Connect with us

ACRE

Unicef alerta: 69 crianças e adolescentes foram mortas de forma violenta no Acre

Publicado

em

Por Wanglézio Braga / Foto: Agência Brasil

O ano de 2020 foi um dos mais violentos para crianças e adolescentes no Acre. É o que aponta um levantamento inédito da Unicef e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). Juntas, as instituições analisaram as ocorrências de boletins em 27 estados e traçaram um panorama da violência letal e sexual contra menores. O estudo foi divulgado hoje (22).

De acordo com o documento, entre 2016 e 2020, 35 mil crianças e adolescentes foram mortos de forma violenta no Brasil – uma média de 7 mil por ano. Além disso, de 2017 a 2020, 180 mil sofreram violência sexual – uma média de 45 mil por ano. Em 2020, 69 crianças e adolescentes de 0 a 19 anos foram mortos de forma violenta no Acre.

“A violência se dá de forma diferente de acordo com a idade da vítima. Crianças morrem, com frequência, em decorrência da violência doméstica, perpetrada por um agressor conhecido. O mesmo vale para a violência sexual contra elas, cometida dentro de casa, por pessoas próximas. Já os adolescentes morrem, majoritariamente, fora de casa, vítimas da violência armada urbana e do racismo”, diz o documento.

A maioria das vítimas de mortes violentas é adolescente. “Das 35 mil mortes violentas de pessoas até 19 anos identificadas entre 2016 e 2020, mais de 31 mil tinham entre 15 e 19 anos. A violência letal, nos estados com dados disponíveis para a série histórica, teve um pico entre 2016 e 2017, e vem caindo, voltando aos patamares dos anos anteriores. Ao mesmo tempo, o número de crianças de até 4 anos vítimas de violência letal aumenta, o que traz um sinal de alerta”, acrescentou.

Para os meninos, a faixa etária dos 10 aos 14 anos marca a transição da violência doméstica para a prevalência da violência urbana. Quando os adolescentes chegam à faixa etária de 15 a 19 anos, essa transição no perfil da violência letal está consolidada. As mortes violentas têm alvo específico: mais de 90% das vítimas são meninos, e 80% são negros. Em 2020, no total dos 27 Estados, 5.282 crianças e adolescentes de 15 a 19 anos foram mortos de forma violenta no Brasil. No Acre, em 2020, foram 60.

Para o representante da UNICEF no Brasil, Florecen Bauer, “a violência contra a criança acontece, principalmente, em casa. A violência contra adolescentes acontece na rua, com foco em meninos negros. Embora sejam fenômenos complementares e simultâneos, é crucial entendê-los também em suas diferenças, para desenhar políticas públicas efetivas de prevenção e resposta às violências”.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ACRE

Até o fim do ano primeira etapa da reforma do Parque da Maternidade será inaugurada

Publicado

em

Por

Agência AC

Com investimento de R$ 2 milhões, o Parque da Maternidade, em Rio Branco, passa pela maior revitalização já realizada nos últimos 19 anos. O governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), segue em ritmo acelerado com o andamentos das obras de reforma do espaço público.

Governo do Acre investe R$ 2 milhões na reforma do Parque da Maternidade, na capital. Obras seguem em ritmo acelerado. Foto: Jean Lopes/Seinfra

O parque passa por uma série de intervenções, que contempla o recapeamento de ruas e ciclovias, manutenção de calçadas, reforma dos quiosques, parques infantis e quadras poliesportivas, pintura, repaginação dos pórticos, instalação de novos postes e modernização da iluminação.

Nesta quarta-feira, 8, o titular da Seinfra, Cirleudo Alencar, inspecionou os trabalhos que estão sendo feitos no local. De acordo com o gestor, a primeira etapa da reforma, que abrange desde o Terminal Urbano Central até o Skate Park, será entregue ainda este ano.

Cirleudo Alencar, secretário de Infraestrutura, confirmou entrega da primeira etapa de revitalização do espaço público até o fim de 2021. Foto: Jean Lopes/Seinfra

“Essa foi uma determinação do governador Gladson Cameli e estamos trabalhando arduamente para que a população seja beneficiada com essa importante obra o mais breve possível. A grande novidade será a reinauguração da Concha Acústica, onde realizaremos um culto ecumênico para celebrar esse momento”, explicou.

Ernande Negreiros Costa elogiou o zelo do governo acreano com o patrimônio público. “O canal estava precisando dessa reforma. Estamos vendo o trabalho sendo feito e isso é muito importante para quem passa por aqui, além de deixar a nossa cidade mais bonita”, disse.

Ernande Negreiros elogiou o zelo do governo do Estado com o patrimônio público. Foto: Jean Lopes/Seinfra

Com sete quilômetros de extensão, o Parque da Maternidade é referência para a prática de esportes e atividades físicas ao ar livre. Por causa de suas calçadas e ciclovias, é bastante utilizado por trabalhadores. O local também é uma alternativa ao trânsito da capital acreana, principalmente em horários onde o fluxo de veículos é maior.

Continue lendo

ACRE

Gladson Cameli acaba de confirmar a volta da Azul Linhas Aéreas, agora com pelo menos um voo direto pra São Paulo

Publicado

em

Por

O governador Gladson Cameli (Progressistas) acaba de confirmar que a empresa Azul Linhas Aéreas vai voltar a operar no Acre. O voo, segundo o governador, será possivelmente entre Rio Branco e Campinas, um polo de distribuição de passageiros. O encontro com a direção da empresa aconteceu agora há pouco em Brasília.

Atualmente, apenas LATAM e Gol operam no Acre. Com a vinda da Azul a possibilidade de diminuição no valor das passagens aumenta consideravelmente.

Continue lendo

ACRE

Rio Branco, Boa Vista e Porto Velho não definiram sobre cancelamento da festa de Réveillon

Publicado

em

Por

 Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

Rio Branco (AC), Porto Velho (RO) e Boa Vista (RR) seguem indefinidas quanto ao cancelamento da festa de Réveillon. Até o momento, de acordo com levantamento divulgado nesta semana, 24 capitais já anunciaram que não terão festas de Ano Novo.

Tradicionalmente, a maior parte das capitais realiza, no dia 31 de dezembro, celebrações que contam com shows e queima de fogos promovidos pelos respectivos Governos ou Prefeituras, porém, a chegada de 2022, na maioria das cidades brasileiras, será sem as festanças. 

O motivo para os cancelamentos são os novos casos de Covid-19 que vem aumentando no país, bem como o surgimento da variante ômicron, além do registro da quarta onda da pandemia na Europa.

Até o momento, as capitais que deixam de realizar festas são Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Vitória (ES), Belo Horizonte (MG), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Goiânia (GO), Natal (RN), Fortaleza (CE), Salvador (BA), Aracaju (SE), Recife (PE), João Pessoa (PB), Palmas (TO), Teresina (PI), Belém (PA), Maceió (AL), Macapá (AP), São Luís (MA), Manaus (AM), Porto Alegre (RS), Curitiba (PR) e Florianópolis (SC). Brasília, a capital federal, também não fará evento.

Sobre a capital acreana, o AcreNews entrou em contato com a assessoria de imprensa da Prefeitura e fomos informados de que a decisão sobre o cancelamento ou não do evento vai ser anunciada ainda nesta semana.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia