Connect with us

ACRE

Acre 59 anos: governador abre exposição sobre história da aviação no Acre

Publicado

em

Agência AC / Foto: Diego Gurgel/Secom

A segunda solenidade organizada para comemorar os 59 anos do Acre, a exposição que conta a história da aviação no Acre, foi aberta na tarde desta terça-feira,15, no Memorial dos Autonomistas, em Rio Branco. 1936: A trajetória – Um voo pela história da aviação no Acre foi o nome dado à exposição que ficará aberta ao público até o dia 27.

Abertura da exposição foi o segundo evento alusivo às comemorações do aniversário de 59 anos do Acre Foto: Diego Gurgel/Secom.

Como anfitrião do evento, o governador  Gladson Cameli recebeu ilustres convidados como o comandante do Comando Aéreo Amazônico (VII Comar), brigadeiro do ar Luiz Guilherme Magarão e o comandante do 9º Distrito Naval, Rauf Dias. Participaram também da solenidade os secretários Rutembergue Crispim (Secom), Rômulo Gandider (Sefaz), Flavio Silva, (Casa Civil), Alysson Bestene (Saúde), além do comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Batista.

A abertura da exposição foi o segundo evento alusivo às comemorações do aniversário de 59 anos do Acre. O primeiro foi a troca da bandeira, na Praça da Gameleira.

Governador fala observado pelo brigadeiro Magarão, durante abertura da exposição no Memorial dos Autonomistas
Foto: Diego Gurgel/Secom.

O Acre, lembrou o governador Gladson, foi um dos estados da Federação que por muito tempo dependeu dos voos da Força Aérea Brasileira para receber mantimentos e, principalmente, medicamentos. A proposta de homenagear os desbravadores dos céus do estado, segundo o governador, é uma forma de agradecer pelo muito que fizeram.

“Eu quero agradecer de coração a esses homens arrojados que superaram grandes dificuldades para trazer a aviação para nosso estado. Aproveito para estender minha gratidão aos tripulantes da FAB que voaram dezoito horas para trazer o primeiro lote de vacinas contra a Covid. Quero que esse essa gratidão se estenda também a todo o povo acreano”, disse Gladson.

Uma réplica da aeronave está exposta na praça do Memorial, e também compõe a exposição. Foto: Diego Gurgel/Secom.

O brigadeiro Magarão destacou a agilidade da equipe do governo em tornar possível a vinda da réplica do caça Gripen F39, o novo avião da Força Aérea Brasileira. Uma réplica da aeronave está exposta na praça do Memorial, e também compõe a exposição. “O Acre abraçou essa proposta e hoje estamos aqui apreciando uma réplica do que temos de melhor na aviação militar do Brasil. Parabéns ao governo, ao Acre pelo aniversário e espero que possamos firmar novas parcerias”, observou.

Réplica da mais nova aeronave da Força Aérea Brasileira, o Gripen F39, fica exposta até o próximo dia 27 Foto: Marcos Vicentti/Secom.

1936: A trajetória – Um voo pela história da aviação no Acre

Composta por 73 fotografias que retratam a história da aviação do Acre da década de 30 até os dias de hoje, a exposição será aberta ao público nesta quarta-feira, 16, e vai permanecer por doze dias disponível para visitação. A entrada é gratuita.

Ainda compõe o acervo, uma réplica do Douglas DC 3/47, uma das primeiras aeronaves de grande porte a aterrissar no Acre.

Dias e horários da exposição

De segunda a sexta, das 9h às 12 horas e das das 15h as 18 horas.

Sábados e domingos, das 15h às 20 horas, até o próximo dia 27.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ACRE

Para frear praga, Ministério coloca o Acre em quarentena e proíbe transporte de frutos e plantas

Publicado

em

Por

Por Wanglézio Braga / Foto: Reprodução

O território do Acre foi posto em quarentena pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para a praga Moniliophthora roreri (Monilíase do Cacaueiro), detectada pela primeira vez no Brasil em área urbana do município de Cruzeiro do Sul (AC). A medida foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) nesta quinta-feira (5), por meio da Portaria nº 372/2021 assinada pelo Secretário, José Leal.

Fica então proibido, com a medida, o trânsito de materiais vegetais (frutos, plantas) hospedeiros da praga (espécies do gênero Theobroma e Herrania) provenientes de todo o estado para as demais unidades da federação.  Apesar do alarde, não há riscos de danos à saúde humana.

A monilíase é uma doença devastadora que afeta, principalmente, plantas do gênero Theobroma, como o cacau (Theobroma cacao L.) e o cupuaçu (Theobroma grandiflorum), causando perdas na produção e uma elevação nos custos devido à necessidade de medidas adicionais de manejo e aplicação de fungicidas para o controle da praga. No caso em questão, a doença foi encontrada em uma plantação urbana em Cruzeiro do Sul.

O Mapa alerta que “devido ao seu potencial de danos às culturas que atinge é de fundamental importância a notificação imediata de quaisquer suspeitas de ocorrência da praga nas demais regiões do país às autoridades fitossanitárias locais”.

Continuar lendo

ACRE

Mais de mil empregos são gerados com a execução de obras patrocinadas pelo Governo do Acre

Publicado

em

Por

Agência AC

O governo do Acre tem investido em obras de infraestrutura em todo o estado e, em consequência, proporcionado o aumento de emprego e renda na área da construção civil. Somente pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Desenvolvimento (Seinfra), cerca de 1.050 empregos diretos e indiretos foram criados em todos os municípios.

De acordo com o gestor da Seinfra, Cirleudo Alencar, as oportunidades de emprego na área da construção continuarão aumentando, visto que o governo tem uma extensa programação para a execução de novas obras. “A previsão das construções em todo o Acre também é movida pelo Programa de Estímulo à Construção Civil para Geração de Emprego e Renda, que prevê a criação de mais três mil empregos diretos”, destaca.

Estão em andamento as obras do Instituto de Meio Ambiente (Imac), em Rio Branco; a construção de poços artesianos em Tarauacá; a reforma do Hospital Abel Pinheiro, em Mâncio Lima; e a construção e reforma dos hospitais de Brasileia e de Manoel Urbano, entre outras. E as obras previstas são de reforma no Polo Naval, Parque Industrial, Colônia de Pescadores e a Avenida Mâncio Lima, em Cruzeiro do Sul, entre outras que ainda entrarão em processo de licitação.

O Ministério do Trabalho divulgou dados referente ao mês de junho do Cadastro-Geral de Empregados e Desempregados (Caged), e, conforme a publicação, o emprego no Acre continua em crescimento, tendo ofertado 967 novas vagas com carteira assinada.

Continuar lendo

ACRE

Gladson decreta ponto facultativo nesta sexta-feira, 6 agosto, Dia da Revolução Acreana

Publicado

em

Por

Agência AC

Em comemoração aos 119 anos da Revolução Acreana, celebrado nesta sexta, 6, o governo do Estado do Acre decreta ponto facultativo, por meio do decreto nº 7.613, de 31 de dezembro de 2020, que dispõe sobre feriados e pontos facultativos no calendário anual de 2021.

Nas unidades de Saúde do Estado, incluindo os serviços de atendimento médico especializado, serviços de apoio diagnóstico, de internação, centros cirúrgicos, UTIs e central de agendamento de cirurgias, os atendimentos não sofrerão alteração. Ficam os secretários de Estado e as demais autoridades administrativas públicas autorizados a convocar seus servidores por necessidade do serviço, dispensando da respectiva compensação os servidores que cumprirem horário nesse período.

As agências bancárias irão funcionar normalmente nessa sexta-feira.

Acre festeja 119 anos do início da Revolução Acreana

Motivo de orgulho e festa para os acreanos, o dia 6 de agosto marca o início da Revolução Acreana. Foi nesse dia, no ano de 1902, que o gaúcho Plácido de Castro começou a terceira tentativa de tornar o Acre um território independente. Estrategicamente, a data foi escolhida por ele, pois foi o mesmo dia em que a Bolívia comemora sua libertação do domínio espanhol.

Em comemoração aos 119 anos da Revolução Acreana, celebrado nesse dia 6 de agosto, o governo do Estado do Acre decreta ponto facultativo (Foto de arquivo histórico)

Plácido de Castro já havia lutado na Revolução Federalista, no Rio Grande do Sul, e estava no Acre como agrimensor. Quando iniciou sua luta pelo estado acreano, o gaúcho de 26 anos fez história com a seguinte frase: “Não é festa, é revolução!”.

O palco do começo da revolução foi o bairro Seis de Agosto, em Rio Branco, que também comemora seus 117 anos.

Apesar de a Revolução Acreana ser comemorada no dia 6 de agosto, a luta pelo território acreano e para torná-lo independente da Bolívia começou muito antes. A ocupação por brasileiros em terras acreanas, antes pertencentes à Bolívia, iniciou-se em meados de 1880. Logo, a quantidade de pessoas vindas de vários lugares do país alertou o governo boliviano.

O palco do começo da revolução foi o bairro 6 de agosto que também comemora seus 117 anos de criação em Rio Branco (Foto de arquivo histórico)

A Revolução Acreana começou de fato quando a Bolívia, no ano de 1899, estabeleceu-se no Acre e passou a cobrar impostos da borracha. A partir daí, começou a revolta brasileira.

Os combates duraram seis meses e terminaram em janeiro de 1903, com a assinatura do Tratado de Petrópolis, por meio do qual o Acre passou a ser reconhecido como parte do Brasil.

Continuar lendo

Trending

www.acrenews.com.br é uma publicação da Acrenews Comunicação

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Endereço: Área rural, 204, Setor Barro Vermelho - CEP 69.923-899

Os artigos assinados não expressam a opinião deste site.

contato@acrenews.com.br

Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Engenharia e Tecnologia