Connect with us

POLÍTICA

Ex-presidente do PSOL rebate ataques: “Toda calúnia e difamação no PSOL parte do mesmo filiado”

Publicado

em

Foto: Reprodução

Nota de Esclarecimento

A cada três anos o PSOL passa realiza seu congresso nacional, instância máxima do partido, nele renovamos a direção nacional e regionais, por meio de um processo democrático de consulta aos filiados e filiadas do partido.

Por vezes os debates e divergências políticas se afloram e em muitos casos sai do campo político, e alguns preferem ir para o caminho despolitizado das baixarias e calunias, prática que não concordamos, pois só expõem desnecessariamente o partido.

O PSOL tem várias instâncias partidárias, onde qualquer filiado ou filiada pode reportar qualquer assunto a essas instâncias que vão desde das direções municipais a direção nacional. Mas ao invés de fazer o debate de forma fraterna dentro do partido, alguns grupos preferem expor e ridicularizar o partido em redes sociais e blogs, o que é lastimável para a construção de um partido como o PSOL.

Sobre as investigações, é importante ressaltar que são o resultado dessa política irresponsável desse grupo, e para contribuir da melhor forma possível na investigação a direção estadual se reuniu e eu como todos os outros membros que estavam compondo a direção tomamos a iniciativa de pedir o afastamento da direção estadual para que de forma idônea e transparente não prejudicasse a investigação, sempre estivemos a disposição de qualquer órgão para prestar esclarecimento e acreditamos na justiça. Em relação ao processo que esta transitando na justiça é importante informar que os fatos ocorreram em 2014, na prestação de contas de 2014, eu Jamyr Rosas assumi o partido no final de março de 2015, por tanto não tenho o menor conhecimento do que ocorreu naquele ano pois eu não era nem presidente muito menos tesoureiro do partido, recebi o partido faltando menos de 30 dias para o encerramento da entrega da prestação de contas anual do exercício de 2014, documentos esses entregues pela gestão anterior.

Em 2020 houve uma briga entre dois filiados na sede do partido, cada um coloca a sua versão, mesmo eu não estando presente, nem participando da briga uma das partes me acusou de ter feito ameaças a ele, o mesmo de forma covarde e leviana foi até a polícia federal e me acusou que eu estaria ameaçando ele para tentar coagir a testemunha pois recebeu supostas mensagens de textos via telefone de terceiros, o que foi provado que eu jamais fiz e não respondo judicialmente por isso, o caso segue na justiça entre as duas partes que brigaram.

Todas as denúncias e calunias feitas ao PSOL Acre sempre parte do mesmo filiado, que desde 2015 está afastado do partido, e que hoje se encontra no conselho de ética nacional em processo de expulsão, ao longo desses 6 anos em que estamos a frente do PSOL Acre, nunca houve uma única denuncia que não tenha partido desse filiado, demonstrando que o problema é pessoal e não político. Esse pequeno grupo que age de forma apócrifo sem ter a coragem sequer de assinar a nota, mostra o desespero de mais uma vez não vão conseguir ter êxito dentro do PSOL, o que determina a formação da direção do partido é a quantidade de filiados que cada grupo filia e organiza para o congresso, nosso campo corresponde a mais de 95% do partido e na última janela de filiação filiamos mais de 700 novas pessoas, o que demostra nossa capacidade política de diálogo com os movimentos sociais e lideranças de esquerda, algo que só é possível com confiança política. O PSOL Acre conta com 3.000 filiados, e desse total 95% pertencem ao nosso campo, por isso o desespero desse pequeno grupo, como não podem vencer na política buscam o caminho da difamação e da calunia.

As comissões que são criadas dentro do PSOL são encaminhadas a direção nacional ou as comissões nacionais e para serem validadas passam por análises e aprovações, caso qualquer filiado não concorde basta o mesmo formular um recurso apresentando os motivos as instâncias que são responsáveis e o caso será apreciado, a comissão que foi apresentada tem sua composição obedecendo a proporcionalidade conforme a convocatória do congresso aprovada pela direção nacional.

Por fim, poderíamos estar usando esse espaço para apresentar todo o trabalho que o PSOL Acre vem desenvolvendo para o fortalecimento do campo progressista, mas infelizmente temos que responder a aqueles que prestam um desserviço a construção do partido.

Agradeço ao amigo Evandro Cordeiro pelo espaço para me manifestar e estou sempre à disposição para qualquer dúvida e esclarecimento.

Jamyr Rosas

Membro Titular da Direção Nacional do Psol

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POLÍTICA

Assis Brasil: Prefeitura entrega beneficiadora de arroz e barco voadeira para comunidade do Icuriã

Publicado

em

Por

Neste sábado, dia 18, o prefeito de Assis Brasil, Jerry Correia, realizou a entrega de um barco de alumínio com motor tipo voadeira e uma beneficiadora de arroz para os moradores da comunidade Icuriã. Também participaram do ato o vice-prefeito e Secretário de Obras, Reginaldo Martins, o presidente da Câmara, Wendell Marques, o vereador Jura Pacheco, a Secretária de Saúde, Júnia Almeida e o presidente da Amopreab e da Coopeab, José de Araújo.

“Nossa comunidade está muito satisfeita com o trabalho do prefeito e sua equipe. Nesses poucos meses de gestão já recebemos vários benefícios, muito mais do que nos últimos 8 anos”, afirmou Francisco Rodrigues, morador da localidade.

Durante sua fala o vice-prefeito e Secretário de Obras fez uma explanação dos trabalhos de reabertura de ramais. “Estamos fechando quase 100% dos nossos ramais recuperados. Foi o maior desafio, para uma nova gestão que só encontrou sucatas. Nosso prefeito nos deu todas as condições para trabalhar e vamos fazer muito mais nos próximos anos”, disse Martins.

O barco entregue para a comunidade pertence à Secretaria Municipal de Saúde e, segundo a secretária, vai servir para resgatar pacientes com rapidez durante o período de chuvas.

“Por determinação do prefeito estamos destinando este meio de transporte para esta comunidade. Aqui também estamos apresentando um técnico de enfermagem que vai atender no posto de saúde que foi recém-inaugurado”, informou Junia Almeida.

Presente na reunião, o presidente da associação dos moradores da Resex, José de Araújo, falou da importância do trabalho coletivo e que a atual gestão tem buscado isso.

“A COOPEAB (Cooperativa de Pecuária, Agricultura e Extrativismo de Assis Brasil) irá montar uma grande estrutura no município para comprar a produção agrícola e extrativista. Já fechamos parceria com a Prefeitura e temos o apoio da Câmara de Vereadores para poder desenvolver nossas ações”, garantiu o presidente.

A máquina beneficiadora de arroz irá apoiar todos os moradores que cultivam o grão, em especial os da comunidade Santa Fé. O equipamento foi adquirido por meio de uma solicitação do presidente da Câmara de Assis Brasil ao Secretário de Estado de Meio Ambiente, Israel Milani.

“Fico feliz em poder está aqui com o prefeito e colegas para trazer benefícios aos moradores desta região. Quero registrar um agradecimento especial ao Secretário de Estado, Israel Milani, que prontamente atendeu um pedido que fiz juntamente com o prefeito.

Quem também usou a palavra foi o vereador Jura Pacheco. Em sua opinião a atual gestão está no caminho certo e sempre deve ter humildade para melhorar o que precisa ser melhorado. “É evidente que esta gestão já fez muito em tão pouco tempo. Tem muita coisa ainda pra arrumar, mas é com um passo de cada vez que se chega mais longe. Nós vereadores estamos apoiando o prefeito em sua luta, fiscalizando as ações e cobrando os resultados”, disse Pacheco.

Jerry agradeceu pelo carinho recebido e disse que a comunidade do Icuriã voltará a ser uma referência positiva.

“O Icuriã tem uma das histórias mais lindas do Acre. Sempre foi uma terra próspera, com gente honesta e trabalhadora. Aqui já foram realizados muitos eventos religiosos, culturais e esportivos. Por um tempo, esse povo ficou esquecido, mas chegou a hora de ser feliz de novo. Aqui, vocês não têm apenas um prefeito, vocês tem um amigo”, afirmou Correia.

Continue lendo

POLÍTICA

Em entrevista ao AcreNews, Flaviano Melo diz que não vê ameaças à reeleição de Gladson e que o MDB vai fazer as melhores chapas

Publicado

em

Por

Evandro Cordeiro

A política no Acre tem uns quadros históricos que vão além de seus próprios partidos. São figuras protagonistas dos últimos 40, 50 anos. Flaviano Melo é uma dessas. Mesmo sendo uma lenda em seu partido, o MDB, quando ele fala ou age, muitas vezes mexe com a regra de um jogo onde estão outras siglas, outras figuras e o futuro do Estado. Nesse momento, faltando um ano e pouco para as eleições que definirão quem vai governar o País, o Estado e quem vai compor as próximas legislaturas estadual e federal, muito se fala nos bastidores, mas pouco se aproveita, diferentemente do que se acessa de informação quando a gente conversa com quem sabe do que, de fato, está acontecendo. Flaviano sabe e não é pouco. Numa conversa rápida com a gente, mas bem reveladora, o experiente ex-prefeito de Rio Branco, ex-governador do Acre e ex-senador diz, sempre na lata, em curtas respostas, aquilo que muita gente quer saber.

Bora vê o que o homem diz:

AcreNews – Deputado, como vão as coisas no interior, no coração do velho e “glorioso” MDB?

Flaviano Melo – Olha, Evandro, nunca o coração do velho e glorioso MDB esteve tão bem, tão tranquilo, sereno e pulsando compassadamente, só observando as coisas acontecerem.

AcreNews – No que o MDB está pensando sobre 2022? Briga pelo Senado, pelo Governo, ou simplesmente apoia a reeleição do governador Gladson Cameli?

Flaviano Melo – Tá muito cedo para se brigar por alguma coisa. Vamos deixar as regras se definirem para a gente poder se posicionar. No momento o MDB tá bem, tá no Governo Gladson e vamos continuar assim até o momento que nos for conveniente.

AcreNews – O MDB deve perder alguns quadros, como o deputado estadual Roberto Duarte e o prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim. O senhor, como uma espécie de reencarnação de Rui Lino, de Raimundo Melo, vai permitir perdas?

Flaviano Melo – Olha só. Eu não vi ninguém dizer que tá saindo do MDB. Eu já ouvi muita conversa dos outros falando, mas nós tivemos essa semana lá e em Sena Madureira com o Mazinho e em momento nenhum ele disse que ia sair do partido. Disse a mim que se fosse candidato seria dentro do nosso MDB. Então tem muita conversa aí. A turma gosta de falar do MDB porque o nome dele é grande e tem muita gente para ler, para se interessar por assuntos ligados ao partido.

AcreNews – É possível, com essa regra considerada dura, sem a possibilidade de coligação, o MDB fazer duas chapas competitivas, para federal e estadual?

Flaviano Melo – Chapas? Te garanto! Sem sombra de dúvida o MDB vai fazer a melhor chapa de Federal e melhor ainda a chapa de Estadual. O que eu acho difícil são os outros partidos conseguiram fazer uma chapa boa como a nossa. Aguarde.

AcreNews – Digamos que vocês não consigam fazer essas chapas competitivas, como fica sua situação, Flaviano? Mesmo sendo conhecido como um homem frio, calmo como ninguém, isso não lhe preocupa, porque seria um desastre o senhor deixar a política com uma derrota, não é?

Flaviano Melo – A minha situação é tranquila. Continuo candidato à reeleição de deputado federal e não tenho a mínima preocupação com a questão de fazer chapa. Vamos ter uma boa chapa e nós vamos eleger, de novo, três ou mais estaduais e dois ou mais federais.

AcreNews – Comenta-se, nos bastidores, que seu nome poderia, também, figurar como vice do Gladson Cameli. É possível? Ou a deputada federal Jéssica Sales seria esse nome?

Flaviano Melo – Tá muito cedo para falar dessas coisas, de decisões. Vamos deixar as regras se definirem, tá certo? Eu só posso dizer uma coisa: sou candidato à reeleição.

AcreNews – Quem seriam as ameaças à reeleição do governador Gladson Cameli?

Flaviano Melo – Digo com toda sinceridade: não vejo ninguém ameaçando o Gladson Cameli. Ele está tão bem que não aparece ninguém capaz de ameaçá-lo.

AcreNews – Flaviano Melo já é um senhor, embora jovem de juízo, e o tempo é inexorável, por isso esse Flaviano já pensa em alguém, em algum nome que possa substitui-lo na direção do velho MDB? Na forja de uma nova liderança?

Flaviano Melo – No momento certo sempre aparecem nomes certos no MDB. Assim que saiu Rui Lino e Raimundo Melo, veio Nabor, depois eu. O MDB é rico em quadros e com certeza vai ter, vai aparecer alguém que vai dar continuidade ao nosso trabalho.

Continue lendo

POLÍTICA

Vanda Milani garante recursos para construção da ponte sobre o riozinho Andirá, no PA Tocantins

Publicado

em

Por

A deputada federal Vanda Milani (Solidariedade) fez mais uma visita da agenda de debates pelo Acre. No município de Porto Acre na manhã de hoje (17) ela garantiu mais de R$ 3 milhões em recursos para infraestrutura rural e administrativa.

Somente para a construção da ponte sobre o riozinho Andirá, no Projeto de Assentamento Tocantins, serão disponibilizados R$ 2,7 milhões através de parceria com o governo do estado, via Departamento de Estradas e Rodagens (DERACRE).

A agenda “debatendo o Acre” que iniciou em Brasileia na última quinta-feira (16) e que vai percorrer os 22 municípios do estado, teve sequência na manhã de hoje durante encontro com o prefeito Bené Damasceno, vereadores, secretários municipais e a comunidade, na Câmara de Vereadores de Porto Acre.

WhatsApp_Image_2021-09-17_at_14.39.38.jpeg

O prefeito Bené Damasceno, o presidente da Câmara, vereador Máximo Antônio (PP) e o vereador José Leal (PROS), agradeceram o empenho da parlamentar no envio de recursos que vem ajudando a gestão, principalmente, no setor produtivo e apresentaram novas prioridades para o orçamento de 2022.

“Fique sabendo deputada que vamos levar o seu nome diante de todos os investimentos que estão sendo feitos através do seu gabinete. Os recursos para ponte estão cadastrados e tão logo sejam liberados, vamos informar toda comunidade do Tocantins. Vamos lhe convidar para inauguração dessa grande obra”, garantiu Bené Damasceno referindo-se às obras da ponte sobre o riozinho Andirá.

A parlamentar garantiu ainda, a construção de duas quadras sintéticas sendo uma na Vila do V e outra na Vila do Incra. Através de seu gabinete, o município está comprando uma camionete (R$ 299 mil). Para saúde foi liberado R$ 100 mil para o Programa de Atenção Básica.

WhatsApp_Image_2021-09-17_at_14.39.26.jpeg

Vanda Milani fez questão de visitar junto com o prefeito Bené Damasceno – após encontro na Câmara Municipal do município – as obras provisórias de construção da ponte. Ela e o prefeito fizeram um sobrevoo de helicóptero no local e, em seguida, pousaram, desceram da aeronave e caminharam fiscalizando as obras que estão sendo executadas pelo Deracre.

“Será construída tão logo os recursos estejam disponíveis, uma ponte em alvenaria, definitiva, para resolver o problema de acesso dessa comunidade, beneficiando mais de 4 mil pessoas”, garantiu a parlamentar.

WhatsApp_Image_2021-09-17_at_14.39.04.jpeg

O prefeito Bené Damasceno aproveitou para informar que cerca de R$ 890 mil destinados pelo estado vão ser aplicados em aterros nas cabeceiras da ponte.

A agenda da deputada pelo interior tem sequência no final de semana quando ela se desloca para o Juruá e visita os municípios Porto Walter, Marechal Thaumaturgo, Jordão e Santa Rosa do Purus.

“Precisamos debater sobre o Acre do presente e o que queremos para o futuro. Em novembro reapresentamos nossas emendas, elas precisam estar alinhadas com o que a população mais deseja. Somente andando, dialogando, ouvindo é que conseguimos tornar o nosso mandato participativo, construindo cidadania”, concluiu a deputada.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia