Connect with us

POLÍTICA

Ex-presidente do PSOL rebate ataques: “Toda calúnia e difamação no PSOL parte do mesmo filiado”

Publicado

em

Foto: Reprodução

Nota de Esclarecimento

A cada três anos o PSOL passa realiza seu congresso nacional, instância máxima do partido, nele renovamos a direção nacional e regionais, por meio de um processo democrático de consulta aos filiados e filiadas do partido.

Por vezes os debates e divergências políticas se afloram e em muitos casos sai do campo político, e alguns preferem ir para o caminho despolitizado das baixarias e calunias, prática que não concordamos, pois só expõem desnecessariamente o partido.

O PSOL tem várias instâncias partidárias, onde qualquer filiado ou filiada pode reportar qualquer assunto a essas instâncias que vão desde das direções municipais a direção nacional. Mas ao invés de fazer o debate de forma fraterna dentro do partido, alguns grupos preferem expor e ridicularizar o partido em redes sociais e blogs, o que é lastimável para a construção de um partido como o PSOL.

Sobre as investigações, é importante ressaltar que são o resultado dessa política irresponsável desse grupo, e para contribuir da melhor forma possível na investigação a direção estadual se reuniu e eu como todos os outros membros que estavam compondo a direção tomamos a iniciativa de pedir o afastamento da direção estadual para que de forma idônea e transparente não prejudicasse a investigação, sempre estivemos a disposição de qualquer órgão para prestar esclarecimento e acreditamos na justiça. Em relação ao processo que esta transitando na justiça é importante informar que os fatos ocorreram em 2014, na prestação de contas de 2014, eu Jamyr Rosas assumi o partido no final de março de 2015, por tanto não tenho o menor conhecimento do que ocorreu naquele ano pois eu não era nem presidente muito menos tesoureiro do partido, recebi o partido faltando menos de 30 dias para o encerramento da entrega da prestação de contas anual do exercício de 2014, documentos esses entregues pela gestão anterior.

Em 2020 houve uma briga entre dois filiados na sede do partido, cada um coloca a sua versão, mesmo eu não estando presente, nem participando da briga uma das partes me acusou de ter feito ameaças a ele, o mesmo de forma covarde e leviana foi até a polícia federal e me acusou que eu estaria ameaçando ele para tentar coagir a testemunha pois recebeu supostas mensagens de textos via telefone de terceiros, o que foi provado que eu jamais fiz e não respondo judicialmente por isso, o caso segue na justiça entre as duas partes que brigaram.

Todas as denúncias e calunias feitas ao PSOL Acre sempre parte do mesmo filiado, que desde 2015 está afastado do partido, e que hoje se encontra no conselho de ética nacional em processo de expulsão, ao longo desses 6 anos em que estamos a frente do PSOL Acre, nunca houve uma única denuncia que não tenha partido desse filiado, demonstrando que o problema é pessoal e não político. Esse pequeno grupo que age de forma apócrifo sem ter a coragem sequer de assinar a nota, mostra o desespero de mais uma vez não vão conseguir ter êxito dentro do PSOL, o que determina a formação da direção do partido é a quantidade de filiados que cada grupo filia e organiza para o congresso, nosso campo corresponde a mais de 95% do partido e na última janela de filiação filiamos mais de 700 novas pessoas, o que demostra nossa capacidade política de diálogo com os movimentos sociais e lideranças de esquerda, algo que só é possível com confiança política. O PSOL Acre conta com 3.000 filiados, e desse total 95% pertencem ao nosso campo, por isso o desespero desse pequeno grupo, como não podem vencer na política buscam o caminho da difamação e da calunia.

As comissões que são criadas dentro do PSOL são encaminhadas a direção nacional ou as comissões nacionais e para serem validadas passam por análises e aprovações, caso qualquer filiado não concorde basta o mesmo formular um recurso apresentando os motivos as instâncias que são responsáveis e o caso será apreciado, a comissão que foi apresentada tem sua composição obedecendo a proporcionalidade conforme a convocatória do congresso aprovada pela direção nacional.

Por fim, poderíamos estar usando esse espaço para apresentar todo o trabalho que o PSOL Acre vem desenvolvendo para o fortalecimento do campo progressista, mas infelizmente temos que responder a aqueles que prestam um desserviço a construção do partido.

Agradeço ao amigo Evandro Cordeiro pelo espaço para me manifestar e estou sempre à disposição para qualquer dúvida e esclarecimento.

Jamyr Rosas

Membro Titular da Direção Nacional do Psol

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POLÍTICA

Eleições 2022: Bocalom e Djalma discutem estratégias

Publicado

em

Por

Dircom

Em reunião no gabinete do presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Acre (TRE-AC), desembargador Francisco Djalma, o prefeito Tião Bocalom tratou sobre as eleições deste ano, que, por decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a votação no Estado começará às 6 horas da manhã.

O desembargador Francisco Djalma lembrou que o pleito eleitoral deste ano precisará de uma ampla divulgação por causa do horário. “É uma determinação do TSE, e o que a gente conversou aqui com prefeito Bocalom, foi a possibilidade de o Município disponibilizar uma estrutura para transportar o eleitor até o local de votação. O prefeito se mostrou sensível”, destacou o presidente do TRE.

O prefeito estava acompanhado do Assessor Político, Helder Paiva, e colocou a prefeitura à disposição do Tribunal. Lembrou que as secretarias Municipais de Saúde, de Educação e de Assistência Social possuem uma frota robusta, fundamental para este tipo de apoio.

“Tudo isso aí vai ficar à disposição do TRE para que a gente possa dar condições às pessoas de exercer seu direito de cidadão, que é dar o seu voto no dia da eleição”, disse o prefeito Tião Bocalom.

Continue lendo

POLÍTICA

No Twitter, Gladson mostra preocupação com aumento da Covid-19 no Acre e pede a colaboração de todos

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

Visivelmente preocupado com os altos índices de notificação por Covid-19 no Acre, o governador Gladson Cameli (PP) fez uma série de publicações no Twitter pedindo a colaboração da população para manter a vigilância em época de pandemia.

“Meus amigos, voltamos a viver um momento delicado no combate à Covid-19. Os números mostram um crescimento que pode chegar ao seu pico nas próximas semanas. Por isso, tomamos a decisão de ampliar os cuidados e ações da gestão na capital e interior”, escreveu ontem (18).

O governador frisou que o estado está fazendo a sua parte, “mas precisamos da ajuda de todos. Como governador, como cidadão e como pai, preciso dizer a vocês: não vou contra a ciência e não estou preocupado com eleição. Minha preocupação é com meu próximo”.

Por fim, Cameli pede a sensibilização dos seus seguidores quanto aos cuidados de biossegurança e principalmente que a população procure os postos de vacinação. “Quero mais uma vez pedir a colaboração de cada um para continuarem com os cuidados. Se vacinem, usem álcool em gel e máscara. Juntos podemos vencer mais este desafio”, concluiu.

CARNAVAL CANCELADO

Durante coletiva realizada nesta terça-feira (18), Gladson Cameli anunciou a suspensão do “Carnaval 2022”. “Sobre o carnaval, já pode cancelar e recolher o seu trem de pouso (…) Estamos preocupados com quem vai sofrer os impactos financeiros que esse cancelamento vai trazer, mas estamos também preocupados com a saúde da população e o trabalho das equipes médicas (…) não vamos politizar o assunto, levamos em consideração o que diz a ciência”, anunciou e frisou: “Não temos condição de manter o carnaval, tendo em vista as informações que temos sobre o possível aumento dos casos de Covid-19 no mês de fevereiro no estado”.

Continue lendo

POLÍTICA

N. Lima interrompe recesso e convoca sessão extraordinária que apreciará projetos de Bocalom

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

Foi publicado na edição de hoje (19) do Diário Oficial do Estado (DOE) a convocação dos vereadores de Rio Branco para uma sessão extraordinária que será realizada nesta quinta-feira (20) a partir das 14h no plenário da Câmara de Vereadores de Rio Branco. A convocação quebra o recesso dos vereadores que vão ter que apreciar alguns projetos de autoria do poder executivo municipal, da gestão Tião Bocalom (PP).

Os projetos em questão são nada mais que uma reforma administrativa com criação da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo, Tecnologia e Inovação (SDTl), transformação de secretarias já existentes, de assessorias especiais, de cargos especiais e de cargos comissionados.

Seguindo o rito, os projetos foram encaminhados pela Prefeitura de Rio Branco para a Câmara de vereadores. Com o parecer jurídico da Procuradoria da Câmara, as propostas seguem às Comissões de Constituição e Justiça e a de Orçamento e Finança. Depois disso é que será marcada sessão para votação.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia