Connect with us

ACRE

Alguns dos maiores empresários acreanos ouvidos pelo Acrenews estão ansiosos pela inauguração da ponte sobre o rio Madeira

Avatar

Publicado

em

Evandro Cordeiro

O Acre estará integrado ao Brasil a partir do dia 29 abril de 2021, daqui a dez dias, definitivamente. Nesta data o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e os governadores do Acre, Gladson Cameli (Progressistas), e de Rondônia, Marcos Rocha (PSL), inauguram a ponte sobre o rio Madeira, na BR-364, segundo as agendas oficiais das três autoridades. Se materializará naquele dia pelo menos meio século de sonhos. Desde o presidente Juscelino Kubitschek, que governou o Brasil entre 1956 e 1961 prometendo 50 anos em cinco, se planeja essa ligação viária. Assim sendo, a viagem do Acre para qualquer lugar do país ficará menos demorada por pelo menos uma hora e meia, tudo isso resultando em economia.

Foto: RD Imagens Aéreas

São 3,8 mil metros de ponte construída a base de concreto e ferro. O engenheiro civil Eduardo de Souza Lira, supervisor da obra, nem tem os cálculos de quantos metros cúbicos de concreto foram usados até aqui, nem o quanto de ferro, mas isso é exatamente o que menos importa quando quem está com a palavra são os empresários, o pessoal que garante o PIB do Acre, entusiasmados com o novo momento que essa ligação por terra pode propiciar. “Além da economia, estaremos finalmente ligados ao resto do pais, o que psicologicamente eleva a autoestima do nosso empresariado”, diz o presidente da Acisa, a Associação Comercial do Acre, Marcelo Moura, presidente do grupo Recol.

Foto: RD Imagens Aéreas

A ponte em funcionamento reabrirá, por certo, a discussão sobre o Acre como passagem de parte do produto brasileiro para portos peruanos, para daí serem levados para o resto do mundo por meio do Oceano Pacífico. Além do mais, o Estado pode também servir como ponto de entrada de produtos internacionais, deixando de ser o fim do Brasil, para ser o início, como se diz prosaicamente nos convescotes.

O Acrenews ouviu alguns dos maiores empresários locais para tirar uma média na opinião. A palavra chave foi achada fácil: entusiasmo. Os homens que garantem o PIB do Estado estão ansiosos pela inauguração. Eles acham que isso mudará, sem dúvida, o curso da história.

VEJA O QUE DISSERAM ALGUNS DOS EMPRESÁRIOS ACREANOS

Adem Araújo, diretor do grupo Araújo de Supermercados: “A ponte sobre o rio Madeira, que dá acesso ao Acre, dará cinco vezes mais velocidade no crescimento econômico do nosso estado. Estou muito entusiasmado”.

Rayolando Costa de Oliveira, dono da Acreplast, postos de gasolina e cultivador de soja: “Um sonho que sonhamos a vida toda. Vai ser a liberdade do nosso Estado. Você cruzar o rio Madeira sem depender de uma balsa, é tudo. Antes a gente perdia o tempo todo. A gente que transporta combustível não pode andar a noite. Ali de dia a gente perde duas horas. O Acre só tem a ganhar. Nossas terras vão ter valor, nossa pecuária irá aumentar”.

Marcelo Moura, presidente da Acisa e do grupo Recol: “Do ponto de vista da economia não é muita coisa. Vai economizar pouco, mas o bom são as outras coisas agregadas. Além do mais essa ponte terá um valor moral imenso. Levantará a autoestima do nosso empresariado”.

Fernando Zamora, pecuarista: “Uma obra muito importante para o Acre. Agora sim estamos ligados com o pais pela malha viária, sem ter rio no meio. Aquelas crises que existiam quando o rio Madeira secava, acarretando prejuízo, vão acabar. E o importante é que a malha viária brasileira tá melhorando. O governo Bolsonaro tem dado manutenção. Então a malha boa e essa ponte inaugurada é só melhoria pro nosso Acre”.

Júnior Esperoto, diretor da Distribuidora Karina: “Acredito que cada pessoa envolvida na cadeia do abastecimento vai falar de forma diferente. Por exemplo: o carreteiro que muitas vezes passava horas parado, pagava caro pra poder atravessar, imagina a qualidade de vida desse cara, vai sofrer um grande impacto – para melhor, claro. Nos custos dos produtos vai impactar toda a cadeia. Apesar de muita gente só pensar no valor da balsa, também haverá outros impactos. O seguro da carga, por exemplo. O fato de existir uma balsa encarece os seguros e isso encarece os fretes. Então pra nós do ramo distribuidor a ponte representa mais velocidade”.

Jarbas Soster, presidente da Pedra Norte: “A ponte é um sonho acreano. Sua travessia por balsa representa um grande empecilho ao desenvolvimento econômico e social de toda a vasta área das divisas do Amazonas, Rondônia, Acre, bem como dos países vizinhos que dependem de melhores condições para que os produtos importados tenham menor tempo de viagem, atribuindo menores custos de transporte.

Em média, caminhões de gás e combustíveis perdem 6 horas para a travessia quando não há seca ou cheia. O Acre é muito prejudicado em razão das condições da estrada e do risco atribuído a travessia, sendo ambas as situações, calculadas nos custos dos transportadores. Quero deixar aqui nossos agradecimentos ao presidente Jair Bolsonaro, Ministro Tarcísio, DNIT e ao consórcio de empresas.

Parabéns ao governo Bolsonaro por manter os investimentos, mesmo nas adversidades e constantes ataques que tem sofrido”.

Tião Cameli, empresário dos ramos de supermercado e venda de combustível no Juruá: “Me emociono pra falar desse assunto, porque isso é algo muito esperado. A gente pensava que nunca ia ser realidade. Mas hoje a gente percebe que é uma realidade, que faltam pequenos detalhes. Pra nós, que somos empresários dependentes de transportes, que temos caminhões viajando, funcionários viajando e que tem essa questão de melhorar os valores para esse transporte, isso é um ganho muito importante – economia e agilidade. Pra nós, para toda a região do Acre, tem uma grande vantagem, não ter que esperar ali uma hora, hora e meia para poder fazer um passeio. Motivo de alegria. Um sonho realizado. É uma grande vantagem para a região em todos os aspectos, principalmente no financeiro. Agilização de logística, mais facilidade para os empresários e a população”.

Rubenir Guerra, dono da rede de lojas Barriga Verde: “Vai ser o maior feito para o nosso estado, as vantagens serão imensas a começar pelo tempo de viagem que em média para carro pequeno é de uma hora, para caminhões duas horas. Haverá diminuição de custo que, com certeza, vai diminuir o preço das mercadorias para o consumidor final”.

Everton Soares, herdeiro dos supermercados São Sebastião, em Epitaciolândia: “Será de suma importância para a vida empresarial acreana. Vai estreitar os laços entre Acre, Rondônia e demais. A logística vai ficar bem melhor. Vai gerar economia. Parabéns ao governo Bolsonaro, Ministro Tarcísio, porque isso já era pra ter acontecido em outros governos, mas não fizeram”.

Continuar lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ACRE

Militares do CBMAC desenvolvem protótipo para salvamento e combate a princípio de incêndio

Avatar

Publicado

em

Por

Por Ascom/CBMAC

Na manhã desta quarta-feira, 12, ocorreu a apresentação oficial do Projeto de “COBERTURA MODULAR PARA CAÇAMBA DE VEÍCULO DE SALVAMENTO” ao Comandante-Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Acre, Coronel Carlos Batista. O evento aconteceu no 2º Batalhão, em Rio Branco.

Comandante-Geral Coronel Batista juntamente com os idealizadores do projeto, Cabo Borges, Tenente Ruana e Tenente Josadac. Foto: Ascom/CBMAC

O projeto foi idealizado e patenteado por três  bombeiros militares, Tenente Josadac Cavalcante, Tenente Ruana Casas e Cabo Borges, e tem como objetivos:

– Possibilitar o acondicionamento ordenado e em módulos específicos para os equipamentos, permitir a organização dos mesmos segundo a funcionalidade e necessidade de uso e proteger das intempéries climáticas, portanto aumentando sua vida útil;

–  Facilitar a conferência dos materiais nas passagens de serviço – os equipamentos e dispositivos podem ser testados e manuseados sem precisar retirá-los da viatura, graças a grade deslizante e o teto intermediário corrediço;

– Reduzir o tempo de resposta, já que oferece a estrutura necessária, no tocante a distribuição dos equipamentos em módulos específicos, o que facilita o acesso e a retirada para utilização dos mesmos;

– Transportar prancha rígida, abafador, cambão e materiais maiores, uma vez que o teto intermediário corrediço aumenta o comprimento desta superfície, permitindo a acomodação desses dispositivos;

– A cobertura propõe o combate a incêndio ou princípio de incêndio graças ao tanque com agente extintor (água e LGE);

Apresentação da nova viatura ao Comandante-Geral, Coronel Batista. Foto: Ascom/CBMAC.

De acordo com o Tenente Josadac, “o projeto surgiu no início de 2019, com o objetivo principal proteger os nossos equipamentos, que ficavam expostos às intempéries do tempo, na carroceria  da caminhonete,  e aliado a isso, conseguir criar mais espaço na viatura. Parte do planejamento durou cerca de um ano e execução, um ano e dois meses. Hoje, estamos finalizando, e temos uma viatura que consegue acessar os locais em que o caminhão de incêndio não entra, transportando todos os nossos equipamentos, além de levar os equipamentos de proteção individual do combatente” – declarou o oficial.

Nova viatura de Salvamento e Combate a Princípio de incêndio. Foto: Ascom/CBMAC.

O Comandante-Geral do CBMAC, Coronel  Batista afirma que o “Governo do Estado sempre tem buscado atender da melhor forma nossa corporação e uma demonstração disso é o comprometimento e dedicação de nossa tropa. Esse é um momento ímpar na  nossa corporação, gostaria de agradecer imensamente aos idealizadores do projeto, Tenente Josadac, Tenente Ruana e Cabo Borges, pela comprometimento e dedicação de cada militar com a instituição. É algo que a corporação vai tentar fazer aquisições para as demais unidades operacionais” – pontuou.

O CBMAC pretende estender para todos os batalhões da capital e interior a aquisição da nova Viatura e assim igualar o nível de atendimento às nossas ocorrências com maior rapidez e eficácia.

Foto: Ascom/CBMAC.

Continuar lendo

ACRE

HAJA TACACÁ! 18°C: SIPAM e Friale preveem mais um evento de friagem no Acre

Avatar

Publicado

em

Por

Da redação do Acre News/ Foto: Reprodução

Os meteorologistas do Sistema de Proteção da Amazônia (SIPAM) e o pesquisador Davi Friale, por meio do seu portal O Tempo Aqui, preveem mais uma passagem da frente fria pelo Acre. De acordo com as previsões, a temperatura deve despencar nas próximas horas. Esta é a 13ª que o fenômeno atinge o Acre, neste ano.

“Desta vez, deverá provocar uma fraca friagem, com temperaturas amenas, apenas, no leste e no sul do estado, devido à incursão de uma massa de ar polar. Os ventos da direção sudeste ficam intensos, com fortes rajadas, principalmente a partir do fim da tarde desta quarta-feira e durante a quinta-feira, deixando o tempo com muitas nuvens e temperatura agradável em Rio Branco, Sena Madureira, Brasileia e demais municípios do leste e do sul do Acre, com mínimas, ao amanhecer, entre 18 e 20ºC, entre quinta-feira e domingo próximos”, prevê Friale.

Segundo o pesquisador, “nesta quinta-feira, a maior temperatura diurna, na capital acreana, deverá ficar abaixo de 25ºC. No vale do Juruá e na região de Tarauacá, as chuvas poderão ser fortes e acompanhadas de raios, tanto nesta quarta-feira, como na manhã de quinta-feira. Em Cruzeiro do Sul, a temperatura máxima, na quinta-feira, deverá ficar entre 26 e 29ºC e as mínimas, nos dias seguintes, entre 20 e 23ºC”.

O QUE DIZ O SIPAM?

A Divisão de Meteorologia do Sistema de Proteção da Amazônia informa que uma friagem de fraca intensidade chegou ao Acre e deixará o tempo agradável nesta quinta-feira em todo o estado.

“A previsão para este dia é de céu nublado a encoberto com chuva a qualquer hora nas cidades do oeste acreano. Já na capital e nas demais regiões do Acre o dia será de céu nublado a parcialmente nublado, sem previsão de chuva. Esta friagem por ser fraca não provocará frio, mas amenizará ligeiramente o calor ao longo desta quinta-feira”, informou o boletim.

Continuar lendo

ACRE

Investimentos possibilitam ampliar capacitação de jovens internados no Centro Socioeducativo Juruá

Avatar

Publicado

em

Por

Por Agência AC – Foto: Marcos Santos/Secom

O Centro Socioeducativo Juruá vem desenvolvendo um trabalho que visa garantir aos adolescentes internados uma digna reinserção à sociedade. Como é o caso do jovem I.S, 17 anos, que após três meses de internação vive a expectativa de voltar para casa e recomeçar a vida trilhando outros caminhos. “Quero corrigir o meu erro. Vou buscar união com os meus familiares, trabalhar para ajudar meus pais e seguir a minha vida”, relatou.

Além dos projetos Plantando Sonhos e o Som da Liberdade, o centro inaugurou, nesta terça-feira, 11, as salas de biblioteca e de informática, que se mostraram investimentos capazes de ampliar a oferta de conhecimentos aos abrigados.

Autoridades presentes na inauguração dos investimentos feitos no ISE do Juruá. Foto: Marcos Santos/Secom.

Para executar as missões de ressocializar e socioeducar, o Instituto Socioeducativo do Acre (ISE) recebe toda autonomia da gestão estadual para desenvolver ações que restaurem vidas de menores infratores.

“Depois de implantar um laboratório em Rio Branco, estamos aqui para trazer a boa novidade para a unidade do Juruá. Nós temos oito centros e a nossa ideia é a de que até o final do ano possamos ter esses investimentos em todos eles. Além disso, esclareço que essa ação só foi possível graças à parceria com a Secretaria de Educação, pois, entendemos que a mudança de comportamento que buscamos operar nos internados só virá com a aquisição de conhecimento”, afirmou o presidente do ISE, coronel Mário César Souza de Freitas.

Para o coronel Mário César Freitas “a mudança de comportamento que se busca operar nos internados só virá com a aquisição de conhecimento”. Foto: Marcos Santos/ Secom.

O instituto aposta na ideologia de que o ensino profissionalizante é uma saída viável aos jovens por trazer alternativas de renda quando eles forem libertos do sistema. “Quando vir a liberdade para esses meninos, é de suma importância a parceria da iniciativa privada no sentido de lhes oferecer uma vaga no mercado de trabalho. Por isso, pedimos aos empresários que olhem com carinho para eles no momento da desinternação”, reforça Mário Freitas.

O empresário Willian Pimenta ressalta que a parceria vem fortalecendo o trabalho social realizado pelo centro. “Os adolescentes foram agraciados com um curso de pintura e isso nos mostra que quando fazemos o bem, toda a população sai ganhando. Ao sair às ruas, às vezes, somos parados por pessoas que nos agradecem pelo investimento. É isso que motiva, pois estamos somando na vida dessas pessoas para que tenham um futuro melhor”.

Internados apreciando a cerimônia. Foto: Marcos Santos/ Secom.

O juiz responsável pelo centro, Marlon Machado, acredita que “o sucesso da reinserção parte de iniciativas que agreguem valores  à vida dos reeducandos” e que “utensílios como violões, computadores e livros são de extrema valia para melhorar as condições de reintegração desses jovens à sociedade”.

Outras autoridades locais estavam presentes na solenidade, como a coordenadora do núcleo da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEE) no Juruá, Ruth Bernadino; o promotor do Meio Ambiente e do Patrimônio Histórico e Cultural, Iverson Bueno; o prefeito de Cruzeiro do Sul, Zequinha Lima; e demais convidados.

Continuar lendo

Trending

www.acrenews.com.br é uma publicação da Acrenews Comunicação

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Endereço: Área rural, 204, Setor Barro Vermelho - CEP 69.923-899

Os artigos assinados não expressam a opinião deste site.

contato@acrenews.com.br

Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Soluções Tecnológicas