Connect with us

POLÍTICA

MINISTRO DO MEIO AMBIENTE DESNUDA O ACRE DA ERA PT “Porque o Acre, que teve uma ministra do Meio Ambiente, tem um dos piores índices de desenvolvimento humano?”

Publicado

em

Evandro Cordeiro

A audiência da comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara Federal ocorrida na última segunda-feira, 3, por meio da qual deputados ouviam o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e que terminou em bate boca, acabou colocando o Acre na cena do BO. Enquanto trocava farpas com deputados de oposição, o ministro fez um breve relato sobre a situação do Estado do ponto de vista ambiental para mostrar o quanto a esquerda é “hipócrita”, segundo ele.


Em meio à discussão os parlamentares se desentenderam. Os motivos das discussões foram as denúncias publicadas pela imprensa de que Salles teria relacionamento com madeireiras e a cobrança por mais recursos com insinuações e acusações do ministro endereçadas a alguns deputados. A primeira discussão aconteceu quando a presidente da comissão, a governista deputada Carla Zambelli (PSL-SP), deu a palavra à deputada Vivi Reis (PSOL-PA): 

Governador Gladson Cameli mostra o esgoto in natura derramado no rio Acre para o ministro Ricardo Salles;

“Sou deputada pelo Pará, Estado esse que o ministro frequentemente visita para fazer reuniões com madeireiros, garimpeiros, grandes empresários, em abril desse ano a Polícia Federal apreendeu 200 mil metros cúbicos de madeira”. 


No meio da fala que seria de três minutos da deputada, ela começou a ser interrompida por outros deputados que diziam que ela estava fugindo da pauta. 


“Eu gostaria de ter a minha fala respeitada, eu sou deputada pelo Pará. Eu ainda nem comecei a minha fala. Por favor deputados me respeitem. Eu falei 30 segundos. Como diz que eu estou fugindo do objeto?”.

Os pais da Florestania no Acre, Jorge Viana e Marina Silva


A partir daí os ânimos ficaram ainda mais exaltados. Em um dado momento, para mostrar o quanto a esquerda só tem retórica, o ministro acabou citando o Acre, que viveu 20 anos de ilusão ambiental, sob um projeto de apelido Florestania. Salles disse que de nada adiantou o Estado ter tido uma ministra do Meio Ambiente, no caso Marina Silva, se isso não mudou em nada a situação. Os indíces de desenvolvimento apresentados pelo ministro são vergonhosos. O Acrenews separou uma pequena fala dele em vídeo, publicada ai na frente.


SENADOR BITTAR JÁ DENUNCIOU “RETÓRICA HIPÓCRITA” SOBRE MEIO AMBIENTE

O ex-fazendeiro Márcio Bittar, eleito senador, entre outras, por mostrar hipocrisia no discurso da esquerda em relação ao meio ambiente

Os dados do Acre mostrados pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, para expor a falácia da esquerda sobre meio ambiente, ajudaram a eleger senador em 2018 um ex-fazendeiro, Márcio Bittar (MDB), considerado pelos Liberais do Estado como mais “ambientalista” do que “ícones” da esquerda acreana que se alimentam politicamente há anos alegando cuidar do meio ambiente. Bittar denúncia desde sempre que, além de não levar o Acre a lugar nenhum economicamente, a Florestania deixou para trás um rastro de miséria. “É só ir na reserva Chico Mendes, para vê no que resultou tanta demagogia”, ainda hoje desafia o senador.


Dentro das reservas a situação não é diferente das cidades do Acre onde nada foi feito em relação à política de meio ambiente. O rio Acre ainda absorve esgoto in natura, entre outros antagonismos. Depois de 20 anos no poder, a esquerda do Acre, ao que tudo indica, vai assistir um governo de direita fazer, por exemplo, a revitalização do igarapé São Francisco. E com dinheiro prospectado em Brasília pelo “fazendeiro malvado e opressor”, como eles chamam o senador Bittar e a todos da classe que explora a pecuária como meio de desenvolvimento.

VEJA O VÍDEO EM QUE O MINISTRO FALA SOBRE O ACRE

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

POLÍTICA

Acompanhado de Márcio Bittar e Mailza, Bocalom lança pedra fundamental de viaduto da AABB

Publicado

em

Por

A Prefeitura de Rio Branco lançou nesta sexta-feira, 1, a pedra fundamental da construção de um viaduto na Avenida Ceará com a estrada Dias Martins, medindo 271 metros. A previsão de início da obra é para daqui seis meses. A ideia é desafogar o trânsito de uma das maiores vias da capital acreana.

Nos horários de pico o engarrafamento na via prejudica demasiadamente a mobilidade urbana (Foto: Evandro Derze/Assecom)

O local é caminho para as principais universidades da cidade, mercados atacadistas, Fundação Hospitalar e diversos bairros da capital, por isso, nos horários de pico o engarrafamento na via prejudica demasiadamente a mobilidade urbana. Vale ressaltar ainda que a obra irá mudar, também, a estética da cidade. Tornando-a ainda mais bonita.

Márcio Bittar: “O prefeito me pediu essa emenda, eu achei o projeto maravilhoso, a ideia fantástica” (Foto: Evandro Derze/Assecom)

O prefeito Tião Bocalom falou sobre a importância da obra para a cidade de Rio Branco, pois, segundo ele, se trata do primeiro viaduto da cidade e é em sua gestão que será feito. “Eu estou muito feliz, pois esse viaduto é fundamental para quem mora na região. Quando eu entrei na prefeitura falei: “vou arrumar recurso para isso”. Foi quando eu procurei os senadores e falei com o Márcio Bittar e ele falou: “Bocalom, eu arrumo” e arrumou. É uma obra que vai marcar a nossa gestão”, enalteceu o prefeito.

A obra está orçada em R$ 25 milhões e 51 mil, dos quais R$ 25 milhões de emenda do senador Márcio Bittar e R$ 51 mil de contrapartida da Prefeitura de Rio Branco.

O senador Márcio Bittar comentou sobre a alegria de poder ser o autor da emenda do primeiro viaduto do Acre. “Não há nada que possa alegrar mais um parlamentar do que ver o resultado do seu trabalho. O prefeito me pediu essa emenda, eu achei o projeto maravilhoso, a ideia fantástica”, explicou.

Prefeito Tião Bocalom, senadora Mailza Gomes e senador Márcio Bittar mostram a satisfação em lançar projetos que darão melhor qualidade de vida à população (Foto: Evandro Derze/Assecom)

O secretário de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (Seinfra) Cid Ferreira, frisou a importância da obra. “Com toda certeza vai trazer uma melhor trafegabilidade. Essa obra é importantíssima para a nossa cidade, juntamente a outras que a prefeitura muito em breve irá lançar”.

Estiveram presentes no lançamento da pedra fundamental, a senadora Mailza Gomes, os vereadores Antônio Moraes, Ismael Machado e Raimundo Castro, os secretários municipais Valtim José (Casa Civil), Joabe Lira (Cuidados com a Cidade), Sheila Andrade (Saúde), Eracides Caetano (Agropecuária), o assessor especial de Articulação Institucional, Hélder Paiva, o chefe do Gabinete Militar Municipal, Cel Ezequiel Bino, entre outras autoridades.

Continue lendo

ELEIÇÕES

Marcus Alexandre diz que ainda vai se atualizar sobre essa história de disputar o Governo

Publicado

em

Por

Evandro Cordeiro

O ex-prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre, do PT, demonstrou estar por fora dessa história de que disputará o Governo. Ao menos a reportagem do AcreNews ele ignorou o assunto. “Ainda vou em atualizar. Estava na Baixada fazendo visitas”, disse.

Ex-prefeito da capital, cargo do qual pediu afastamento antes das eleições 2018 para disputar o Governo, Marcus Alexandre é, na imaginação dos ‘comentaristas’ políticos das redes sociais o mais cotado dentre os concorrentes a Assembleia Legislativa para estar entre os mais votados. Com o partido dele dependendo do ex-senador Jorge Viana se decidir, se disputa isso ou aquilo, nas últimas horas Marcus entrou na lista dos possíveis candidatos a governador. Ele repetiria a dobradinha derrotada de 2018 com JV. Pelo menos ao AcreNews ele não deu a menor credibilidade ao assunto.

Continue lendo

ELEIÇÕES

Com presença da Executiva Nacional, PSOL chancela pré-candidatura de Sanderson Moura ao Senado

Publicado

em

Por

O presidente Nacional do PSOL, Juliano Medeiros, lançou oficialmente na noite desta quinta-feira, 01, a pré-candidatura ao Senado, do advogado criminalista, Sanderson Moura no Palácio do Comércio.

A soma de uma candidatura ao Senado mostra a vasta opções que o eleitorado acreano terá nesse pleito de 2022.

Do campo político do governador Gladson Cameli (Progressistas), são pré-candidatos ao Senado: Alan Rick (DEM), e a senadora Mailza Gomes, que sinalizou candidatura à reeleição. Márcia Bittar já foi anunciada para a vaga de vice de chapa de Cameli à reeleição.

Do outro lado, a deputada federal, Jéssica Sales (MDB), disputará ao Senado ao lado da deputada federal, Mara Rocha, que disputará o Senado.

Do lado do Petecão, a deputada federal Vanda Milani será a sua pré-candidata ao Senado Federal.

Do lado da esquerda formada pelos partidos PT, PV, PCdoB e PSB, o ex-governador Jorge Viana (PT) disputará o Senado Federal nas eleições de 2022.

Continue lendo

Trending

O Portal AcreNews é uma publicação de AcreNews Comunicação e Publicidade

Editor-chefe: Evandro Cordeiro

Contato: siteacrenews@gmail.com

Área rural 204, Barro Vermelho - Rio Branco

CNPJ: 40.304.331/0001-30

Os artigos assinados não traduzem, necessariamente, a opinião deste jornal



Copyright © 2021 Acre News. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por STECON Soluções Tecnológicas