Connect with us

SAÚDE

Saúde da prefeitura de Rio Branco já vacinou mais de 50 mil com a primeira dose

Publicado

em

Da redação/ Foto: Reprodução

Dados do Portal Transparência da prefeitura de Rio Branco sobre a COVID-19, atualizados na manhã desta terça feira 18, apontam que um total de 50.395 pessoas já foram imunizadas com a primeira dose das vacinas contra a Síndrome Aguda Respiratória (SARs), Covid 19.

Rio Branco também é a capital do Brasil que mais avança no extrato etário de vacinação para pessoas com comorbidades. Esta manhã, por exemplo, pessoas com algum tipo de doença pré-existente e que tenham acima de 18 anos, devidamente cadastrados mediante laudo médico, já podem tomar os imunizantes.

Nesta terça feira, o secretário municipal de saúde de Rio Branco, Frank Lima, informou por meio das redes sociais que a vacinação, para grávidas e puérperas, foi suspensa tendo em vista que o estoque da vacina Pfizer, enviado pelo Ministério da Saúde na semana passada, acabou e é esperado para hoje a chegada de um novo lote até o início da noite, quando então esse grupo prioritário volta a ser vacinado com os imunizantes americanos na capital.

“A vacinação da primeira dose com os imunizantes da AstraZeneca e Coronavac segue normalmente em onze pontos para pessoas com comorbidades, para pessoas que tenham acima de 18 anos com algum tipo de deficiência permanente ou com síndrome de down e ainda estamos com o nosso tradicional Drive Thru, vacinando também com a segunda dose. Verifique no seu cartão de vacina se já está no tempo certo da segunda dose de reforço, pois é muito importante essa segunda dose para que a pessoas fiquem totalmente imunizada. Quanto as grávidas e Puérperas, fiquem tranquilas que tão logo cheguem mais vacinas da Pfizer, iremos retomar a vacinação de imediato”, garante o secretário.

Até o momento, a Secretaria Municipal de Saúde de Rio Branco, recebeu do Ministério da Saúde, um total de 64.301 doses das vacinas AstraZeneca, Pfizer e Coronavac. Segundo informou a assessoria de comunicação do governo do Acre, que faz o repasse das vacinas aos municípios do Estado, devem chegar até o fim da tarde de hoje, um novo lote com 19.740 doses de vacinas, sendo 17.400 da AstraZeneca do Instituto Fiocruz e 2.340 da Pfizer, produzidos pelos laboratórios dos Estados Unidos.

Pontos de vacinação para pessoas com comorbidades

Urap Bacurau
Urap Valdeisa Valdez
Urap Eduardo Assmar
Urap Rosângela Pimentel
Urap Vila Ivonete
Urap Roney Meirelles
Urap Hidalgo de Lima
Urap Claudia Vitorino
Urap São Francisco
Policlínica Barral y Barral

Público-alvo

Pessoas a partir dos 18 anos com comorbidades;
Pessoas com síndrome de Down a partir dos 18 anos;
Pacientes renais crônicos que fazem tratamento de hemodiálise a partir dos 18 anos;
Pessoas com deficiência permanente a partir dos 18 anos.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SAÚDE

Fundação Hospitalar recebe obras de melhoria na infraestrutura

Publicado

em

Por

Agência AC

O governo do Estado, por meio da Fundação Hospital do Estado do Acre (Fundhacre) e em parceria com a Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), tem atuado de forma assídua em prol de melhorias na estrutura do hospital. Um dos resultados desse trabalho é o início da reforma na lavanderia da unidade.

Estado realiza reforma da lavanderia da Fundhacre. Fotos: Danna Anute

O presidente da Fundação, João Paulo Silva, explica que a lavanderia é de total relevância para a rede de assistência à saúde do Estado do Acre, por prestar serviço às unidades de pronto atendimento (UPAs) da Sobral e do Segundo Distrito e para o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-AC).

Lavanderia da Fundhacre passa por reforma e adequações. Foto: Danna Anute

“Há muitos anos a lavanderia da Fundhacre não passava por adequações e mudanças, e hoje estamos nesse processo de reforma, inclusive montando uma sala de repouso para os trabalhadores do setor, que merecem e são dignos de toda atenção e cuidado. Vale ressaltar que a melhoria foi um pedido do governador Gladson Cameli”, frisou João Paulo.

O titular da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), Cirleudo Alencar, explica que se trata de um investimento de aproximadamente  R$ 110 mil reais, cujo objetivo é atender a demanda para a melhoria da qualidade de atendimento e prestação de serviço por parte dos trabalhadores da Fundhacre e afirma que a previsão de entrega é de 45 dias.

“Procuramos melhorar todo o processo de limpeza na lavanderia; o local já está sendo readequado e adaptado para um ambiente mais propício e confortável para os servidores que ali trabalham. Esse é o primeiro passo de outras intervenções que iremos fazer na Fundação Hospitalar”, enfatizou Alencar.

O objetivo da reforma é melhorar a qualidade de atendimento e prestação de serviço dos servidores. Foto: Danna Anute.

O servidor Domingo Bastos atua há sete anos como operador de máquinas no setor da lavanderia, e para ele esse é um marco histórico no hospital. “Essa lavanderia é o coração da Fundhacre. Hoje o sentimento é de muita gratidão, por darem valor ao nosso trabalho; agradeço ao governo e à administração do presidente João Paulo, que tem realizado um trabalho humanizado”, ressaltou.

O servidor Domingo Bastos juntamente com o presidente da Fundhacre, João Paulo Silva. Foto: Danna Anute

A chefe administrativa do Setor de Lavanderia, Maria de Jesus de Souza, que trabalha há 28 anos na Fundhacre, explica que, desde a criação da unidade, essa é a primeira vez que o departamento passa por reformas.

Maria de Jesus de Souza explica o trabalho executado na lavanderia. Foto: Danna Anute

“Eu tenho nove anos na lavanderia e 28 anos de Fundhacre. Sempre lutamos para que houvesse uma reforma, e somente nesta gestão tivemos um resultado positivo. Gratidão por todo cuidado e carinho que o presidente João Paulo e o nosso governador tem para com os servidores”, disse.

Continue lendo

SAÚDE

Infectologista acreano critica decisão do MS sobre suspender vacinação em adolescentes

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

Na semana passada, o Ministério da Saúde (MS) manifestou recomendação sobre suspender a vacinação contra a Covid-19 em adolescentes sem comorbidades ou que não possuem deficiência física. A medida causou polêmica entre os estados, contrariando a ação que vem sendo realizada a meses em diversas unidades da federação. 

A recomendação do MS não foi atendida no Acre e em outros 20 estados do país, conforme noticiou o AcreNews.

Na outra ponta, profissionais da área da saúde também não gostaram da nota técnica do MS e foram às redes sociais defender a imunização neste tipo de público.

Referência no atendimento ao enfrentamento da Covid-19, o médico infectologista e professor universitário, Thor Dantas, foi um dos que discordou da autarquia de saúde. Dantas comentou que não existe justificativa técnica para suspender a imunização.

“Realmente não há justificativa técnica para a suspensão da vacina em adolescentes.  Anvisa, Sociedade Brasileira de Infectologia, Sociedade Brasileira de Imunização, Sociedade Brasileira de Pediatria, Conselho Nacional Secretários de Saúde, todos concordam! Diversos países do mundo estão vacinando com segurança. Decisão do Ministério da Saúde só causa confusão”, comentou.

Dantas compartilhou no Twitter e demonstrou irrestrito apoio à Nota da Sociedade Brasileira de Imunizações. A autarquia lembrou que a Organização Mundial de Saúde não é contra a imunização de adolescentes de 12 a 17 anos e também ressaltou que a “melhora no cenário epidemiológico brasileiro, com queda de 60% no número de casos e 58% de mortes por Covid-19 nos últimos 60 dias, não é motivo para interrupção”. “Técnica, precisa, sóbria, assertiva, embasada como convém a ciência de boa qualidade!”, escreveu.

Continue lendo

SAÚDE

Gladson manda suspender exigência de carreira de vacinação e teste de Covid em aeroportos do Acre

Publicado

em

Por

O Governo do Estado voltou atrás e decidiu que não vai mais exigir carteira de vacinação e teste contra Covid-19 dos viajantes nos aeroportos do Acre.

A informação foi dada à nossa reportagem pela porta-voz do Governo, Mirla Miranda.

A Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre) estava elaborando o plano com a exigência, a partir de uma determinação do governador Gladson Cameli.

“Optamos por suspender a medida, mas o plano foi entregue pela secretaria. O governador pensou nessa exigência como uma forma de evitar a proliferação do vírus e o avanço da variante Delta”, destacou Miranda.

Mirla explicou que os problemas jurídicos enfrentados por outros Estados que adotaram a medida foram os fatores considerados pelo Governo do Acre para a decisão sobre a suspensão.

“As outras unidades que adotaram a medida enfrentaram problemas jurídicos consideráveis e, por isso, preferimos evitá-los por aqui”, finalizou.

Em agosto desse ano, a justiça federal atendeu a um pedido do governo do Ceará e determinou que viajantes com destino ao Ceará comprovassem que estão vacinados completamente contra a Covid-19 (com duas doses ou dose única) ou apresentem realização de teste negativo para detecção do coronavírus, feito em até 72 horas antes do voo.

Com informações ContilNet.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia