Connect with us

POLÍTICA

Na Aleac, Zen lança “desculpinha” para a falta de um nome do PT para disputar o Governo

Publicado

em

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

O deputado Daniel Zen (PT) usou hoje (07) da tribuna na ALEAC para justificar a falta de um nome dentro do Partido dos Trabalhadores (PT) para disputar, numa chapa majoritária, a cadeira do Palácio Rio Branco, após o anúncio do ex-senador Jorge Viana que vai disputar o Senado Federal.

“Não é fácil convencer um partido como o PT com 10 mil filiados só no Acre a abrir mão de uma candidatura majoritária a governador. Não pensem os senhores, e as senhoras de que não há outros pretendentes do PT para ser candidato ao governo. Não pensem os senhores de que quando ou se, na hipótese de Jorge Viana declinar em definitivo da sua pré-candidatura ao governo e confirmar em definitivo sua pré-candidatura ao Senado, não pensem os senhores de que não haverá pretendentes, pois haverá! Só que nós entendemos que a melhor saída é uma frente ampla de esquerda. A melhor saída para todos nós é que a gente consiga congregar não só partido mas outras forças políticas que nos ajude a combater o fascismos no plano nacional e que nos ajude a combater a paralisia do Governo”, discursou.

Antes dessa fala, Zen usou boa parte da sessão ordinária para falar sobre a nota divulgada pelo Partido dos Trabalhadores sobre as composições de alianças, ou federações, visando as Eleições de 2022. Para ele, a nota foi correta e bastante clara sobre as intenções de aliança com partidos de esquerda, principalmente com o PSB.

“Nós do PT estamos dando um passo importante para essa aliança e esperamos que o PSB também possa fazer o mesmo. Que o PSB também faça a sua parte dizendo quais as suas intenções com o PT. Que o PSB possa dizer do compromisso do Jorge e do Lula e possa namorar e conquistar o nosso partido. Tenho certeza que dependendo da conversa vai dar namoro, pode virar um noivado e ter um casamento. Vai ser um casamento bonito! E que em outubro façamos uma festa”, concluiu.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

ELEIÇÕES

Márcia Bittar participa da Caminhada da Esperança no bairro Calafate

Publicado

em

Por

Na manhã desta quinta-feira, 18, Márcia Bittar (PL), pré-candidata ao Senado Federal, acompanhada da militância dos partidos que formam a coligação “A Esperança de um Acre Melhor Começa Agora”, participou da Caminhada da Esperança que ocorreu desta vez no bairro Calafate.

“Me sinto muito feliz em andar pelas ruas da nossa capital, estou sendo muito bem recebida onde vou, aqui no Calafate não foi diferente, eu vejo no olhar de cada pessoa que converso a necessidade de uma verdadeira mudança na nossa política”, disse Márcia.

A candidata fez questão de visitar todos os comércios e conversou com os comerciantes sobre as suas principais queixas e problemas enfrentados.

“Criminalidade, roubos e furtos nos comércios são as maiores queixas não só dos empresários do Calafate mas de toda a nossa cidade, todos querem uma maior segurança para poder trabalhar em paz, gerando emprego e renda. Me coloquei à disposição para lá em Brasília, ao lado do nosso presidente Jair Bolsonaro, investir na segurança pública acreana”, argumentou Márcia Bittar.

[Assessoria de Imprensa]

Continue lendo

ELEIÇÕES

No Acre, nenhum candidato solicitou nome social para aparecer na urna eletrônica

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

Dados do Sistema de Candidatura do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), consultado pelo AcreNews, revelam que nenhum dos 529 candidatos ou candidatas do Acre solicitou o pedido de inclusão do nome social.

Em todo o país, 34 concorrentes (sete homens e 27 mulheres) ao pleito de outubro solicitaram a inclusão do nome social nas urnas. Em porcentagem, representa 0,12% do número total de candidaturas homologadas junto ao TSE.

Nome social é aquele pelo qual as pessoas transgênero, travestis e transexuais preferem ser identificadas na sociedade. O uso do nome social em candidaturas bem como no título de eleitor foi possível a partir de 2018.

Continue lendo

ELEIÇÕES

Homem de 87 anos é candidato mais velho e mulher de 19 a mais nova das Eleições no Acre

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Fotos: Reprodução

Um indígena de 87 anos e uma jovem de 20 anos, respectivamente, contemplam os extremos das idades dos candidatos das “Eleições 2022” no Acre. Em consulta ao registro do Sistema de Candidatura do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o AcreNews verificou que ambos concorrem a uma das 24 cadeiras na Assembleia Legislativa do Acre (ALEAC).

Gleyciane Holanda do Nascimento, de 19 anos, é a candidata mais jovem. Em seu registro no TSE, consta que ela nasceu em Rio Branco, possui ensino superior, parda, solteira e não declarou bens em seu nome. Holanda é do partido Cidadania federalizou com o PSDB. Ela fará 20 anos no próximo dia 21 de agosto.

João Francisco Ferreira, que atende pela alcunha política de João de Deus, de 87 anos, é o candidato mais idoso. Ele nasceu em Mâncio Lima, no dia 12 de julho de 1935. Possui ensino médio completo. Ferreira é viúvo e aposentado. João declarou à Justiça Eleitoral que é indígena. Seu partido é o União Brasil. Nenhum bem foi cadastrado no sistema.

Apesar de constarem candidaturas junto ao Sistema do TSE, ambos aguardam julgamento dos respectivos pedidos.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Soluções Tecnológicas