Connect with us

ACRE

Um sapato de seringa que é um luxo só produzido em seringal do Acre vira febre na Europa

Manoel e “Anita” produzem os sapatos de borracha, mas não contam o segredo

Publicado

em

Evandro Cordeiro

Os europeus estão beges com um luxo produzido em um seringal do Acre, o sapato de borracha em modelos super atuais, incrivelmente coloridos. O mundo da moda cogita levar essa peça do vestuário até para as passarelas pela graça e beleza. A nota desarmonizada dessa história contada pelo Acrenews, achada no município de Brasileia, distante cerca de 240km de Rio Branco, na fronteira com a Bolívia, é que o produto originário do leite extraído da seringueira é praticamente desconhecido no Acre. “É até conhecido, mas nunca gerou empolgação por aqui como gerou, por exemplo, entre italianos”, diz o secretário de Planejamento da prefeitura local, Emerson Leão, um dos poucos a garantir apoio a família produtora.

O secretário Emerson Leão está usando os sapatos de borracha e levará amostras para São Paulo

O sapato de seringa em estilo fashion, pelos modelos modernos e por suas cores vibrantes, é produzido em uma colocação do seringal Triunfo, cujo o acesso é mais viável pelo ramal do quilômetro 19 da BR-317, entre os municípios de Brasileia e Assis Brasil. Quem realiza o processo de confecção do calçado é o casal Manoel Souza Neves, 43, e a Francisca Monteiro Teixeira, 40, casados e pais de quatro filhos. Eles chegaram nesse lugar, dentro da Reserva Chico Mendes, fazem dois anos. Depois de fazerem um curso com um sujeito que só conseguem identificar como “Doutor Borracha”, não encontrado pelo AcreNews na região, eles aprenderam a técnica de produção de um calçado em diversos modelos e em cores. É um segredo que eles não contam a ninguém. Aliás, a sala de produção é inacessível. “Nós fomos aconselhados a não mostrar o laboratório”, diz a Francisca, muito mais conhecida na área pelo apelido de “Anita”.

Mais está bom, se eles não querem mostrar os segredos da produção. O que interessa é que o negócio está gerando lucro, principalmente pelo interesse dos europeus e, obviamente, os negócios fechados. “Ele é muito comprado em Milão”, diz o Manoel. Para o público ele e a mulher revelam a parte mais simples do processo, o corte e colheita do leite. Nesse caso quem sai cedo de casa para a extração do produto é o Manoel. Ele tratou duas estradas do antigo seringal, cuidou das madeiras com os aprimoramentos que todo seringueiro sabe que precisa ter e trabalha com cem árvores. Resultado: 15 litros de leite por dia. No laboratório, ao invés das pré-históricas defumaceiras, o processo é rápido e realizado por meio de misturas químicas. A borracha produzida no dia assegura uma produção de pelo menos oito pares de sapatos.

O casal Manoel e Anita começa a colher, também, os louros da persistência naquilo que nem uma boa parte dos acreanos acredita, com o perdão do trocadilho. Eles estão faturando com o negócio e criando os quatro filhos com bem menos dificuldade quando promoviam pequenas produções agrícolas, a badalada agricultura familiar. Dentro da colocação eles tem celular e outros produtos de tecnologia. “A gente só precisa ter coragem de apostar nas coisas”, diz a “Anita”, para revelar seu orgulho pelo sucesso, opinião compartilhada pelo marido, confirmada por mimica em função da timidez, notada, também, pelo silêncio dele durante todo o nosso papo.

Para os acreanos interessados em conhecer os sapatos finos, coloridos e macios feitos a partir do leite de seringa, a ideia é procurar o secretário Emerson Leão no telefone (68) 99972-7345. Ele é a peça fundamental, segundo o casal, em relação a apoio na hora da parte burocrática. Emerson, inclusive, vai procurar a Secretaria de Turismo para chamar a atenção pra esse empreendimento no coração da selva do Acre. “O Governo precisa estar nisso”, diz ele. Ligue já!

ACRE

Procissão encerra o Novenário de Nossa Senhora da Glória em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

Por

A procissão do Novenário de Nossa Senhora da Glória, um dos maiores eventos religiosos de toda a região Norte, marca o encerramento do evento religioso nesta segunda-feira, 15.

A tradicional festividade, que acontece em Cruzeiro do Sul, não era realizada há dois anos, consequência da pandemia de covid-19.

“Esse é o momento de renovar a nossa fé. Depois de dois anos de pandemia, as famílias voltam a se encontrar. É lindo ver filhos, mães e pais se reunindo para louvar a Nossa Senhora da Glória”, disse o governador Gladson Cameli.

O chefe do Executivo participou da procissão, onde encontrou amigos e colegas, e o bispo do município, Dom Flávio Giovanale.

Para a celebração, em homenagem à padroeira de Cruzeiro e outros municípios do Acre, a expectativa era de cerca de 30 mil fiéis.

Emocionada, a irmã Socorro Almeida, do convento Irmãs Franciscanas, de Cruzeiro do Sul, deu o seu relato sobre o retorno da atividade:

“Essa volta significa muito para a nossa religiosidade. Hoje é a conclusão desse lindo espetáculo de fé, isto é, o povo reunido ao lado da Mãe”, contou.

Durante todos os dias do evento, que se iniciou no dia 5 de agosto, ocorreram atividades e arraiais no Centro de Cruzeiro do Sul, em homenagem à santa.

“Essa é festa da ressurreição de Nossa Senhora, de quando ela se elevou a santa. Os fiéis que caminharam aqui hoje provaram que o corpo é templo do Espírito Santo”, afirmou o bispo Dom Flávio Giovaneli.

Continue lendo

ACRE

Piracema de mandi chega em Boca do Acre e rio lota de pescadores profissionais e amadores

Publicado

em

Por

Evandro Cordeiro

A famosa piracema do mandi, peixe de couro da água doce que migra para cabeceira dos rios da Amazônia nessa época do ano, acaba de chegar em Boca do Acre. No final de semana o Rio Acre ficou ‘pinhado’ de pescadores, entre os quais profissionais e amadores. Se sobrar, dizem peixeiros de Rio Branco, daqui uns 20 dias os cardumes chegam em Rio Branco.

Continue lendo

ACRE

Neste domingo, Rio Branco bateu recorde de calor em 2022

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Wanglézio Braga

Que o domingo (14) foi bastante quente no Acre, todo mundo já sabe. O que não se sabe é que um recorde foi alcançado. Os termômetros apontaram a maior temperatura do ano na capital acreana, Rio Branco: 35,5°C. A marca foi alcançada na região do Aeroporto Internacional de Rio Branco – Plácido de Castro.

De acordo com o pesquisador Davi Friale, do Tempo Aqui, o calor deve continuar até a próxima quinta-feira (18) quando uma forte onda de frio polar chegará ao estado, derrubando bruscamente a temperatura.

“Ela acentuará a temperatura, caracterizando uma típica friagem da Amazônia Ocidental, cujas temperaturas mínimas deverão oscilar entre 10 e 13ºC, no leste e no sul do estado”, disse em postagem feita hoje (15).

O “Mago do Tempo” também fez um alerta sobre a ocorrência, a possibilidade de temporais. “Alertamos para a alta probabilidade de ocorrência de temporais entre quinta-feira e sexta-feira, com chuvas fortes, raios e ventos, cujas rajadas poderão passar de 50km/h, em alguns pontos”, concluiu.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Soluções Tecnológicas