Connect with us

INTERIOR

Saúde Itinerante realiza mais de 700 atendimentos em comunidade isolada do Juruá

Publicado

em

Agência AC | Foto: Marcos Santos/Secom

As regiões mais longínquas do Acre também são vistas como prioridade pela gestão do governador Gladson Cameli. Como é o caso da comunidade Liberdade, distante 80 km de Cruzeiro do Sul, que recebeu mais uma edição do programa Ação Humanitária Itinerante , por meio de várias pastas, entre elas a Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre). A iniciativa foi possível graças à parceria do Estado com o município de Tarauacá.

Moradores da Floresta Estadual do Rio Liberdade, em Tarauacá, são atendidos por profissionais do Saúde Itinerante, programa que fez parte de mais uma edição do Ação Humanitária Itinerante, do governo do Estado Foto: Marcos Santos/Secom

Ao todo, 54 profissionais de saúde realizaram mais de 700 atendimentos nas áreas de pediatria, ginecologia, odontologia, medicina da família, além da realização de exames laboratoriais, ultrassonografias e testes rápidos para patologias da sífilis, as hepatites e HIV.

Comunidade da Floresta do Rio Liberdade foi contemplada com serviços jurídicos, sociais e de saúde, neste final de semana Foto: Marcos Santos/Secom

O agricultor Cleomilton Rocha de Oliveira se fez presente no Saúde Itinerante e disse que o governo viu a melhor forma de levar  ajuda para quem vive em região isolada. “O agricultor e seus familiares são carentes e dificilmente têm acesso a tantos atendimentos em saúde como vejo hoje, aqui. Acredito que dessa forma o governador mostrou o seu carinho por cada um de nós”, agradeceu.

Médico do programa Saúde na Comunidade atende moradora da comunidade do Rio Liberdade Foto: Marcos Santos/Secom

A coordenadora regional da Sesacre, Catiana Rodrigues, esteve acompanhando a ação e se diz realizada ao ver a grande procura por assistência médica.

“É uma ação de grande importância para essa comunidade. Assim, vamos contribuindo e fazendo com que os nossos serviços cheguem até a população”, afirmou.

Profissional médica em atendimento na comunidade da Floresta do Rio Liberdade, na zona rural de Tarauacá Foto: Marcos Santos/Secom

Para o vice-prefeito de Tarauacá, Raimundo Maranguape de Brito, a parceria só traz benefícios à comunidade. “Ninguém faz nada sozinho, nem o governo e nem a prefeitura. Por isso, Tarauacá agradece ao Gladson pela mão amiga”, relatou.

Moradores do Rio Liberdade são atendidos no Ação Humanitária Itinerante, que também levou ações em saúde Foto: Marcos Santos/Secom

Adriana Lobão, que é secretária-adjunta da Assistência à Saúde, afirma que a iniciativa chega aos que mais necessitam. “Nós ficamos maravilhados como o que vimos hoje. A população participando, tudo bem encaminhado, a nossa equipe por completa empolgada, atuante. Temos outros Itinerantes agendados dentro de uma programação anual para chegar aos acreanos que mais precisam”.

Técnicos de laboratório e biomédicos trabalham na análise de exames Foto: Marcos Santos/Secom

Também estiveram apoiando a iniciativa o chefe do Departamento de Vigilância em Saúde, José Grabriel Mesquita; a assessora da Diretoria de Redes à Pessoa com Deficiência, Domisy Vieira; a diretora de Rede de Atenção à Saúde, Jocelene Soares; a chefe do Departamento de Atenção Primária à Saúde, Erica Fabíola Farias; e outros membros da secretaria.

A equipe ainda cumpriu agenda em Feijó, onde conversou e parabenizou a equipe médica que esteve no Hospital Geral do município realizando, neste  fim semana, 11 cirurgias eletivas.

Lideranças locais, gestores do estado e autoridades municipais posam para a foto em mais uma edição do Ação Humanitária Itinerante, em Tarauacá Foto: Marcos Santos/Secom

Sobre o Saúde Itinerante

O grande objetivo do programa é levar, in loco, assistência médica especializada, como informa Rosimery Vânia Ruis, coordenadora do Saúde Itinerante Especializado.

Em todo o Acre, já foram realizadas 16 edições do Saúde Itinerante, sendo esta a 4⁰ edição que chega aos povos que residem nas florestas.

Profissional de Saúde verifica a temperatura de moradores que compareceram ao Ação Humanitária Itinerante Foto: Marcos Santos/Secom

O Ação Humanitária Itinerante também conta com a participação das prefeituras e da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Políticas Indígenas (Semapi), da Secretaria Estadual de Assistência Social e dos Direitos Humanos e de Políticas Públicas para as Mulheres (SEASDHM) e Tribunal de Justiça do Estado do Acre.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

INTERIOR

Símbolo da paisagem de Sena Madureira, carnaubeira pode vir abaixo por causa de erosão

“A carnaubeira conta nossa história e é de suma importância que todos nós zelemos por ela, inclusive os nossos representantes”, disse o historiador de Sena

Publicado

em

Por

A carnaubeira, o símbolo histórico mais famoso do município de Sena Madureira, visto da Praça 25 de Setembro e contemplado por moradores do Segundo Distrito da cidade, pode deixar de existir se o poder público não tomar providências sobre a forte erosão que atinge as margens do Rio Iaco.

O desbarrancamento está a menos de 3 metros do patrimônio público que está prestes a completar seu centenário – quase a idade de Sena, que tem 117 anos de existência.

Não existe um consenso sobre quando, exatamente, a carnaubeira foi plantada, mas o historiador José Arnoudo Nunes, que é senamadureirense de berço, explicou à reportagem do ContilNet que a muda da árvore chegou à cidade em meados da década de 40, trazida do Ceará pelo seringalista Raimundo Martins de Almeida – parente de uma das figuras mais tradicionais da cidade, o serralheiro já falecido José Ferreira da Silva, mais conhecido como Zé Pato – e entregue ao engenheiro e prefeito à época, Hermano Cavalcante.

“Outras mudas da carnaubeira foram plantadas em outras partes da cidade, mas a que conhecemos hoje ganhou destaque no centro da cidade e foi plantada pelo Hermano, que era o prefeito da época”, comentou o especialista.

Arnoudo lamenta que “parte da história de Sena possa se perder a qualquer momento” se nenhuma providência for tomada.

A erosão está a menos de 3 metros do local/Foto: ContilNet

“A carnaubeira conta nossa história e é de suma importância que todos nós zelemos por ela, inclusive os nossos representantes. Se ela é destruída, fica um buraco na nossa identidade”, acrescentou.

A jornalista e empresária Wania Pinheiro foi até o local mostrar o risco que sofre o símbolo da capital do Vale do Iaco.

“Inadmissível que a carnaubeira fique ameaçada dessa forma sem que os nossos gestores tomem as devidas providências”, explicou a empresária.

As autoridades precisam tomar alguma providência/Foto: ContilNet

[ContilNet]

Continue lendo

ACRE

Bombeiros encontram corpo de idoso que caiu em Rio de Mâncio Lima

Publicado

em

Por

Nesta segunda-feira, 24, mergulhadores do Corpo de Bombeiros do 4⁰ BEPCIF, encontraram o corpo de um homem que havia desaparecido nas águas do igarapé São Pedro, afluente da margem esquerda do Rio Môa, 85 km distante de Mâncio Lima (de barco).

Segundo relatos, os dois homens trafegavam pelo igarapé em uma embarcação de pequeno porte, quando a vítima caiu na água e submergiu. O amigo relatou que ainda o procurou, na esperança que tivesse nadado para margem, mas não o encontrou.

[Ascom CBMAC]

Continue lendo

INTERIOR

Feijó: Bombeiros são acionados para tirar novilha que caiu na piscina em pleno domingão

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

A cidade de Feijó já pode ser consagrada campeã, no Acre, com números de atendimentos inusitados de animais pelo Corpo de Bombeiros Militar do Acre (CBMAC). O último pedido de ajuda ocorreu num bairro periférico após uma novilha cair dentro de uma piscina.

O fato ocorreu no domingo (23). A equipe foi acionada (193) pelo proprietário do local que já foi um clube famoso na cidade. O resgate foi rápido, bem-sucedido e precisou da ajuda de pelo menos quatro bombeiros militares. O animal não sofreu ferimentos. Esta foi a primeira ocorrência do dia, por volta das 7hs.

Segundo informações, o animal teria fugido de uma chácara localizada na vizinhança. Um dos motivos para que a cria estivesse dentro da piscina, teria sido a procura por água para matar a sede, momento em que teria possivelmente desequilibrado e caído no espaço. Curiosos deram outra versão: “Tava com calor, queria aproveitar o domingão e o calor”.

REGISTROS

No ano passado, os bombeiros prestaram inúmeros atendimentos de resgate a animais rurais e domésticos. Entre esses, destaques para o resgate de um cavalo realizado em dezembro onde o bicho caiu em uma fossa residencial no bairro Zenaide Paiva. Uma retroescavadeira foi levada para a ocorrência. Após horas de trabalho, o equino foi salvo.

No mês de junho, também um cavalo foi resgatado de outra fossa residencial no bairro Bela Vista. A ação durou quase 1 hora e contou com ajuda de populares. O sucesso da ação de salvamento ocorreu depois do uso de técnicas de tração. O animal saiu sem ferimentos do buraco.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Soluções Tecnológicas