Connect with us

EVANDRO CORDEIRO

COLUNA DO EVANDRO | “O PDT foi mais parceiro do Gladson que o PP. Ficamos com ele em 2020”, reage Tchê a insinuações de traição

Publicado

em

O presidente do PDT, deputado estadual Luiz Tchê, se mostrou cansado de ter que responder a insinuações sobre uma possível futura traição ao governador Gladson Cameli, na eleição desse ano, quando ele vai para a reeleição. Disse à coluna agora há pouco que, além de ter participação maciça na gestão Cameli e pela qual deverá ser grato nas eleições desse ano, o PDT tem sido mais fiel do que o próprio partido do governador, o Progressistas, que não o apoiou nas eleições municipais, em 2020. “Nós o apoiamos em 2020 e sempre fomos leais ao governador e vamos ser na reeleição. Agora não nego que queremos participar mais ativamente das discussões, inclusive sobre vice e Senado. Será que não temos direito?”, questionou.

Conversa com inimigos

O PDT tem a Funtac e o Meio Ambiente, além de outros cargos de alto nível. Nem por isso seu presidente, o delegado Emylson Farias, tem recusado conversar com outros partidos. Talvez por isso venha levantando algum tipo de suspeita sobre se manterá lealdade na reeleição do governador.

Novo e forte

Para quem pensava que o coronel Hildebrando Pascoal, ex-deputado federal, estaria acabado, manquitola, envelhecido, qual não foi a surpresa, ao ele aparecer na Câmara Municipal nesta terça-feira, 10. Está enxuto, firme e forte, apesar dos seus 70 anos.

Decepcionado

Essa semana o Acre perdeu o advogado Luiz Saraiva, ex-deputado estadual. E sobre ele vale um registro. Se elegeu em 1994 e não quis nem disputar o próximo mandato. Se dizia decepcionado com o que viu no centro do poder.

Choro revelador

Depois daquele choro e aquele abraço da prefeita de Brasileia no governador Gladson Cameli será que ainda precisa perguntar quem ela vai apoiar em outubro?

Mensagem de Cristo

Afastado da direção da Polícia Penal para disputar as eleições, Arlenilson Cunha anda fazendo o que mais sabe esses dias: indo para cultos evangélicos e levando a mensagem de Cristo. Se isso o ajudará nas eleições ninguém sabe, mas que ele está ajudando a salvar almas, isso está.

Trabalhador

Pode ser considerado covardia dizer que o governador Gladson Cameli não trabalhou nesse primeiro mandato. Além de enfrentar uma pandemia que pegou o mundo de calça curta, Cameli tem transformado o Estado todo em um canteiro de obras. Não tem um município que não já tenha inaugurado alguma coisa o que esteja sem a presença do Estado. Melhor inventar outra para acusa-lo. É o que tenho ouvido.

Desespero

“Evandro Cordeiro, para contraditar com sua afirmação, você como jornalista tem dever intelectual de mostrar os números do governo Lula e do governo Bolsonaro. Inflação, crescimento econômico/ PIB, valor do salário mínimo, poder de compra do trabalhador etc.,. Vc não é um miliciano digital que pode escrever tudo apenas por paixão política, você é jornalista”. Do ex-vereador Chagas Batista, de Tarauacá, sobre o tema da coluna de ontem, oportunidade em que questionei a esquerda se apresentar como solução para o Brasil, após destruí-lo.

Posso, vereador

Como colunista, posso expressar minha opinião, caro vereador Chagas Batista. Ainda mais quando esta tem simpatia de maioria absoluta das pessoas.

Cadê o 15?

Flaviano Melo, João Correia e outros emedebistas que não quiseram ficar no governo Gladson, estão eufóricos, segundo eles, com a volta do 15 nas ruas. Está todo mundo aguardando a tal euforia coletiva.

Um pé na Copa

Nascido na periferia de Rio Branco e condenado ainda cedo a cumprir o destino de parte das pessoas desassistidas dessas regiões, o goleiro do Palmeiras e da seleção brasileira, Weverton, acaba de ser convocado para dois amistosos da seleção, antes da convocação definitiva para a Copa do Qatar. Ou seja: ele está a um passo do mundial e será, sem dúvidas, o primeiro acreano a disputar um mundial de seleções. É claro que ele correu atrás, mas como ele mesmo insiste em afirmar, “foi Deus” quem selou seu destino.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

EVANDRO CORDEIRO

COLUNA DO EVANDRO | JV e Marcus vão fugir do vermelho, falar pouco em Lula e excluir a sigla PT da campanha

Publicado

em

Os candidatos do PT ao governo do Acre, Jorge Viana e Marcus Alexandre, devem ouvir os conselhos dos marqueteiros, se quiserem obter sucesso nessas eleições. Na caminhada que eles fizeram pelos bairros Geraldo Fleming e Paz, anteontem, eles começaram a exercitar essas orientações, segundo um presidente de bairro que estava junto. Ninguém – ou quase ninguém – de camisa vermelha, com JV dando prioridade ao laranja, com pouca citação ao nome de Lula, bem rejeitado no Acre, e zero de fala na sigla PT.

Eles ressurgiram numa roupagem totalmente nova, numa tentativa de evitar o reconhecimento por parte de quem enjoou a florestania e ficou sem emprego, renda e com décimo e salário atrasados nos governos petistas. A fala deles, no bairro da Paz, me disse o líder, é como se eles fossem o enviado para reconstruir o Acre e o Brasil, a propósito destruídos por eles mesmos. Não tem político salvador da pátria, tem menos cara de pau, menos dissimulado, menos hipócrita.

Mão fechada

Sérgio Barros, o candidato mais rico dessas eleições, e que disputa uma cadeira de deputado federal pelo PSDB, vai ser, também, o mais muquirana dessa campanha. Apesar dos quase R$ 100 milhões de patrimônio, vai gastar apenas o fundão eleitoral, já avisou a amigos próximos.

De última hora

Orleilson Cameli, o Zico, chegou de última hora para a disputa de federal pelo PP. Está contando com muita coisa para obter êxito na caminhada, mas um nicho ele conseguiu de cara, uma turma ainda apaixonada pelo ex-governador Orleir Cameli, seu pai. O que tem de gente chegando alegando dever gentilezas ao “Barão” não é brincadeira.

Candidatos da Baixada

Esse ano a Baixada tem poucos candidatos, se o parâmetro for campanhas recentes. Pelo menos legítimo mesmo só Raimundinho da Saúde, Francineudo Costa e Sérgio do Mercado Rufino.

Numa lapada

Vi novos números. Se nada mudar, aa coisas tendem a se resolver de uma lapada só. Mas não pode menosprezar adversário.

Continue lendo

EVANDRO CORDEIRO

COLUNA DO EVANDRO | Campanha começa nesta terça, 16, com esquerda e direita divididas como nunca antes; Gladson é favorito

Publicado

em

A campanha eleitoral começou nesta terça-feira, 16, com muitas peculiaridades, em relação a história das disputas no Acre, desde 1962, como o maior número de candidatos a governador e a senador. São sete disputando o Governo e nove ao Senado. Mais que isso, a disputa dessa vez tem outro elemento novo, o racha geral. A turma da direita toda queria disputar o Governo, assim como a esquerda. Se falta humildade, sobra egos, obviamente. Em meio a esse turbilhão, o governador Gladson Cameli (PP) é o franco favorito. Ele fez o dever de casa mesmo diante das adversidades. Cuidou bem das pessoas durante a pandemia, tratou bem o servidor público e fez muitas obras. Todavia, isso não significa que vá ser reeleito, porque eleição é eleição, mas diante da divisão geral ele é a figura que se sobressai.

Senado mais disputado

Na disputa para o Senado vai faltar eleitor em decorrência do número de concorrentes, nove ao todo. Prevê um desfecho é temerário, mas dá para dizer, por exemplo, que ao menos três ou quatro podem surpreender. Alan Rick (UB), Ney Amorim (Podemos), Vanda Milani (PROS) e Márcia Bittar (PL) estão, nesse início de campanha, em um bolo. Mas tudo pode mudar ao longo dos próximos 45 dias. O contato mais aberto com o eleitor as vezes faz a diferença.

Surpresa

Matéria produzida pelo bom repórter Wanglézio Braga sobre as plataformas de campanha dos candidatos a governador foi a maior procura na última hora no site www.acrenews.com.br. Grande surpresa. Batemos a meta de dez dias em 60 minutos.

Campeão de votos

Muito provavelmente o ex-prefeito de Manoel Urbano, Tanísio Sá, do MDB, candidato a deputado estadual, virá de seu município e de Santa Rosa do Purus, município vizinho, cujo prefeito é Tamir Sá (MDB), seu irmão, campeão de votos. Os dois sabem fazer política como ninguém. E aqui na capital todo mundo sabe do poder de aglutinação deles.

Dados científicos

Segundo os cientistas políticos, quem é lembrado por 30% na espontânea, chega fácil nos 50% dos votos válidos. É que vi esses dados sobre uma mesa agora há pouco.

Fiado só amanhã

Muitos candidatos, sobretudo os mais lisos, tentaram a todo custo mandar produzir o material de campanha para o primeiro dia, para pagar depois com o dinheiro do fundo eleitoral, uma vez que o partido não vai dar mais. Os donos de gráfica se fecharam em copas e disseram não.

Reeleger o homem

“Essa gestão Gladson seu certo. Não é à toa que ele é amado pelas pessoas. Vamos reeleger o homem”. Do presidente da Assembleia Legislativa, Nicolau Júnior (PP).

Memes do Petecão

Candidato a governador, Sérgio Petecão (PSD) fez uma pré-campanha como sempre. Explorou muito o anão Montana Jack, com quem gravou vídeos curtos, como no Tiktok.

Continue lendo

EVANDRO CORDEIRO

COLUNA DO EVANDRO | Gladson terá um coordenador de campanha que conhece o Governo e o governador como pouca gente; e fala pouco

Publicado

em

O coordenador da campanha à reeleição do governador Gladson Cameli (PP) tem os predicados suficientes para conduzir um processo que não é para amadores. É o Rômulo Grandidier, figura silenciosa, mas operacional no limite. Fala só o necessário. Grandidier chegou na metade da gestão e deu uma aprumada no rumo político, façanha reconhecida, inclusive, pela maioria esmagadora dos deputados estaduais e da bancada federal. Ele, principalmente, serenou a relação do Palácio Rio Branco com a classe política, sempre separada por um fio. Com todo respeito aos coordenadores dos demais candidatos ao mesmo cargo, com o ‘Francês’ o Cameli parte com uma quilometragem a mais, no que pese o dono do poder de reconduzir o governador ao cargo seja o eleitor. Nesse caso, Rômulo é só facilitador.

Primeira suplência

Só tem uma chance de o médico Carlos Beirute desistir de sua candidatura ao Senado pelo PSDB: oferecerem a ele uma primeira suplência.

Pastor Arnaldo

Conhecido por seu trabalho de receber arrependidos das facções, o pastor e vereador Arnaldo Barros (Podemos) anunciou oficialmente sua candidatura a deputado estadual. Como seu trabalho está chegando no interior, melhor não menosprezar o sonho dele de chegar a Assembleia Legislativa.

Vácuo do vice

Cesário Braga, presidente licenciado do PT e candidato a deputado estadual, está pegando o vácuo deixado pelo Marcus Alexandre, que foi ser vice de Jorge Viana (PT). Agora há pouco ele soltou uma notinha informando está colado no ex-prefeito que também já estava em campanha para estadual.

Bem-vindo

Nesta segunda-feira, 15, temos novo colega Colunista aqui no AcreNews, o publicitário Fredson Camargo. Fazendo boas análises nas redes sociais, convidamos ele para protagonizar pela plataforma de um site com quase 2 milhões de views mensais.

Embolado

Numa dessas enquetes de rede social a briga pelo Senado estava embolada até agora há pouco entre Ney Amorim (Podemos), Alan Rick (UB) e Vanda Milani (PROS). Mas isso é rede social. Tem pouco proveito científico, apesar de mostrar alguma coisa.

Pop star

Antes de ir à missa neste domingo, o governador Gladson Cameli deu uma passada pela praça em Cruzeiro do Sul. Resultado: por pouco não perde a missa. As pessoas queriam fazer selfie com ele.

Otimismo

Mesmo com os números de Petecão (PSD) emperrados nas pesquisas, a coordenação de campanha dele nem bate a passarinha. Está certa de que, nas ruas a partir desta terça, ele vira o jogo. É otimismo para mais de metro e que não deve ser desprezado.

Bolão

Orleilson Cameli, filho do ex-governador Orleir, está batendo um bolão nos bastidores, como candidato a deputado federal recém-anunciado pelo PDT. O trocadilho tem sentido, porque o apelido do empreiteiro é Zico.

Voto útil

A tendência começa a ser notada nos bastidores, com a candidatura do PT lançada de última hora. Nego que estava pensando em fazer aventura, vai logo cravar no governador Gladson Cameli para não correr risco. Melhor os convites dos demais candidatos aceitarem essa realidade.

Na espera

O Palácio Rio Branco continua apostando na prefeita de Brasileia, Fernanda Hassem (PT). Ouvi agora há pouco.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Soluções Tecnológicas