi publicada na edição n° 6.990 do Diário da Justiça Eletrônico (pág. 6), desta quarta-feira, dia 19.

A parte recorrente pediu pela redução do valor imposto na condenação (R$ 6 mil) e questionou a falta de perícia no acidente de trânsito, apontando a ocorrência de culpa concorrente pelo condutor.

A juíza Olívia Ribeiro, relatora do processo, informou que nessa situação a prestadora de serviço público tem o dever de indenizar, em conformidade com a teoria do risco administrativo, adotada pelo ordenamento constitucional, segundo a qual, toda pessoa que exerce alguma atividade cria um risco de dano para terceiros e deve ser obrigada a repará-lo, independentemente da inquirição de culpa. 

“A parte recorrente possui o dever legal de prestar um serviço adequado, eficiente, seguro e contínuo, especialmente diante do risco extremado da atividade, competindo-lhe exercer a manutenção e a fiscalização periódica das instalações da rede elétrica”, enfatizou a magistrada.

Deste modo, o entendimento firmado é que se a concessionária tivesse adotado as devidas precauções,  ou seja efetivado medidas necessárias para a segurança do local, nenhum acidente teria ocorrido.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia