Connect with us

SAÚDE

Farmácia na nefrologia melhora fluxo de distribuição de medicamentos para pacientes em tratamento de hemodiálise

Publicado

em

Agência AC / Foto: Danna Anute

A assistência farmacêutica da Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre), em Rio Branco, destaca que a tendência de demanda por medicamentos é crescente, logo, fez a implementação da estrutura física do setor de farmácia na nefrologia. A ação é um passo importante para otimizar o fluxo da distribuição dos medicamentos aos pacientes renais crônicos que realizam o tratamento de hemodiálise.

Distribuição de medicamento sendo realizada na farmácia da nefrologia da Fundhacre. Foto: Danna Anute

“Em gestões anteriores, os pacientes precisavam se direcionar ao Centro de Referência para o Programa de Medicamentos do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica (Creme) para receberem os remédios, a fim de realizar as sessões diárias de hemodiálise para continuarem o tratamento”, disse a gerente da nefrologia, Wanderleia Barbosa.

Os coquetéis medicamentosos distribuídos aos pacientes renais crônicos são essenciais para a eficácia do tratamento e melhora clínica. Atualmente, o acondicionamento das medicações dos nefropatas está ocorrendo regularmente no setor de farmácia da nefrologia da Fundhacre.

Em pacientes com insuficiência renal crônica é feito a suplementação de ferro após a realização da hemodiálise. Foto: Danna Anute

“A implementação do espaço físico na farmácia da nefrologia pretende garantir uma melhora no fluxo de tratamento dos pacientes que realizam hemodiálise. Paralelamente, há um resultado benéfico na dinâmica de atendimentos e prestação de assistência e serviços no setor de nefrologia”, relatou Christiane Lopes, enfermeira técnica do setor de nefrologia da Fundhacre.

Distribuição de medicamentos. Foto: Danna Anute

A respeito dos remédios habilitados e distribuídos aos pacientes renais crônicos, em sua maioria são de responsabilidade do Ministério da Saúde que abastece e entrega às Secretarias de Saúde dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios. Essa dinâmica é realizada por meio do Departamento de Atenção Especializada e Temática, da Secretaria de Atenção à Saúde (CGAE/DAET/SAS).

“Pacientes renais crônicos precisam de doses diárias de vida, isso quer dizer, fazer hemodiálise para dar seguimento ao tratamento e melhora clínica. Assim, a implementação da farmácia possibilitou uma celeridade na entrega de medicamentos após a finalização do processo de filtragem e depuração sanguínea que ocorre via tratamento por hemodiálise”, disse João Paulo Silva, presidente da Fundação Hospital Estadual do Acre.

Aplicação de suplementação após hemodiálise. Foto: Danna Anute.

Destaca-se que a requisição e entrega dos medicamentos aos órgãos competentes para à população é feita de acordo com critérios técnicos do Ministério da Saúde em integração com o Sistema Único de Saúde (SUS), que dispõe de recursos para distribuir os remédios ao Creme e a Secretaria de Estado de Saúde do Acre [Sesacre] para que seja concluído o ciclo especifico de tratamento paliativo e abordagens terapêuticas.

“O fluxo de entrega de medicamento é realizado diariamente pelo setor da farmácia, todas as etapas seguem os critérios específicos para a correta execução do serviço na unidade. A assistência farmacêutica faz a conferência e avaliação de acordo com os exames e as prescrições médica. A farmácia está situada ao lado da sala branca e tem uma média de 158 pacientes atendidos pelo setor”, relatou Marcos Felipe Nascimento, farmacêutico na nefrologia.

Atualmente, no setor de nefrologia da Fundhacre há 143 pacientes renais crônicos cadastrados e realizando o tratamento de hemodiálise. O setor tem procurando acolher os pacientes conforme a necessidade individual de cada um. Além disso, a instituição tem procurado melhorias e qualificação, entre os quais, voltados para emendas parlamentares aprovadas em 2020 que visam a aquisição de equipamentos no serviço de nefrologia e a ampliação na unidade, ainda para esse semestre.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SAÚDE

Estado pede que população faça o Cartão Fundhacre para agilizar atendimento

Publicado

em

Por

Agência AC / Foto: Danna Anute

A Fundação Hospital do Acre (Fundhacre) iniciou uma campanha, por meio dos setores da gestão, para que a população possa adquirir o Cartão Fundhacre. O objetivo é agilizar o atendimento em consultas dos pacientes que procuram a unidade.

Estado conclama população a fazer o Cartão Fundhacre para agilizar atendimento. Foto: Danna Anute

O presidente da instituição, João Paulo Silva, afirma que a prioridade é humanizar e melhorar cada vez mais o tratamento aos pacientes. “Pedimos que a pessoa venha à unidade, de segunda a sexta-feira em horário comercial, dirija-se ao primeiro balcão de atendimento na entrada principal e tire o seu cartão”, solicita.

A gerente do Ambulatório Médico, Rozangela Farias, enfatiza que o cartão da Fundação só é adquirido uma vez, pois o número fica registrado e por meio dele se tem o acesso ao prontuário e a toda a história clínica do paciente.

Para emissão do documento, é necessário trazer a carteira de identidade e o cartão do SUS. Foto: Danna Anute

“É importante que a pessoa ande com esse cartão, pois a sua função aqui na Fundhacre é a mesma do cartão SUS, sendo seu direcionamento voltado mais para o acesso ao paciente. Sem esse cartão não tem como ser realizado o atendimento, assim, caso a pessoa tenha perdido, ela pode emitir a segunda via na recepção”, afirma.

Para emissão do documento, é necessário trazer a carteira de identidade e o cartão do SUS. Após a retirada do cartão, o paciente passa a ter acesso a todos os serviços da Fundação.

Continue lendo

SAÚDE

Programa oferta vacinação em domicílio para idosos e deficientes de Rio Branco

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: PMJ / Reprodução

Pessoas acima de 60 anos e deficientes terão um benefício a mais em Rio Branco. A partir de agora, o município passará a oferecer vacinação domiciliar. O programa que fará esse tipo de serviço foi regulamentado por meio da Lei N° 2411/2021 publicada hoje (14) no Diário Oficial do Estado (DOE).

O documento assinado pelo prefeito Tião Bocalom (PP), prevê tal benefício a pessoas que comprovadamente estejam “impossibilitadas de se deslocar até o posto de vacinação e para pessoas com deficiência, principalmente as que tenham dificuldades em locomoção”.

Segundo o dispositivo, “a adesão ao programa depende de indicação médica e se dará mediante cadastramento”. Com isso, a solicitação da inclusão no programa ficará a cargo do paciente, de seus familiares ou de procurador.

As vacinas que serão aplicadas poderão ser, conforme o decreto de Lei: contra a gripe (influenza), vacina contra pneumonia pneumocócica, vacina contra difteria e tétano (dupla bacteriana do tipo adulto-dt), febre amarela, hepatite; tríplice viral, meningite meningocócica e doses de reforço e/ou vacinas eventuais e obrigatórias.

Em meio à pandemia do Coronavírus, a lei não cita a ofertada da vacinação contra a Covid-19.

Continue lendo

SAÚDE

Promotora abre investigação contra agências bancárias que estão descumprindo normas sanitárias

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

A Promotora de Justiça de Defesa do Consumidor do Ministério Público do Acre, Alessandra Garcia Marques, abriu procedimento preparatório para investigar agências bancárias de Rio Branco que estariam descumprindo as normas de biossegurança contra a Covid-19.

Para amparar o procedimento que foi publicado na edição do Diário Eletrônico do MP desta segunda-feira (13), a promotora citou artigos da Constituição Federal e também do Código de Defesa do Consumidor que reconheceu como direitos básicos dos consumidores “a vida, a saúde e a segurança”.

Alessandra não citou, no documento, quais as agências que serão investigadas e também quais instituições bancárias elas representam na capital, no entanto, a apuração ocorre mediante denúncias que de as entidades “estariam descumprindo as medidas de proteção contra a Covid-19, dispostas na Lei Municipal n.º 3.653/2020”.

Na portaria, a promotora delegou uma equipe para fazer os primeiros procedimentos da investigação, como encaminhar ofícios pedindo explicações sobre as denúncias. Não foi citado um prazo para a execução dos trabalhos.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia