Connect with us

SAÚDE

Sesacre registra 9 novos casos de coronavírus nesta sexta

Publicado

em

Agência AC

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), registra 9 casos de infecção por coronavírus nesta sexta–feira, 13 de agosto, sendo todos resultados de RT-PCR, fazendo com que o número de infectados salte para 87.485.

Até o momento, o Acre registra 241.672 notificações de contaminação pela doença, sendo que 154.127 casos foram descartados e 60 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 85.045 pessoas já receberam alta médica da doença, enquanto 22 seguiam internadas até o fechamento deste boletim.

Os dados da vacinação contra a Covid-19 no Acre podem ser acessados no Painel de Monitoramento da Vacinação, disponível no endereço eletrônico: http://covid19.ac.gov.br/vacina/inicio. As informações são atualizadas na plataforma do Ministério da Saúde (MS), ficando sujeitas a alterações constantes, em razão das informações inseridas a partir de cada município.

Nenhuma notificação de óbito foi registrada nesta sexta-feira, 13 de agosto, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 permaneça em 1.807 em todo o estado.

Sobre os casos de Covid-19 no estado, acesse:

BOLETIM_AC_COVID_ 13-08-2021

Sobre a ocupação de leitos no estado, acesse:

http://covid19.ac.gov.br/monitoramento/leitos
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SAÚDE

Acre e mais sete estados ainda não adotaram oficialmente o passaporte da vacina

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

Um levantamento aponta que o Acre é uma das unidades da federação que não adotou oficialmente o “passaporte da vacina” que possibilita o ingresso de pessoas em evento e locais públicos mediante a apresentação de comprovante da imunização da Covid-19. Além do estado do acreano, sete outras unidades estão na mesma situação (Amapá, Distrito Federal, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e Sergipe).

No Acre, muitos estabelecimentos, por conta própria, aderiram ao mecanismo. No parlamento já foi apresentado um projeto que torna obrigatória a apresentação da vacinação para entrar nos espaços públicos e privados. Enquanto o estado não oficializa, fica facultativo para os seus habitantes apresentar o dispositivo.

Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Pará, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Tocantins são os estados que exigem o “passaporte”. Já Alagoas, Ceará, Goiás, Rondônia e Roraima estão analisando a implantação do sistema. Maranhão, Paraíba e Rio Grande do Norte ainda não se posicionaram.

Segundo o Jornal A tarde, autor do levantamento, em São Paulo e Minas Gerais “os governos deram aos municípios autonomia para implementar medidas complementares que considerarem adequadas à realidade local para o controle da pandemia”.

Continue lendo

SAÚDE

Saúde alerta para o aumento da obesidade infantil

Publicado

em

Por

Agência AC

Salgados, doces e combo do fast food pode até fazer os olhos brilharem, porém, essa alimentação diária pode provocar graves problemas na saúde, sobretudo, nas crianças que estão no processo de desenvolvimento corporal e intelectual. O sobrepeso na fase infantil e adolescência pode acarretar doenças como colesterol, diabetes, além de ser um fator de risco para o agravamento da Covid-19.

Os dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que em 2025, o percentual de obesidade na fase infantil chegará a 75 milhões no planeta. No Brasil, conforme as notificações do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional(SISVAN), de 2019, mostram que 16,33% das crianças brasileiras entre cinco e dez anos estão com sobrepeso.

“Nos últimos três anos a incidência de obesidade infantil aumentou muito no Acre, um dos principais fatores relacionados ao sobrepeso é o sedentarismo, principalmente pelo tempo de uso direcionado as telas de telefone, tablets, televisão e computadores, são mais de 6 horas,  com a pandemia isso agravou a saúde infantil”, destaca a endocrinologista pediátrica, Catarina Souza.

Endocrinologista pediatra, Catarina Souza Foto: Danna Anute/Fundhacre

Há muitas consequências negativas que excesso de peso em meninos e meninas pode acarretar, entre eles, problemas nas articulações, desequilíbrio emocional, sendo eles, a depressão e ansiedade, sobretudo se associados ao bullying e o cyerullying, respectivamente, violência verbal e física que traz consequências irreparáveis na autoestima das crianças; as imagens ofensivas, mensagens intimidadoras, provocativas e discriminatórias são responsáveis por tristeza, isolamento e medo.

Na Fundhacre, a endocrinologista pediatra atende bebês e crianças com alterações hormonais e acompanha as principais doenças relacionadas a baixa estatura, obesidade, puberdade precoce, diabetes, alterações nos hormônios da tireoide, hipertensão e alterações na produção de hormônios e metabolismos dos ossos. A profissional de saúde atendeu em 2020 mais de 240 pacientes, de janeiro a agosto, e neste ano, os atendimentos foram retomados, e ocorrem gradualmente na unidade.

Espera para o atendimento da médica Catarina Souza, endocrinologista Foto: Danna Anute/Fundhacre

A família tem um papel fundamental na saúde das crianças, e no estilo de vida delas, isto é, atividades físicas, refeições equilibradas e horas moderadas nas telas dos tablets, esse conjunto serão responsáveis pelo bem-estar na fase infantil, evitando que futuramente, haja malefícios no processo de crescimento.

Além disso, o Ministério da Saúde lançou em 2019, a campanha: “1, 2, 3 e já! Vamos prevenir a obesidade infantil”, tendo como objetivo orientar os pais com um guia alimentar sugerindo uma alimentação natural, rica em legumes e frutas na mesa do consumidor, pois a adoção de hábitos saudáveis é primordial para o desenvolvimento das crianças.

Continue lendo

SAÚDE

Saúde Itinerante leva atendimentos ao ramal Granada em Acrelândia

Publicado

em

Por

Agência AC

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio do programa Saúde Itinerante Especializado em parceria com a Prefeitura de Acrelândia ofertou nos dias 08 e 09 ações de saúde à população residente no Ramal Granada. O local escolhido foi a Escola Estadual Santa Lúcia III. Os serviços ofertados foram: consultas médicas nas especialidades de medicina de família pediatria, ginecologia/obstetrícia, exames laboratoriais, testes rápidos para HIV, hepatites b e c e sífilis, exames de apoio diagnóstico (ultrassonografia e preventivo do Câncer do Colo do Útero -PCCU), atendimentos odontológicos, de serviço social, enfermagem, aplicação de vacinas e entrega de medicamentos, alcançando um total de quase mil e duzentos atendimentos.

A secretária de Estado de Saúde , Dra. Paula Mariano, esteve no local acompanhando de perto os atendimentos.
“É a primeira vez que tenho a oportunidade de acompanhar o trabalho do Saúde Itinerante de perto. Fiquei muito feliz em presenciar tanto comprometimento, humanização e respeito desses profissionais que não medem esforços para levar atendimento de saúde a comunidade que residem nos locais mais distantes e, na maioria das vezes, de difícil acesso. O trabalho do Saúde Itinerante, além de fazer um atendimento preventivo, diminui o tempo de espera do cidadão aos serviços de saúde e facilita o acesso a atendimento de alta complexidade daqueles que precisam” destacou.

Saúde Itinerante leva atendimentos ao Ramal Granada em Acrelândia Foto: Odair Leal/Sesacre

Dona Ana Negresso participou da ação e destacou a importância do atendimento na localidade: “ é muito bom porque tem muitas pessoas que não conseguem em Rio Branco e eu consegui com ajuda dos meus filhos, porque senão fosse assim não conseguia, meu salário é muito pouco e os exames são caros, estou muito agradecida por terem vindo, foi a melhor coisa que podia ter acontecido aqui no ramal”, ressaltou.

Ana Negresso foi uma das pacientes atendidas pelo programa Foto: Odair Leal/Sesacre

Eliane Manzoli também foi uma das pacientes atendida pelos programa, e elogiou a parceria entre estado e prefeitura: “ isso é muito importante pra onde a gente mora, porque na zona rural muitas vezes as pessoas não tem condições de ir até a cidade se consultar, e hoje graças a Deus, tivemos essa oportunidade de ter médicos, precisei de pediatra para o meu neto, ginecologista, ultrassom para minha filha, fomos muito bem atendidos, estão de parabéns toda a equipe”.

Moradora do ramal Granada, Eliana Manzoli também foi atendida e elogiou a parceria entre estado e município Foto: Odair Leal/ Sesacre
Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia