Connect with us

ACRE

Programa Auxílio do Bem vai atender 1,1 mil famílias em Brasiléia e Epitaciolândia

Publicado

em

Para Laura Braga e os três filhos, o auxílio do estado chegou no melhor momento possível – Foto: Odair Leal

Assessoria – Foi marcada pela entrega dos primeiros cartões do programa de transferência de renda do Estado do Acre, o Auxílio do Bem, para famílias de Brasileia e Epitaciolândia, como um gesto de preocupação com o bem-estar social das pessoas de baixa renda afetadas pela crise econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus.

A cerimônia simbólica realizada pela Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e Políticas para Mulheres (SEASDHM), no Centro Cultural de Brasileia, foi o início da entrega do benefício nos dois municípios. Cerca de 700 famílias serão beneficiadas em Brasileia, enquanto em Epitaciolândia, esse número deve chegar a 400.

No geral, a iniciativa contemplará 18.880 famílias, nos 22 municípios acreanos, em vulnerabilidade socioeconômica, que ainda não foram beneficiadas com nenhum programa de transferência de renda ou assistências previdenciárias, como o Bolsa Família, Auxílio Emergencial e seguro desemprego.

Cada beneficiário do Auxílio do Bem receberá R$ 450 divididos em três parcelas fixas mensais de R$ 150. Além de colaborar com a proteção social e segurança alimentar de milhares de famílias, o governo do Estado contribui com o fortalecimento da economia local ao injetar R$ 9,5 milhões nos próximos meses.

Segundo a titular da SEASDHM, Ana Paula Lima, 15 municípios acreanos já estão com famílias sendo contempladas e o trabalho de cadastro ainda está sendo realizado em todo o Acre.

“Esse é um programa do Estado feito em concordância com os municípios, o cadastro é feito nos centros de referência de assistência social [Cras] e as famílias que se enquadram nos critérios podem ser beneficiadas. Procurem os centros que eles já estão orientados para receber essas pessoas”, destaca a secretária.

Beneficiada e carregando a filha mais nova de apenas dez meses no colo, Laura Braga foi uma das primeiras a receber o Auxílio do Bem na região. Com a vida bastante impactada no último ano pela pandemia de Covid-19 e tendo mais dois filhos para cuidar, ela lamenta as dificuldades burocráticas que não a permitiram nem mesmo receber outros benefícios federais, transformando o Auxílio do Bem num verdadeiro alívio para os próximos dias.

“Não foi fácil pra ninguém esse período todo da pandemia. E eu agradeço demais por ter recebido esse cartão, porque eu não consegui o Auxílio, perdi o Bolsa Família e quando fui lá no Centro tentar de novo, me ofereceram o Auxílio do Bem e eu não tenho como agradecer neste momento que tudo está mais difícil”, conta Laura.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ACRE

Deracre intensifica trabalho em ponte sobre o Rio Andirá em Porto Acre

Cerca de 4.000 pessoas das comunidades Boa Fé, Capixaba e Tocantins serão beneficiadas diretamente com a obra

Publicado

em

Por

Ascom Deracre

O governo do Estado, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem do Acre (Deracre), em parceria com a Prefeitura de Porto Acre, tem intensificado os trabalhos na construção da ponte de madeira sobre o Rio Andirá, localizado naquele município. Cerca de quatro mil pessoas serão beneficiadas com a obra, que visa garantir a trafegabilidade na comunidade de produtores rurais na região do Ramal dos Paulistas.

Uma equipe técnica do Deracre realizou, ao longo da semana, uma visita técnica ao local para saber do avanço das ações. Com a presença do diretor de Desenvolvimento Regional do Deracre, Tony Roque, a construção da ponte de madeira tem por objetivo garantir o acesso provisório da comunidade, “para evitar o isolamento total daquela região”.

O governo do Estado, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem do Acre (Deracre), em parceria com a Prefeitura de Porto Acre, tem intensificado os trabalhos na construção da ponte de madeira sobre o Rio Andirá Fotos: Eudes Góes/Deracre

De acordo com Roque, a construção da ponte de concreto se dará por meio de emenda parlamentar destinada pelo senador Márcio Bittar no valor da emenda para ponte de concreto de R$ 8 milhões. O governo entrou com investimento para a ponte de madeira no valor de 1,2 milhão.

A ponte tem 90 metros de extensão e permitirá o acesso aos ramais Boa Fé, Capixaba e Tocantins, bem como facilitará o escoamento da produção agrícola.

Continue lendo

ACRE

Com expectativa de receber 12 mil declarações ITR até o dia 30, Acre enviou apenas 5 mil a RFB

Publicado

em

Por

Assessoria 

Faltando 15 dias para o fim do prazo de entrega da DITR-2021, 3.574.539 milhões de contribuintes já enviaram a declaração à Receita Federal em todo o País.

Pessoas e empresas que são proprietárias, titulares do domínio útil ou possuidoras a qualquer título do imóvel rural estão obrigadas a apresentar a DITR (Declaração do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural). O contribuinte deve elaborar a declaração por meio do Programa Gerador da Declaração do ITR, disponibilizado na página da Receita Federal http://www.gov.br/receitafederal e transmiti-la pela Internet.

Quem não apresentar a declaração no prazo está sujeito à multa de 1% (um por cento) ao mês ou fração de atraso, lançada de ofício e calculada sobre o total do imposto devido.

O valor do imposto pode ser pago em até 4 (quatro) quotas iguais, mensais e sucessivas, sendo que nenhuma quota pode ter valor inferior a R$ 50,00 (cinquenta reais). O imposto de valor inferior a R$ 100,00 (cem reais) deve ser pago em quota única e a quota única ou a 1ª (primeira) quota deve ser paga até o último dia do prazo para a apresentação da DITR. 

Diversas instituições de Ensino Superior possuem o Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal (NAF) em parceria com a Receita Federal e estão prestando orientações para o preenchimento e entrega da DITR, de forma virtual e gratuita para a sociedade.

Continue lendo

ACRE

Preço da botija de gás no Acre é o mesmo no Pará, Minas Gerais, São Paulo e Santa Catarina: R$ 120

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) publicou nesta semana os preços médios da botija de gás [GLP] de cozinha vendidas nos estados brasileiros. Segundo a autarquia, o preço continua apresentando alta, com destaque para a região centro-oeste que vem negociando a R$ 135,00 uma botija, alta de 3,8%.

Mato Grosso (MT) é o Estado que tem o maior preço, enquanto Sergipe (SE) tem o mais baixo, R$ 95,00 reais. O Acre (AC) está empatado com Pará (PA), Minas Gerais (MG), São Paulo (SP) e Santa Catarina (SC), com o valor de R$ 120,00 reais.

Para a disparada no valor do gás, a ANP acredita que seja o “reajustes promovidos pela Petrobras em suas refinarias, onde o gás é produzido, empurraram os preços para cima em todo o Brasil”. Vale lembrar que a Petrobras elevou o preço do GLP em 6% em meados de junho e depois mais 6% em julho.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia