Connect with us

POLÍCIA

Família é presa na operação “Fake Bois”, deflagrada no Acre e em outros Estados

Cinco foram presos por peculato, corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa no Acre, Rondônia, Amazonas e Goiás

Publicado

em

Ascom/PCAC / Foto: Reprodução

Nas primeiras horas desta terça-feira, 18, a Policia Civil do Acre por meio do Grupo de Enfrentamento aos Crimes Contra a Ordem Tributária (Gecot) em ação conjunta com o Instituto de Defesa Animal e Florestal do Acre (IDAF), Secretaria Estadual de Fazenda (SEFAZ/AC), Policia Civil de Rondônia (PC/RO), Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (IDARON/RO), Policia Civil de Goiás (PC/GO), Secretaria de Economia/GO, Agrodefesa/GO e Agência de Defesa Animal e Florestal do Amazonas (IDAF/AM) deflagrou a quarta fase da Operação Fake Bois, denominada “Na Mexida do Boi”.

Nesta fase da operação, em ação conjunta dos órgãos supracitados, foi possível aprofundar o viés financeiro das investigações e identificar inclusive o crime de lavagem de dinheiro protagonizado pela organização criminosa que atuava nos estados do Acre, Rondônia, Amazonas e Goiás, inclusive contando com auxílio de servidores públicos que contribuíam para cometimento dos delitos investigados.

A operação policial que contou com mais de cinquenta policiais e sete delegados do Acre, Amazonas, Rondônia e Goiás deu cumprimento a sete mandados de busca e apreensão, cinco mandados de prisão, sequestro de três veículos, apreensão de 950 bovinos e ainda bloqueio em cinco contas bancárias no valor total de R$ 2.966.526,20 (Dois milhões novecentos e sessenta e seis mil quinhentos e vinte e seis reais e vinte centavos).

Das 950 cabeças de gado apreendidas, 175 delas foram sequestradas no Amazonas, 657 no Acre e 118 em Goiás. De acordo com o Diretor Administrativo Tributário da Secretaria da Fazenda Estadual (SEFAZ/AC), Clovis Monteiro Gomes, a sonegação fiscal gira em torno de 6.000.000,00 (seis milhões de reais), além do sequestro de três veículos que eram usados pelo grupo criminoso.

A operação exitosa teve seis meses de investigação o que possibilitou desmantelar um grupo criminoso que retirava rebanho bovino do estado sem o devido recolhimento de tributário que, por sua vez, seria reinvestido nas áreas de educação, saúde e na própria segurança pública.

Para o Delegado-Geral de Policia Civil Josemar Moreira Portes, a operação foi exitosa sobretudo na proteção do erário público.

“O Gecot foi criado ao final do ano passado pela Policia Civil para o enfrentamento e responsabilização daqueles que atentam contra o erário público no tocante aos tributos e a legislação tributária. Estamos em franca atuação, encerramos mais uma ação exitosa e nesse contexto a Policia Civil tende a ganhar maior envergadura no enfrentamento a esse tipo de criminalidade para assim proteger o erário público e a tributação estadual e municipal”, destacou o Delegado-Geral Josemar Portes.

Para o delegado Pedro Resende, coordenador do GECOT, a ação terá desdobramentos. “Nós encerramos mais uma fase da operação “Fake Bois” e dentro dessa investigação teremos mais ações da Policia Civil do Acre em parceria com os órgãos de controle sanitário e fiscal dos demais estados”, finalizou Pedro Resende.

Durante o cumprimento dos mandados foi possível capturar três servidores públicos envolvidos em crimes de corrução no Acre, uma pessoa presa em Jataí/GO e um em Nova Mamoré/RO.

O nome da operação, que é um desdobramento da primeira fase da operação “Fake Bois” faz referência ao costume dos integrantes da organização se comunicar sempre com os aludidos dizeres “na mexida do boi” em referência à modalidade de atuação dos criminosos.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

POLÍCIA

Advogado preso com droga no parlatório do presidio tem habeas corpus negado

Publicado

em

Por

Em sessão realizada na manhã de quinta-feira, 20, por meio de vídeo conferencia, os desembargadores que compõem a Câmara Criminal do TJ negaram o mérito de um habeas corpus em favor do advogado João Figueiredo Guimarães.

No recurso a defesa alega que a abordagem ao advogado foi ilegítima, já que não restou esclarecido de onde veio a informação que João Figueiredo estaria portando entorpecentes.

Foi pedido a revogação da prisão preventiva ou a aplicação de medidas cautelares, mas o habeas corpus foi negado por unanimidade pelos três magistrados.

Alvo de uma investigação da Polícia Federal o advogado João Figueiredo Guimarães de 74 anos, foi preso no dia 1ª de outubro do ano passado. O idoso foi flagrado no parlatório do presidio com quase meio quilo de substância entorpecente.

A droga estava nos bolsos do blazer e da calça.  De acordo com a investigação da Polícia Federal o entorpecente seria destinado a membros de uma facção no interior do presidio.

No dia 10 de dezembro passado, a desembargadora Denise Castelo Bonfim, tinha negado a liminar do HC.

Continue lendo

POLÍCIA

Polícia Civil deflagra operação “Status Debitum” no Acre e no Mato Grosso do Sul

Publicado

em

Por

O ex-Procurador Geral do Estado João Paulo Setti e o ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Acre, Erick Venâncio foram alvos de uma ação policial nesta sexta-feira, 21.

A 1ª fase da Operação “Status Debitum” foi deflagrada em Rio Branco e no estado do Mato Grosso do Sul. Durante a ação foram cumpridos 13 mandados de busca e apreensão, sendo oito em Rio Branco e cinco no estado do Mato Grosso do Sul.

A Polícia Civil cumpriu ainda mandado de busca e apreensão na casa de outro advogado. A operação tem por objetivo colher elementos probatórios de crimes contra a administração pública praticados por organização criminosa que atua no pagamento ilegal de precatórios, dívidas do poder público reconhecidas judicialmente.

Continue lendo

POLÍCIA

Em Xapuri, homem é detido pela PRF com mais de 31 kg de cocaína

Publicado

em

Por

Nesta tarde, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) do Acre fez uma apreensão de mais de 31 kg de cloridrato de cocaína durante abordagens em nossa Unidade Operacional (UOp) em Xapuri, durante operação São Sebastião que ocorre no município.

Equipe de policiais destacada para o município de Xapuri para a Operação São Sebastião, com o objetivo de reforçar o policiamento no local em função das comemorações do dia do Santo padroeiro da cidade, fazia abordagens em frente à Unidade Operacional quando deu ordem de parada a uma Van, de cor branca, que se dirigia em sentido de Rio Branco. Imediatamente após a parada, os policiais já notaram um comportamento muito nervoso do motorista, com gestos e respostas fora dos padrões, motivando uma busca dentro do veículo à procura de ilícitos.

A droga estava escondida no forro do compartimento de carga do veículo e foi preciso uso de ferramentas para desmontagem de parte da estrutura para ter acesso ao local em que o ilícito estava escondido. Após a minuciosa busca, os policiais encontraram um total de 31,5 kg de cocaína.

Aos policiais o motorista informou que pegou a droga no país vizinho.

Diante destes fatos, os policiais detiveram o motorista e o encaminharam para a Delegacia da Polícia Federal de Epitaciolândia, juntamente com o veículo e a droga, para os procedimentos legais para o crime de tráfico internacional de drogas.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia