Connect with us

ACRE

Projeto Caravana da produção visita, ouve e propõe melhorias aos produtores rurais em todo o Acre

Publicado

em

Agência AC

A Caravana da Produção é um projeto idealizado pelo governo do Acre, atendendo a uma determinação do governador Gladson Cameli, sob a supervisão do secretário de Estado de Produção e Agronegócio (Sepa), Nenê Junqueira. O projeto tem como propósito conhecer a realidade da cadeia produtiva no interior, fomentar ações que auxiliem o setor, além de ouvir os produtores da agricultura familiar e as autoridades municipais.

Até o momento, a caravana já atendeu os produtores rurais e profissionais do agronegócio dos municípios de Senador Guiomard, Bujari, Acrelândia, Sena Madureira, Xapuri, Capixaba, Plácido de Castro, Porto Acre, Vila Caquetá, Mâncio Lima, Rodrigues Alves, Manoel Urbano, Feijó, Tarauacá, Cruzeiro do Sul e Santa Rosa do Purus. Na próxima semana, o projeto atenderá os produtores rurais do Alto Acre, nos municípios de Brasileia, Epitaciolândia e Assis Brasil.

Até mesmo os municípios mais isolados são atendidos pelo projeto, como é o caso de Santa Rosa do Purus, em que só é possível chegar de avião ou barco, para ouvir a comunidade rural e levar políticas públicas que atendam e beneficiem os produtores da região. O projeto atenderá os 22 municípios do Acre, incluindo Porto Walter, Marechal Taumaturgo e Jordão.

Para o governador do Estado, Gladson Cameli, essa parceria do governo com os produtores é fundamental para o desenvolvimento do Acre. “Ninguém faz nada sozinho. Assim como o governo precisa de apoio para executar suas ações, os produtores rurais precisam de incentivo para que suas principais necessidades sejam atendidas e eles tenham êxito em sua produção”, destaca o governador.

Unidos pelo setor produtivo

Durante as caravanas são realizadas visitas às propriedades dos produtores rurais, às agroindústrias dos municípios, às prefeituras e câmaras, com o objetivo de aproximar cada vez mais o governo dos municípios, e juntos traçarem melhores estratégias em favor do setor produtivo local. Os prefeitos apoiam a iniciativa e acolhem a caravana com muita satisfação.

Durante as caravanas são realizadas visitas às propriedades dos produtores rurais, às agroindústrias dos municípios, às prefeituras e câmaras Foto: Eyner Júnior.

“A caravana chega em um bom momento, eu fico muito feliz com a visita do secretário. Na verdade, o Estado é um grande parceiro nosso, e o governador Gladson Cameli tem nos ajudado bastante nesse início de gestão. Eu acredito que com a caravana aqui, conhecendo de perto nossos indicadores e nossos problemas,  vamos fortalecer ainda mais essa parceria e quem ganha com isso é o produtor rural que será melhor assistido”, disse o prefeito de Plácido de Castro, Camilo da Silva.

“Com certeza essa é uma visita muito importante para nós, eu fiquei muito feliz de ver essa iniciativa que é de suma importância para o nosso município. A gente ver um secretário de estado sair do seu gabinete e vir num lugar tão distante como esse para trazer propostas e oferecer assistência ao produtor significa muito para nós”, relatou o prefeito de Capixaba, Manoel Maia, um dos municípios visitados pela caravana.

Em Mâncio Lima, o prefeito Isaac Lima disse que está satisfeito com a nova dinâmica da Sepa. “Quando solicitamos alguma coisa, prontamente somos atendidos pelo Estado. A Sepa nos ouve, nos responde, abriu-se uma oportunidade para o diálogo e para a boa relação com a agricultura familiar”, disse.

Plano de ação para atender comunidades

Durante as caravanas, a equipe da Sepa visita às associações e cooperativas nos municípios, e visa fortalecer essa união. Um exemplo, foi a visita à Associação Jóia Rara, localizada no ramal da Jarina, em Capixaba, e à Associação Bom Jesus, em Senador Guiomard. Na ocasião o presidente da cooperativa, Ediraldo de Freitas, falou sobre a expectativa que teve após da visita.

Equipe da Sepa também visita associações e cooperativas nos municípios para fortalecer união Foto: Eyner Júnior.

“Sempre queremos acreditar em dias melhores e acreditar que as pessoas que estão na frente da gestão pública vão fazer diferente, como o secretário Junqueira está buscando fazer. O que mais a gente anseia é pelo nosso ramal, que está uma calamidade. Acredito que se aqui tiver uma melhoria, teremos mais incentivo”, disse.

O secretário Junqueira explica a importância de conhecer os desafios que os produtores rurais enfrentam. “Esse nosso projeto é muito importante, a gente vai até os municípios com o intuito de primeiro ouvir os produtores, e depois, com base nas principais necessidades que a gente percebe, criamos um plano de ações para atender da melhor forma possível. Porque temos que conhecer quais as aptidões desses produtores, não adianta a gente chegar nas suas propriedades e querer que eles plantem algo que eles não querem, a gente precisa ouvir, esse diálogo é fundamental”, disse o titular da Sepa.

Nesta primeira etapa do projeto, a caravana da produção está conhecendo a realidade enfrentada nos municípios, e conforme as demandas observadas, estão sendo tomadas providências para melhorar a vida dos produtores, é o que explica o secretário Junqueira.

“Estamos indo ao  encontro dos produtores, ouvindo suas necessidades, conhecendo de perto seus desafios, tendo conhecimento do que eles precisam em relação à assistência técnica e a melhoramento de ramais. Já fizemos sessões de máquinas e caminhões para associações de vários produtores, mas o momento agora é de conhecer e ouvir. Depois que percorrermos o estado todo, vamos sentar e elaborar um projeto que venha a atender com assertividade às necessidades dos produtores”, disse.

Continuar lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ACRE

Antes da nova friagem, final de semana pode registrar recorde de calor no Acre

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Wanglézio Braga

O pesquisador Davi Friale manifestou ontem (22) e hoje (23) cumpriu com a promessa de que atualizaria os dados do tempo para os próximos dias, no Acre, onde mais uma vez confirma previsão de friagem que deve estacionar no estado na semana que vem. No entanto, o “Mago do Tempo” alerta para um final de semana bastante quente, com noites frias, possibilidade de temporal a partir da quarta-feira (28) em diversas regiões.

“Os dias serão quentes, com muito sol, no Acre, até a próxima terça-feira (27), porém, as noites ficarão amenas. Não chove, pelo menos até segunda-feira, mas, poderão ocorrer chuvas entre terça-feira e quinta-feira, com alta probabilidade de temporais, com ventanias e raios, principalmente, na quarta-feira”, informou.

O pesquisador manifestou ainda sobre os cuidados com as altas temperaturas dos próximos dias que devem colaborar para novos recordes. “As maiores temperaturas poderão estabelecer novos recordes de calor de 2021, com máximas entre 33 e 36ºC, em Rio Branco, e, principalmente, em Cruzeiro do Sul, Tarauacá e municípios próximos. Ao amanhecer, as mínimas vão oscilar entre 17 e 20ºC, no leste e no sul acreano, e, entre 20 e 23ºC, no centro do estado e no vale do Juruá”, manifestou.

FRIAGEM E CAMPANHA

Conforme o prognóstico de Friale, a nova onda de frio deve estacionar no Acre e região já na quarta-feira (28). “Uma poderosa onda de frio polar chegará ao Acre, com ventos intensos, provocando mais uma friagem típica da Amazônia Ocidental, deixando as noites “geladas” até o fim da semana. Esta onda polar será tão intensa que poderá estabelecer recordes de frio dos últimos anos em boa parte do Brasil”, comentou.

Friale enfatizou a necessidade de realizar mais uma campanha de agasalho tendo em vista que as temperaturas devem despencar, chegando a alguns pontos a 10°C. “No Acre, em Rondônia e no sul e sudoeste do Amazonas, as temperaturas vão despencar a partir da noite de quarta-feira, podendo chegar, em alguns pontos, a menos de 10ºC. Portanto, se faz necessário que a Campanha do Agasalho 2021 seja concretizada com urgência, a fim de amenizar aqueles menos favorecidos”, concluiu.

Continuar lendo

ACRE

Acre e mais 10 estados serão foco de Plano Operacional de Combate a Incêndios lançado hoje

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

Foi lançado hoje (22) pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, o Plano Estratégico Operacional de Atuação Integrada no Combate a Incêndios Florestais que prevê ações coordenadas em 11 estados brasileiros com ajuda de pelo menos 6 mil homens atuando de forma conjunta na Amazônia, Cerrado e Pantanal. O Acre é um dos estados que vão receber reforço.

Além do Ministério da Justiça e Segurança, o plano conta ainda com a participação dos Ministérios do Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional. Serão beneficiados com as ações o Acre, Amazonas, Amapá, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins e Goiás.

O plano prevê o monitoramento e diagnóstico de riscos, reuniões com os estados, elaboração, revisão e validação de planos, matrizes e protocolos integrados, além da avaliação de resultados para propor medidas corretivas e preventivas.

O ministério assegura que todas as unidades da federação colocaram profissionais especializados para participar da operação, o que compreende quase seis mil homens envolvidos, 200 são bombeiros e policiais militares da Força Nacional de Segurança Pública, 1.642 do PrevFogo do Ibama, 1.427 brigadistas do ICMBio e mais 1.570 bombeiros e policiais militares ambientais dos estados.

No lançamento do plano, o ministério informou que em “caso de necessidade, mais 900 bombeiros de unidades da federação fora do foco de atuação poderão ser enviados para dar reforço. As polícias civis, militares e a Defesa Civil também farão parte da Operação dentro de suas respectivas áreas de atuação. A Polícia Federal vai desenvolver ações de inteligência e haverá atuação da Polícia Rodoviária Federal nas rodovias”.

Continuar lendo

ACRE

AC e AM na lista das preocupações da Fiocruz pelo aumento dos casos de Síndrome Respiratória Aguda

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

Acre e o Amazonas apresentaram tendências de aumento de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). É o que aponta o estudo InfoGripe apresentado ontem (21) pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), correspondente ao acumulado dos dias 11 a 17 de julho.

“Embora os sinais de tendência de queda e estabilidade sejam positivos, indicando poucos estados atualmente com sinal de crescimento nas tendências de longo ou curto prazo, os valores semanais continuam elevados, como apresentado pelo indicador de transmissão comunitária”, afirma o coordenador do InfoGripe, Marcelo Gomes.

O Boletim destaca ainda que este cenário sugere possível manutenção do número de hospitalizações e óbitos em alto patamar, caso medidas preventivas não sejam adotadas.

“Todos os estados apresentam macrorregiões em nível alto ou superior, sendo que 12 deles e o Distrito Federal têm macrorregiões em nível extremamente elevado. Isso evidencia a necessidade de manutenção de medidas de mitigação da transmissão”, destaca.

A capital acreana foi incluída na lista das cidades que apresentam sinal de crescimento das tendências de longo e curto prazo. Além de Rio Branco, a lista segue com Macapá, Porto Alegre, Rio de Janeiro e Vitória.

“Em outras 15 capitais observa-se sinal de queda na tendência de longo prazo. Assim como é o caso de alguns estados, 5 capitais registraram sinal de estabilização nas tendências de longo e curto prazo, indicando interrupção da tendência de queda ou manutenção de platô: Plano Piloto de Brasília e arredores, Campo Grande, Florianópolis, Goiânia e Manaus”, acrescentou o estudo.

Segundo o estudo, “das 27 capitais, 6 integram macrorregiões de saúde em nível alto (Belém, Boa Vista, Cuiabá, Palmas, São Luís e Vitória). Outras 12 estão em macrorregiões em nível muito alto (Aracaju, Florianópolis, Fortaleza, João Pessoa, Maceió, Manaus, Natal, Porto Velho, Recife, Rio Branco, Rio de Janeiro e Salvador) e 9 em nível extremamente alto (Belo Horizonte, Brasília, Campo Grande, Curitiba, Goiânia, Macapá, Porto Alegre, São Paulo e Teresina)’.

Continuar lendo

Trending

www.acrenews.com.br é uma publicação da Acrenews Comunicação

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Endereço: Área rural, 204, Setor Barro Vermelho - CEP 69.923-899

Os artigos assinados não expressam a opinião deste site.

contato@acrenews.com.br

Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia