Connect with us

ACRE

Como um homem de 22 anos, vendedor de quinquilharias, está conseguindo mudar a história de crianças no subúrbio de Rio Branco, onde todo mundo acha que reinam as facções

Publicado

em

Por Evandro Cordeiro

A capital do Acre, Rio Branco, tem 212 bairros, maioria absoluta habitados por famílias de baixa renda. Em alguns deles a pobreza predomina abaixo da linha de miséria. Nos últimos 20, 30 anos os governos não investiram praticamente nada nesse subúrbio imenso, uma boa parte resultado de invasões. Os indicadores sociais são cruéis nessas regiões. Com isso, os filhos desse bolsão, quase indigentes, acabam virando estatísticas. Alguns que não morrem de fome são exterminados pela violência, depois de se alistarem no crime. Ou seja: os números são desalentadores e um desestímulo à vida. Tem gente que nem sonha mais. A sorte é a existência de alguns abnegados, que acendem feixes de luz em lugares tão escuros.

Lucas Bonnatchelly é esse garotão em pé, o primeiro da esquerda para a direita; queríamos mais fotos dele, mas preferiu aparecer junto com todo mundo

O Acrenews achou um desses sujeitos que não param de sonhar, independentemente do tamanho da adversidade: o Lucas Bonnatchelly Pinheiro Almeida, um “senhor” de 22 anos, casado há sete. Isso mesmo. Ele casou aos 15 anos de idade e toma de conta de sua família com a dificuldade peculiar de quem sobrevive como autônomo. O Lucas vende quinquilharias, lucra pouco, mas desse pouco empresta para a vizinhança de sua comunidade, a do bairro Rosalinda, no segundo distrito da capital, mais precisamente às margens da BR-364, sentido Porto Velho, também conhecido pela violência.

Com seus 1,85m de altura e 155kg de muita gentileza, o “Luquinha”, ou “Lucão”, se for considerar o tamanho do homem, e como ele é distinguido carinhosamente naquela região, pode não mudar o mundo, mas pelo menos deixa acesa uma fagulha de esperança. Ao reparar as necessidades dos vizinhos, ele pensou no futuro daquele povo. Criou uma escolinha de futebol, mesmo não tendo sido jogador, nem sendo um craque da bola.

Lucas chegou no Rosalinda em outubro do ano passado em meio a pandemia do coronavírus. Ele e a esposa trocaram o conjunto Universitário, na saída da capital para Cruzeiro do Sul, pela saída da cidade rumo ao Estado de Rondônia. “Onde eu chego a criançada faz logo amizade comigo e aqui não foi diferente. Cheguei, fiz amizade com todos, e com dois adultos, chamados Geovani e Sabá.  Disse a eles que queira ajudar aquele monte de menino que vi soltando profeta pelas ruas do bairro. Saiu a ideia da escolinha. Deu certo, graças a Deus”, conta.

O projeto do Lucas deu certo mesmo, porque no primeiro dia de “aula” se alistaram 27 crianças. Seis meses depois eles somam 41 alunos. Os dias de treino são quinta, sábado e domingo. Antes de entrar em campo, um desses de chão de barro comuns das periferias, a meninada primeiro toma café da manhã. O pão, café, leite e manteiga o Lucas Bonnatchelly consegue no dia anterior. “Quando não tenho dinheiro eu peço”, diz ele, bem objetivo. Alguns comerciantes do bairro fazem questão de ajudar, segundo o “professor” Bonnatchelly. “Dia de sábado tem um comerciante que doa as frutas para o café”, conta.

O trabalho do Lucas e dos parceiros Geovani e Sabá é tão promissor que começa a alcançar até as meninas do bairro. Clientes da esposa do Lucas doaram bolas de vôlei para o projeto delas. A esposa de Lucas, a Isabela Carolina, junto com outro parceiro, Elvandio Venâncio, são responsáveis para buscar patrocínio para os sacolões, outra iniciativa social deles. De vez em quando as famílias em situação mais vulnerável são abençoadas por uma feira.

LUTA PELA SOBREVIVÊNCIA EM CAMPO

A ideia do Lucas reacendeu a esperança de gente sem perspectiva e começa a materializar sonhos. Algumas famílias estão entusiasmadas com a ideia de ver os filhos dentro daquele campo de barro, driblando a fome e o crime. O coordenador do projeto, mesmo com pouca instrução do ponto de vista da educação física, da didática, faz o que pode, utilizando boa vontade. Dividiu a garotada por idade. Tem o time dos meninos de 5 a 12 anos, e dos 12 até os 18. Está dando super certo, segundo o empolgado Lucas.

Na hora certa, diz ele, chega todo mundo. Essa hora é às 7 da manhã. Depois do café, bola e sonho. A vestimenta para os treinos é um surrado material que o Lucas comprou há cinco meses, mas ninguém se incomoda com isso. O sonho fica bem acima de um colete surrado. “A coisa está tão legal que mais pessoas do bairro estão ajudando a gente. Muitos voluntários”, conta o Lucas.

O objetivo do Lucas e seus amigos é ousado. Ele pensa em trocar a fama do bairro, de violento, para um bairro conquistador de medalhas no esporte. Para isso conta com a solidariedade. Disse que não tem vergonha de pedir porque o que está em jogo é, no fundo, a vida de maioria daqueles meninos, que depois da linha divisória do campo só a sorte ou um propósito de Deus pode os salvar. “Peço mesmo. Peco pelas nossas crianças porque evito, assim, que estas entrem nas drogas, principalmente nessa época de pandemia, quando ninguém tem para onde ir, ficando ainda mais vulnerável”, diz.

O KIT DE NECESSIDADE DOS MENINOS DO ROSALINDA

O Lucas fez uma lista dos itens de primeira necessidade para tocar a escolinha do Rosalinda e ajudar Governo e Prefeitura a evitar a entrada de muitos daqueles meninos no crime.

VEJA

Bolas de futebol

Coletes

Bolas de vôlei

Rede de vôlei

Cones para os treinos

Pratos de plástico

Luvas para goleiro

Sacolões

Chuteiras com números entre 35 a 42

COMO AJUDAR O LUCAS

Caso a história do Lucas com a comunidade Rosalinda tenha tocado o coração de alguém, o contato dele é o (68) 98110-5768.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ACRE

Preço da botija de gás no Acre é o mesmo no Pará, Minas Gerais, São Paulo e Santa Catarina: R$ 120

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) publicou nesta semana os preços médios da botija de gás [GLP] de cozinha vendidas nos estados brasileiros. Segundo a autarquia, o preço continua apresentando alta, com destaque para a região centro-oeste que vem negociando a R$ 135,00 uma botija, alta de 3,8%.

Mato Grosso (MT) é o Estado que tem o maior preço, enquanto Sergipe (SE) tem o mais baixo, R$ 95,00 reais. O Acre (AC) está empatado com Pará (PA), Minas Gerais (MG), São Paulo (SP) e Santa Catarina (SC), com o valor de R$ 120,00 reais.

Para a disparada no valor do gás, a ANP acredita que seja o “reajustes promovidos pela Petrobras em suas refinarias, onde o gás é produzido, empurraram os preços para cima em todo o Brasil”. Vale lembrar que a Petrobras elevou o preço do GLP em 6% em meados de junho e depois mais 6% em julho.

Continue lendo

ACRE

Detran define programação da Semana Nacional de Trânsito 2021

Publicado

em

Por

Agência AC

A Semana Nacional de Trânsito (SNT) é realizada anualmente entre os dias 18 e 25 de setembro, conforme disposto no art. 326 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Durante esses dias, ações serão desenvolvidas em todo o país com o objetivo de conscientizar os atores envolvidos no trânsito, na tentativa de diminuir o número de acidentes.

Em 2021, o Detran retoma as ações educativas presenciais. Foto: Arquivo Detran

De acordo com levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil aparece em 5º lugar no ranking de países recordistas em mortes no trânsito. Além disso, a OMS estima que 90% das mortes acontecem em países em desenvolvimento, como é o caso do Brasil, ao passo que evidencia que esse grupo possui quase a metade dos veículos do planeta. Ou seja, é bem mais arriscado dirigir um veículo nesses países, principalmente se for uma motocicleta.

“As ações executadas pelo Detran durante a Semana Nacional de Trânsito continuam focadas nos eixos engenharia, fiscalização e educação, mas o objetivo fundamental é despertar nos condutores atitudes conscientes. Vamos promover debates e reflexões acerca da responsabilidade de cada um no trânsito”, explica Taynara Martins, presidente do Detran/AC.

Além disso, a Semana Nacional de Trânsito segue as recomendações previstas no Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (Pnatrans). Os acidentes de trânsito constituem a 9ª maior causa de mortes no mundo, com cerca de três mil vidas perdidas por dia nas estradas e ruas, segundo a Organização Mundial da Saúde.

PROGRAMAÇÃO

18/09 (sábado), 8h – Carreata em parceria com autoescolas (saída do Arena da Floresta);

19/09 (domingo), 8h – Cicleata (saída do Lago do Amor);

20/09 (segunda-feira), 8h – Solenidade de abertura da SNT, com autoridades e apresentação de esquete teatral e palestras voltadas para o tema (Auditório da OAB);

21/09 (terça-feira), 8h – Atividade da Educação de Trânsito em Sena Madureira: teatro nas escolas, blitz educativa nas vias principais;

Blitz Educativa na capital no Semáforo da Agroboi na Avenida Ceará;

22/09 (quarta-feira), 8h – Atendimento da Educação de Trânsito em Sena Madureira, levando teatro nas escolas e blitz educativa nas vias principais;

Blitz Educativa na capital (Semáforo Avenida Antônio da Rocha Viana X Dias Martins);

23/09 (quinta-feira), 8h – Escola Unidunitê e Instituto Águias do Saber (teatro infantil);

Blitz educativa (Semáforo da Avenida Getúlio Vargas, em frente a Biblioteca Pública);

24/09 (sexta-feira), 8h – Escola Águias do Saber e Escola SESC (teatro infantil);

25/09 (sábado), 8h – Encerramento com uma Motocicleata até a Arena da Floresta.

Continue lendo

ACRE

Alerta de temporais no Acre nas próximas horas e nesta quinta-feira

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Câmera ao vivo – Roberto Feres

Um boletim de urgência foi publicado, a pouco, pelo pesquisador Davi Friale, do Tempo Aqui, alertando para a possibilidade de temporais no Acre ainda nessa quarta-feira (15) e nesta quinta-feira (16).

“O tempo fica extremamente instável nesta quarta-feira e na quinta-feira, no Acre, em Rondônia, no Amazonas (sudeste, sul e sudoeste), em Mato Grosso (oeste e noroeste), na Bolívia (planícies) e no Peru (região de selva). A causa deste mau tempo que se aproxima é o encontro de pulsos úmidos do oceano Atlântico com uma fraca frente fria, originária da Antártica”, informou.

No prognóstico do pesquisador, “ventos de leste (úmidos) e de sudeste (polares e secos) poderão provocar fortes temporais nas próximas horas, a começar por Rondônia e leste e sul do Acre e, na sequência, também, o vale do Juruá, no oeste acreano, onde, as chuvas mais intensas deverão ocorrer na quinta-feira”.

“Portanto, as condições atmosféricas estarão favoráveis à ocorrência de chuvas intensas, raios, ventanias, cujas rajadas, em alguns pontos, poderão passar de 70km/h, e queda pontual de granizo”, acrescentou.

O pesquisador aproveitou para lembrar que “tais temporais são pontuais, ou seja, podem ocorrer com forte intensidade num bairro e noutro, próximo, sequer chover. As condições de mau tempo, entretanto, estarão favoráveis a temporais em qualquer município do estado e das regiões vizinhas”.

“O calor intenso dos últimos dias, portanto, dará uma pequena trégua, mas não haverá frio nem, tampouco, friagem. Nesta quinta-feira, a temperatura máxima, em Rio Branco, Brasileia e outras cidades próximas, assim como em alguns municípios do centro e do oeste do Acre, deverá ficar abaixo de 28ºC”, comentou.

Por fim, Friale tornou a fazer um alerta aos acreanos. “Alertamos a população e as autoridades para a alta probabilidade de ocorrência de sérios transtornos à população do Acre e das regiões vizinhas, como queda de galhos e árvores, destelhamentos e danos às edificações e inundação de ruas, além do perigo potencial dos raios, entre esta quarta-feira e a quinta-feira”, conclui.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia