Connect with us

ACRE

Prefeitura de Porto Acre abre 176 vagas em processo seletivo para Educação, Saúde e Assistência Social

Publicado

em

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

Foram publicados no Diário Oficial do Estado (DOE) por meio da Prefeitura de Porto Acre, três Processos Seletivos que pretendem, juntos, contratar 176 profissionais para cargos na saúde, educação, assistência social e infraestrutura. As vagas são para pessoas que possuem o ensino fundamental, médio, técnico e superior. Os editais preveem cadastro de reserva. 

Os Processos Seletivos terão prazo de validade de 12 meses, a contar da homologação do resultado final, havendo a possibilidade de prorrogação uma única vez, por até igual período, a critério da administração.

Os interessados poderão realizar as inscrições nos dias 28 e 29 de setembro de 2021, das 8h às 12h e das 13h às 17h, por meio do preenchimento da ficha de inscrição, de forma presencial, nas seguintes localidades: Edital (1) e (2): na Escola Major Wenceslau Salinas, localizada na rua do estádio, nº 180. Edital (3) junto a Escola Municipal Nilce Machado da Rocha, situada na rua Luiz Galvez, s/n, bairro José Galdino.

O primeiro edital (001/2021) publicado no doe visa contratar profissionais para a Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC). Neste, a Prefeitura abre 14 vagas para Professor de Ensino Fundamental (1º ao 5º ano), 6 vagas para Professor de Creche Parcial, 6 vagas para Professor de Pré-Escola; Professor de EJA-I; Professor de Atendimento Educacional Especializado (AEE); sete Mediador, 3 Auxiliar de Desenvolvimento Infantil, 13 Assistentes Educacionais, 1 Nutricionista, 1 Psicólogo Educacional, 1 Assistente Social Educacional, 6 Auxiliar de Serviços Gerais, 1 Motorista de Transporte Escolar, 1 Zelador e 1 Vigia.

O segundo edital (002/2021) visa contratar servidores para a Secretaria Municipal de Assistência Social. São 2 vagas de Assistente Social, 2 vagas de Psicólogo; 2 vagas para Motorista, 1 vaga para Coordenador de Equipamento, 1 vaga de Auxiliar de Limpeza, 4 Orientador Social, 1 vaga de Facilitador Social, 3 vagas de Cadastrador e Operador, 3 visitadores e 1 supervisor.

Por último, o terceiro edital (003/2021) é destinado à Secretaria Municipal de Saúde e Saneamento (SEMSA). São 3 vagas para Médico Clínico Geral, 3 vagas de Cirurgião Dentista, 1 vaga para Enfermeiro, 1 vaga para Farmacêutico, 1 vaga para Fisioterapeuta, 1 vaga de Psicólogo, 1 vaga de Educador Físico; 1 Nutricionista, 1 Assistente Social, 1 Biomédico, 15 vagas para Técnico de Enfermagem, 2 vagas para Técnico em Laboratório, 2 vagas para Auxiliar de Saúde Bucal, 3 vagas de Auxiliar Administrativo, 4 vagas para Recepcionista, Atendente de Farmácia, 5 vagas para Microscopista, 4 vagas de Motorista de Ambulância, 14 vagas de Auxiliar de Serviços Gerais, 9 vagas de Agente Comunitário de Saúde, 10 vagas de Agente de Combate a Endemias, 18 vagas de Vigia  e 1 vaga de Zelador.

A seleção dos candidatos ocorrerá via análise curricular e dos documentos comprobatórios, de caráter classificatório e eliminatório, e em seguida por entrevista, de caráter classificatório.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ACRE

Unicef alerta: 69 crianças e adolescentes foram mortas de forma violenta no Acre

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Agência Brasil

O ano de 2020 foi um dos mais violentos para crianças e adolescentes no Acre. É o que aponta um levantamento inédito da Unicef e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). Juntas, as instituições analisaram as ocorrências de boletins em 27 estados e traçaram um panorama da violência letal e sexual contra menores. O estudo foi divulgado hoje (22).

De acordo com o documento, entre 2016 e 2020, 35 mil crianças e adolescentes foram mortos de forma violenta no Brasil – uma média de 7 mil por ano. Além disso, de 2017 a 2020, 180 mil sofreram violência sexual – uma média de 45 mil por ano. Em 2020, 69 crianças e adolescentes de 0 a 19 anos foram mortos de forma violenta no Acre.

“A violência se dá de forma diferente de acordo com a idade da vítima. Crianças morrem, com frequência, em decorrência da violência doméstica, perpetrada por um agressor conhecido. O mesmo vale para a violência sexual contra elas, cometida dentro de casa, por pessoas próximas. Já os adolescentes morrem, majoritariamente, fora de casa, vítimas da violência armada urbana e do racismo”, diz o documento.

A maioria das vítimas de mortes violentas é adolescente. “Das 35 mil mortes violentas de pessoas até 19 anos identificadas entre 2016 e 2020, mais de 31 mil tinham entre 15 e 19 anos. A violência letal, nos estados com dados disponíveis para a série histórica, teve um pico entre 2016 e 2017, e vem caindo, voltando aos patamares dos anos anteriores. Ao mesmo tempo, o número de crianças de até 4 anos vítimas de violência letal aumenta, o que traz um sinal de alerta”, acrescentou.

Para os meninos, a faixa etária dos 10 aos 14 anos marca a transição da violência doméstica para a prevalência da violência urbana. Quando os adolescentes chegam à faixa etária de 15 a 19 anos, essa transição no perfil da violência letal está consolidada. As mortes violentas têm alvo específico: mais de 90% das vítimas são meninos, e 80% são negros. Em 2020, no total dos 27 Estados, 5.282 crianças e adolescentes de 15 a 19 anos foram mortos de forma violenta no Brasil. No Acre, em 2020, foram 60.

Para o representante da UNICEF no Brasil, Florecen Bauer, “a violência contra a criança acontece, principalmente, em casa. A violência contra adolescentes acontece na rua, com foco em meninos negros. Embora sejam fenômenos complementares e simultâneos, é crucial entendê-los também em suas diferenças, para desenhar políticas públicas efetivas de prevenção e resposta às violências”.

Continue lendo

ACRE

Florestas do Acre vão ser monitoradas por drones: projeto oferta treinamento em Xapuri

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

Uma capacitação promovida pela WWF-Brasil vai possibilitar o manuseio de drones para monitorar queimadas e desmatamento no Acre. A ação acontece entre os dias 25 e 28 de outubro. No último dia, as atividades vão ocorrer na Resex Chico Mendes, na região do Seringal Floresta.

Segundo a WWF-Brasil, o curso terá 20 participantes das associações AMOPREX, AMOPREAB, CPI, BPA-AC, MPAC, SEMA e SOS Amazônia. “As atividades são teóricas no sindicato dos trabalhadores e trabalhadoras rurais de Xapuri e práticas na área do aeródromo dentro da cidade de Xapuri”, informou em comunicado a instituição.

A ação de doação de drones bem como a capacitação para uso desses equipamentos ocorre em pelo menos seis estados. Por meio de uma articulação, as atividades se concentram no Acre, Amazonas, Rondônia, Pará, Maranhão e Mato Grosso. Ao todo nove órgãos de governos estaduais e municipais participam das atividades juntamente com 24 organizações da sociedade civil, dentre elas ONGs, associações extrativistas e indígenas.

“Desde agosto de 2019, cerca de 70 mil pessoas foram beneficiadas diretamente e 3,7 milhões foram beneficiadas indiretamente por nossos projetos na Amazônia”, completa a WWF-Brasil.

Continue lendo

ACRE

Rachadura em Avenida na parte alta de Rio Branco preocupa motoristas e pedestres

Publicado

em

Por

Uma rachadura que já atingiu a faixa para pedestres e ciclistas na Avenida Antônio da Rocha Viana, vem preocupando motoristas. A fenda, que antes aparecia somente na margem da avenida, avançou e desnivelou quase meia pista.

A rachadura apareceu, segundo moradores, já a cerca de três meses e vem avançando. O trecho em questão fica no bairro Vila Nova, na parte alta da cidade.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia