Connect with us

SAÚDE

Vacina extra pode ser a chave para proteger transplantados da Covid-19

Publicado

em

A pandemia da Covid-19 mudou completamente a vida de toda população mundial, mas a chegada das vacinas contra a doença é a chave para uma possível volta à normalidade. No entanto, alguns grupos ainda correm risco mesmo que vacinados, como, por exemplo, os transplantados que tomam medicamentos supressores do sistema imunológico.

A preocupação para estes pacientes é maior uma vez que ainda não se sabe como a vacina age no organismo de pacientes que possuem o sistema imunológico mais fraco, já que os imunizantes agem reforçando este sistema para combater a Covid-19.

Para entender melhor a situação dessas pessoas, pesquisadores da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, acompanharam 30 pacientes transplantados. 24 pessoas deste grupo receberam as duas doses da vacina contra a Covid-19 e não aparentaram desenvolver proteção. Destes 24, 8 foram vacinados com uma dose extra e desenvolveram alguns anticorpos.

Já os outros seis apresentaram anticorpos mínimos com as duas doses e desenvolveram um grande impulso com a aplicação da terceira dose do imunizante.

Os resultados são promissores, pois os pacientes transplantados fazem uso dos imunossupressores para evitar que os novos órgãos sejam rejeitados pelo organismo, no entanto, como consequência, ficam extremamente vulneráveis ao novo coronavírus.

O médico cirurgião que participou da pesquisa, Dorry Segev, comemorou os resultados e disse que isso pode significar uma esperança para os transplantados.

A pesquisa agora trabalhará com os Institutos Nacionais de Saúde para começar novos testes sobre a terceira dose da vacinação em 200 pacientes transplantados.

Por ora, a terceira dose da vacina contra a Covid-19 não é permitida nos Estados Unidos. Entretanto, Segev apontou que as diretrizes de imunização da França recomendam uma dose extra para pessoas que possuam imunossupressão severa.

Fonte: Medical Xpress

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SAÚDE

Estado pede que população faça o Cartão Fundhacre para agilizar atendimento

Publicado

em

Por

Agência AC / Foto: Danna Anute

A Fundação Hospital do Acre (Fundhacre) iniciou uma campanha, por meio dos setores da gestão, para que a população possa adquirir o Cartão Fundhacre. O objetivo é agilizar o atendimento em consultas dos pacientes que procuram a unidade.

Estado conclama população a fazer o Cartão Fundhacre para agilizar atendimento. Foto: Danna Anute

O presidente da instituição, João Paulo Silva, afirma que a prioridade é humanizar e melhorar cada vez mais o tratamento aos pacientes. “Pedimos que a pessoa venha à unidade, de segunda a sexta-feira em horário comercial, dirija-se ao primeiro balcão de atendimento na entrada principal e tire o seu cartão”, solicita.

A gerente do Ambulatório Médico, Rozangela Farias, enfatiza que o cartão da Fundação só é adquirido uma vez, pois o número fica registrado e por meio dele se tem o acesso ao prontuário e a toda a história clínica do paciente.

Para emissão do documento, é necessário trazer a carteira de identidade e o cartão do SUS. Foto: Danna Anute

“É importante que a pessoa ande com esse cartão, pois a sua função aqui na Fundhacre é a mesma do cartão SUS, sendo seu direcionamento voltado mais para o acesso ao paciente. Sem esse cartão não tem como ser realizado o atendimento, assim, caso a pessoa tenha perdido, ela pode emitir a segunda via na recepção”, afirma.

Para emissão do documento, é necessário trazer a carteira de identidade e o cartão do SUS. Após a retirada do cartão, o paciente passa a ter acesso a todos os serviços da Fundação.

Continue lendo

SAÚDE

Programa oferta vacinação em domicílio para idosos e deficientes de Rio Branco

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: PMJ / Reprodução

Pessoas acima de 60 anos e deficientes terão um benefício a mais em Rio Branco. A partir de agora, o município passará a oferecer vacinação domiciliar. O programa que fará esse tipo de serviço foi regulamentado por meio da Lei N° 2411/2021 publicada hoje (14) no Diário Oficial do Estado (DOE).

O documento assinado pelo prefeito Tião Bocalom (PP), prevê tal benefício a pessoas que comprovadamente estejam “impossibilitadas de se deslocar até o posto de vacinação e para pessoas com deficiência, principalmente as que tenham dificuldades em locomoção”.

Segundo o dispositivo, “a adesão ao programa depende de indicação médica e se dará mediante cadastramento”. Com isso, a solicitação da inclusão no programa ficará a cargo do paciente, de seus familiares ou de procurador.

As vacinas que serão aplicadas poderão ser, conforme o decreto de Lei: contra a gripe (influenza), vacina contra pneumonia pneumocócica, vacina contra difteria e tétano (dupla bacteriana do tipo adulto-dt), febre amarela, hepatite; tríplice viral, meningite meningocócica e doses de reforço e/ou vacinas eventuais e obrigatórias.

Em meio à pandemia do Coronavírus, a lei não cita a ofertada da vacinação contra a Covid-19.

Continue lendo

SAÚDE

Promotora abre investigação contra agências bancárias que estão descumprindo normas sanitárias

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

A Promotora de Justiça de Defesa do Consumidor do Ministério Público do Acre, Alessandra Garcia Marques, abriu procedimento preparatório para investigar agências bancárias de Rio Branco que estariam descumprindo as normas de biossegurança contra a Covid-19.

Para amparar o procedimento que foi publicado na edição do Diário Eletrônico do MP desta segunda-feira (13), a promotora citou artigos da Constituição Federal e também do Código de Defesa do Consumidor que reconheceu como direitos básicos dos consumidores “a vida, a saúde e a segurança”.

Alessandra não citou, no documento, quais as agências que serão investigadas e também quais instituições bancárias elas representam na capital, no entanto, a apuração ocorre mediante denúncias que de as entidades “estariam descumprindo as medidas de proteção contra a Covid-19, dispostas na Lei Municipal n.º 3.653/2020”.

Na portaria, a promotora delegou uma equipe para fazer os primeiros procedimentos da investigação, como encaminhar ofícios pedindo explicações sobre as denúncias. Não foi citado um prazo para a execução dos trabalhos.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia